Em ritmo de adeus, William admite que pode ficar para 2011

Depois de publicar uma carta de despedida e confirmar sua aposentadoria no fim deste ano, o zagueiro corintiano William até disse adeus ao Pacaembu, no último domingo, contra o Vasco. Em entrevista...
Paulo André, na foto com William, é um dos que podem substituir o capitão no Corinthians

Paulo André, na foto com William, é um dos que podem substituir o capitão no Corinthians

Foto: Adhil Rangel/Gazeta Press

Depois de publicar uma carta de despedida e confirmar sua aposentadoria no fim deste ano, o zagueiro corintiano William até disse adeus ao Pacaembu, no último domingo, contra o Vasco. Em entrevista coletiva, três dias depois, o capitão admitiu que ainda há uma possibilidade de continuar a jogar no próximo ano.

"Não tomo decisões impensadas. Venho ponderando há muito tempo, mas na minha vida aprendi que não pode se fechar uma porta. São 10% (de chances de jogar em 2011) por várias coisas", afirmou William, que também admitiu ouvir constantes pedidos dentro do clube para que jogue na próxima temporada.

O zagueiro, que também foi capitão do Grêmio, lembrou que durante muito tempo não achou que pudesse se transferir para o Corinthians. Assim, deixou aberta a possibilidade de jogar em 2011. "Quando se especulou minha vinda, eu falava que não tinha chance nenhuma, que tinha multa alta, e acabei vindo. A vida te ensina muitas coisas", deixou no ar.

A sucessão na defesa corintiana, e também na função de capitão, são dois problemas que o Corinthians terá para resolver sem William em 2011. Ele negou dar nomes, mas disse conversar com a direção sobre eventuais contratações para o ano que vem. Já para a passagem da braçadeira, citou quatro membros do elenco.

"A gente conversa sobre alguns jogadores, mas obviamente a minha palavra não será a definitiva. A diretoria já vem analisando nomes. Não só pela minha parada, mas em reforços que possam deixar o grupo mais forte para o ano que vem", afirmou. William negou que tenha citado o nome de Luisão, hoje no Benfica, para substituí-lo.

"Temos vários líderes. Às vezes a tarja é meramente figurativa. Ronaldo, Roberto Carlos, Chicão e Alessandro podem perfeitamente usar, estaria em boas mãos. E os outros não deixariam de ser líderes. Às vezes há outros que lideram e não são capitães", definiu.

Prestes então a realizar aquela que pode ser sua última partida, William também disse não pensar na aposentadoria a todo instante, mas sim na possibilidade de erguer o quarto troféu de campeão pelo Corinthians. "Estou focado nisso e o Corinthians tem que focar nisso. É minha preocupação, é estudar o adversário. Independente de quem entre em campo, e não é porque estão rebaixados e sem os titulares, que vai ser fácil", analisou.

Fonte: Terra

Em ritmo de adeus, William admite que pode ficar para 2011 Em ritmo de adeus, William admite que pode ficar para 2011 0

Veja Mais:

  • De volta ao Timão, Marciel deve enfrentar Botafogo neste sábado

    Sem Cássio, Carille surpreende e promove duas mudanças no time para pegar Botafogo

    ver detalhes
  • Carille terá 22 jogadores à disposição neste sábado contra o Botafogo

    Com só dois meias, Carille relaciona 22 jogadores contra o Botafogo

    ver detalhes
  • Acertado com Corinthians, Luidy deixará o CRB apenas no fim da temporada

    Valor à vista, salários gradativos e até carro popular: dirigente explica venda de Luidy ao Timão

    ver detalhes
  • Último relatório divulgado ainda não tinha Roberto de Andrade como presidente

    Corinthians quebra ciclo desde 2008 e não divulga relatório de sustentabilidade

    ver detalhes

William deveria ficar pra Libertadores?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes