Andrés se diz surpreso com convite da CBF e afirma: 'Não posso virar as costas para a nação brasileira'

Andrés se diz surpreso com convite da CBF e afirma: 'Não posso virar as costas para a nação brasileira'

Por Meu Timão

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, assumirá a partir do ano que vem o cargo de diretor de seleções, conforme foi anuncido nesta sexta-feira pela CBF. O mandatário corintiano deu entrevista coletiva no CT, e afirmou que não poderia recusar um convite desse porte.

'O presidente (da CBF) me ligou ontem à tarde e me pediu para estar lá. Achuei até que era alguma visita do pessoal da Fifa. Fui surpreendido, mas não posso negar o convite de um amigo. Não posso virar as costas para um convite da nação brasileira', disse Andrés Sanchez, confirmando com bom humor que, hierarquicamente, ele estará apenas abaixo de Ricardo Teixeira. 'Isso, apenas abaixo do Ricardo Teixeira. Diretor de seleções é o Zé Mané aqui', brincou.

'Quando uma pessoa nova chega mudanças ocorrerão. Mas já existe um planejamento, uma estrutura, vou tomar conhecimento depois. O que tiver que ser mudado vai ser mudado para o bem do Brasil', prosseguiu Andrés, comentando como será a sua relação com Mano Menezes.

'O Mano (Menezes) é o treinador da seleção e vai ser cobrado como todos que por lá passaram. O mesmo que eu cobrava dele aqui vou exigir lá. Ele já sabe como é meu jeito de ser e de falar', completou o presidente.

Andrés Sanchez, no entanto, garantiu que ainda está focado no Corinthians. Ele será presidente do clube até o dia 15 de dezembro.

'Não assumi o cargo ainda, somente quando sair do Corinthians. Na hora do convite a cabeça gira, mas estou focado aqui, aqui é a minha paixão, minha vida. Faltam dois jogos e espero que a gente tenha sucesso. Quando for para a seleção falo só de CBF', completou Andrés.

Fonte: ESPN

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes