Para advogado, Corinthians seria penalizado ao contratar Zeca

Para advogado, Corinthians seria penalizado ao contratar Zeca

Por Marco Bello

6.7 mil visualizações 81 comentários Comunicar erro

Para advogado, Corinthians pode ter evitado problema jurídico e financeiro com Zeca

Para advogado, Corinthians pode ter evitado problema jurídico e financeiro com Zeca

Foto: Reprodução/Internet

O Corinthians recuou na contratação iminente do lateral esquerdo Zeca, em processo litigioso com o Santos, e com isso pode ter escapado de um grande problema jurídico e financeiro.

Um dia após o recuo corinthiano, um outro caso parecido teve uma reviravolta a favor do clube reclamante.

O meia Gustavo Scarpa, contratado pelo Palmeiras em uma situação bem parecida depois de litígio com o Fluminense, teve sua liminar cassada pela justiça.

O advogado João Henrique Chiminazzo, especialista em direito esportivo, conversou com o Meu Timão:

“No caso do Scarpa, foi uma cassação da liminar. Isso faz com que ele tenha que voltar à situação anterior, ou seja, volta a validade do contrato com o Fluminense. Então muito provavelmente o Tribunal Regional do Trabalho do RJ deve expedir um ofício para a CBF, e assim que a CBF receber o pedido da justiça, ela rescinde o contrato do jogador com o Palmeiras e reestabelece com o Fluminense. Se o Fluminense abrir mão dessa opção, pode cobrar o valor da multa do Palmeiras.”

O advogado comparou o caso de Scarpa-Palmeiras com o de Zeca-Corinthians:

É um caso que eu diria que é idêntico ao caso do Zeca. O risco que o Corinthians correria com a contratacão do Zeca é o mesmo que o Palmeiras correu com a contratação do Scarpa.

Eu ouvi muito à época da contratação do Scarpa e também nessa semana sobre o Zeca, que os clubes fariam um contrato com os empresários do jogador para que eles se responsabilizassem com o pagamento de eventual multa se o jogador perdesse o processo.

É importante deixar claro que esse tipo de contrato não vai gerar efeito contra os outros clubes. É um instrumento particular que geraria efeito, no caso, entre Palmeiras e Scarpa ou entre Corinthians e Zeca. Esse contrato não geraria efeito para o Fluminense ou o Santos.

Se o Scarpa não conseguir reverter a decisão, o Palmeiras vai ser condenado solidariamente a pagar a multa do Scarpa. O mesmo aconteceria com o Zeca e o Corinthians.

Explicando melhor: se houver um contrato entre o clube e o jogador, o clube tem que pagar a multa primeiro, e depois cobrar do jogador. São duas coisas separadas.

No caso do Zaca, o Santos cobraria os R$150 milhões do Corinthians, o Corinthians pagaria os R$150 milhões ao Santos, e depois, com esse contrato assinado com o empresário, poderia cobrar o empresário. Mas seria outro processo, separado, em outra esfera e outra situação.”

Veja Mais:

  • Jadson é o artilheiro do elenco em 2018, com 15 gols; é o que mais fez com Jair Ventura

    Jadson se torna artilheiro da era Jair Ventura; meia participou de 12 dos últimos 20 gols do Timão

    ver detalhes
  • Roger entrou aos 13 minutos do segundo tempo e conseguiu fazer um dos gols do Timão em Salvador

    Roger é o atacante do Corinthians que precisa de menos tempo em campo para fazer um gol

    ver detalhes
  • Duelo ganhou ares dramáticos com prorrogação, mas terminou em alívio e comemoração dos corinthianos

    Em jogo dramático, pivô faz três, Corinthians segura empate na prorrogação e vai às quartas da LNF

    ver detalhes
  • Roger marcou o gol da virada do Corinthians, que ainda levou empate do Vitória nos acréscimos

    Veja sobe e desce do Corinthians na classificação ao término da 30ª rodada do Brasileirão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes