Sidcley é apresentado no Corinthians, brinca sobre apelidos e se coloca à disposição para Carille

Sidcley é apresentado no Corinthians, brinca sobre apelidos e se coloca à disposição para Carille

24 mil visualizações 130 comentários Comunicar erro

Sidcley foi apresentado nesta segunda pelo diretor Duílio e o adjunto Jorge Kalil

Sidcley foi apresentado nesta segunda pelo diretor Duílio e o adjunto Jorge Kalil

Foto: Rodrigo Vessoni / Meu Timão

O lateral-esquerdo Sidcley foi apresentado no Corinthians de maneira oficial na manhã desta segunda-feira no CT Joaquim Grava. O jogador, de 24 anos, mostrou-se bastante introvertido, com poucos sorrisos e tímido atrás do microfone. Mas também muito esperançoso quanto ao seu futuro no clube alvinegro.

"Conversei pouco com alguns, tenho pouca intimidade ainda. Tenho mais com o Marllon e o Juninho Capixaba. Mas no final vai dar tudo certo, eles vão me ajudar", contou Sidcley, que recebeu a camisa do Timão das mãos do diretor de futebol Duílio Monteiro e do novo diretor adjunto Jorge Kalil.

"Já joguei com o Marllon, tem o Juninho Capixaba que é da minha terra... Estou muito feliz, espero ter alegrias com essa camisa", completou.

O camisa 16 também já falou sobre sua provável estreia no Timão. Ele deixou claro que, se o técnico Fábio Carille precisar, está à disposição para a partida contra o Mirassol, nesta quarta-feira, na Arena Corinthians. A possibilidade existe por conta da suspensão de Gabriel.

"Estou feliz de estar vestindo essa camisa, espero fazer história aqui. Estou preparado, já vinha treinando desde o começo do ano, fiz a pré-temporada no Atlético-PR. Não joguei ainda esse ano, mas estou com muita vontade de jogar e espero ter essa oportunidade", afirmou.

"No que ele precisar de mim, estarei à disposição. Não sei se vou jogar ou ser relacionado, mas estou com vontade de jogar. Vamos ver o que o Carille vai falar", completou.

Falando em Arena Corinthians, o jogador rasgou elogios à postura da Fiel em Itaquera, onde atuou como rival com a camisa do Atlético-PR. Ele falou também da adaptação ao gramado rápido, que é parecido com a da Arena da Baixada.

"Da torcida não tem nem o que falar, é uma torcida maravilhosa e apoia até o final. Nos apoia muito, e comigo não vai ser diferente, vou dar o máximo para a torcida me apoiar e dar tudo certo. Em relação ao gramado, lá (em Curitiba) a bola é muito rápida, e na Arena, também. Já estou acostumado, espero que dê tudo certo", lembrou.

Apelidos

Sidley falou também sobre as brincadeiras que faziam em Curitiba, comparando seus dribles e sua velocidade com astros mundiais, como Cristiano Ronaldo e Gareth Bale, do Real Madrid.

"É uma brincadeira, meus amigos ficam zoando. Fico feliz que todo mundo reconhece meu trabalho, espero que dê tudo certo. Sou lateral de origem, mas já joguei de meia. Vim para jogar de lateral. Espero uma disputa saudável, com meu amigo Juninho Capixaba", afirmou.

Veja mais em: Sidcley.

Veja Mais:

  • Corinthians vem de derrota para o Santos na última partida disputada pelo Brasileirão

    Corinthians é ultrapassado, vê Z4 embolar e fica a cinco pontos da vice-lanterna; veja classificação

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians terá duas opções para assistir ao jogo contra o Vitória

    Dois canais de TV transmitem jogo entre Corinthians e Vitória neste domingo

    ver detalhes
  • Adriana marcou gol da vitória do Corinthians na primeira final do Brasileirão Feminino

    Corinthians vence final fora de casa e fica a um empate de título inédito do Brasileiro Feminino

    ver detalhes
  • Corinthians realizou treinamento com portões fechados para a imprensa neste sábado

    Escalação segue indefinida, e Corinthians tem 22 relacionados para jogo contra Vitória

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes