Corintianos admitem sofrimento, mas exaltam triunfo sobre o Catanduvense

Corintianos admitem sofrimento, mas exaltam triunfo sobre o Catanduvense

Os jogadores do Corinthians admitiram que o time sofreu mais do que gostaria na vitória por 2 a 1 sobre o Catanduvense, de virada, na noite da última quarta-feira, no Pacaembu, mas exaltaram o fato de a equipe ter voltado a conquistar três pontos, se mantido invicta e com boa vantagem na liderança do Campeonato Paulista. O triunfo serviu para minimizar o peso da atuação fraca dos comandados de Tite, que agora já projetam o clássico contra o Santos, domingo, às 16 horas, na Vila Belmiro.


'Não precisa ser sempre sofrido deste jeito, mas isso é Corinthians. Nosso time joga muito bem, mas sabemos que hoje (quarta) ficamos devendo. No final conseguimos virar o jogo, apesar deste sofrimento todo', ressaltou o goleiro Júlio César, que teve o seu discurso endossado pelo volante Paulinho, autor do gol de empate corintiano diante do time de Catanduva. 'Foi suado, sofrido, mas o importante foi conquistar os três pontos. Nós temos consciência de que deixamos a desejar e que temos de melhorar para a próxima partida', ressaltou.

O meia Douglas, que substituiu Alessandro no segundo tempo do confronto desta quarta, também exaltou a importância de o Corinthians ter voltado a vencer, independentemente de o gol da vitória vir apenas aos 46 minutos do segundo tempo, após belo chute do meia Danilo. 'No Corinthians é desse jeito, o importante foi o resultado. O importante é vencer e a colocação na tabela', analisou, para depois acrescentar que está preparado para voltar a ser titular da equipe. 'Estou bem fisicamente, estou pronto para jogar', garantiu.

Já Danilo mostrou ansiedade para o confronto de domingo na Vila Belmiro, onde o Corinthians defenderá a sua invencibilidade diante de um Santos que virá embalado por seis vitórias consecutivas no Paulistão. 'Clássico é um jogo bom e difícil, que todo jogador gosta de participar, esperamos fazer uma grande partida lá', destacou.

O atacante Liedson, por sua vez, não escondeu o incômodo com o fato de que segue sem balançar as redes em jogos oficiais pelo Corinthians nesta temporada. E ele tem esperança de encerrar esse jejum diante dos santistas. 'Espero que nos próximos jogos eu possa acabar com essa agonia de não marcar gols, mas estou tranquilo com meu trabalho. Eu sou um cara persistente, não gostaria de desistir nunca. Para se ganhar, tem que persistir. Valeu o empenho de todos, nós não desistimos em nenhum minuto e a torcida também não saiu do estádio', enfatizou.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes