Jurídico do Corinthians diz que punições ao clube foram exageradas

Jurídico do Corinthians diz que punições ao clube foram exageradas

Problemas extracampo tornaram esta última semanas pouco favorável ao Corinthians no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Após receber na terça-feira, dia 9 de novembro, multa de R$ 10 mil e a perda de um mando de campo por conta dos incidentes ocorridos no clássico com o Palmeiras, o Timão voltou a ser punido na quinta, dia 11, com multa de R$ 5 mil, devido a invasão de campo de um torcedor no jogo contra o Vitória.

No entanto, para o advogado do clube paulistano João Zanforlin não há razão para um trabalho de conscientização junto a torcida corintiana, visto que, segundo ele, o Alvinegro foi injustiçado no tribunal.

"Eu acho que houve um exagero, mas não da torcida do Corinthians, porque a confusão toda foi da torcida do Palmeiras. Eu acho um absurdo concluir que a torcida corintiana apronta por causa disso. No outro jogo, apenas um torcedor entrou em campo e não houve dano algum. Acontece que coincidiu de haver dois julgamentos na mesma semana. Mas já entramos com o efeito suspensivo e tenho certeza de que no pleno a história será outra", disse Zanforlin.

No caso relacionado ao clássico contra o Palmeiras, denúncia partiu de uma prova de vídeo da Procuradoria, que teve acessos a imagens em que torcedores do Palmeiras, inconformados com a derrota no clássico no Pacaembu, agiram com vandalismo ainda nas arquibancadas, arremessando copos com urina, pedras e até grade de ferro em direção a jornalistas e torcedores corintianos. O Timão foi denunciado por “deixar de manter local com infra-estrutura necessária a assegurar a segurança”, como prevê o artigo 211, e “deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir o lançamento de objetos”, conforme o artigo 213 § 1º III, ambos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Já na partida contra o Vitória, um torcedor entrou no gramado para comemorar com os jogadores após um gol do volante Paulinho aos 47 minutos. Pelo fato ter sido narrado na súmula, o time do Parque São Jorge foi denunciado também conforme o artigo 213 do CBJD.

O departamento jurídico do clube alvinegro já obteve um efeito suspensivo que o faz poder mandar seus jogos no Pacaembu, pelo menos até que haja um novo julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), agora no Pleno, em segunda instância.

Fonte: Justiça Desportiva

Enviado por: will2s

Veja Mais:

  • Timão e Caixa não chegaram a acordo pela renovação

    Corinthians recebe ofertas, mas pode permanecer sem patrocínio master na decisão; veja imposições

    ver detalhes
  • Fagner não corre risco de perder finais do Paulistão

    Julgamento de Fagner por suposta agressão no Majestoso acontecerá só após finais do Paulistão

    ver detalhes
  • Jadson, com a 10, fez um dos gols contra a Universidad de Chile na Arena

    Corinthians vai devolver camisa 10 a Jadson; utilização na decisão ainda é incógnita

    ver detalhes
  • Pedrinho assinou por mais dois anos com o Corinthians

    Corinthians renova contrato com meia Pedrinho

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes