Ronaldo mudou o Corinthians para sempre

Ronaldo mudou o Corinthians para sempre

Eliminação na Libertadores, protestos, saídas consecutivas de astros; Elias, Roberto Carlos, e agora, provavelmente Jucilei: Todos os ingredientes para uma crise sem fim no Parque São Jorge, se somarmos a recente trajetória do time no ano do Centenário. Todas as expectativas apontavam para uma queda livre, e uma turbulência sem fim.

A rápida contratação de Liédson, respaldada com a confiança dos patrocinadores, foi um tiro certeiro na crise. Contra o Santos, o técnico Tite ousou na escalação, apostando em Morais e Fábio Santos, preterindo Ramirez e Marcelo Oliveira, e o Corinthians, em dia de homenagens ao Fenômeno, não tomou conhecimento do badalado Santos de Neymar, e enfiou indiscutíveis 3x1. Neymar, aliás, está procurando a bola até agora.

A postura do time, invicto no Paulistão, demonstra que o Clube pós-Fenômeno aprendeu com Ronaldo a força da sua marca, incomparável no Brasil, e jogadores considerados reservas têm que dar tudo de si para conquistar vaga no time, pois sabem que basta o time contratar grandes nomes, e hoje sabe como fazê-lo, e onde buscar apoio, para que caiam na vala comum do esquecimento. O Corinthians tem poder, e os reservas sabem disso. A manutenção da cabeça erguida do time tem tudo a ver com Ronaldo. Ele mudou o Corinthians para sempre.

Enviado por: Dirceu Felipe de Barros

Veja Mais:

  • Carlinhos está recuperado de cirurgia no púbis

    Artilheiro da Copinha faz primeiro treino no Corinthians após cirurgia

    ver detalhes
  • Arana tem sido um dos principais destaques do Corinthians no Paulistão

    Arana passa por tratamento após pancada e pode desfalcar Corinthians na quarta

    ver detalhes
  • Clayton assinou contrato na manhã desta segunda-feira

    Corinthians anuncia Clayton como novo reforço

    ver detalhes
  • Arena Corinthians receberá a volta das quartas, dia 8 ou 9 de abril

    Rodada confirma volta das quartas na Arena Corinthians e deixa rival à mercê da PM

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes