Italianos veem Tite subvalorizado e possível fim do clichê 'joga bonito'

Italianos veem Tite subvalorizado e possível fim do clichê 'joga bonito'

Um dos principais jornais esportivos da Europa, o italiano La Gazzetta dello Sport publica nesta quinta-feira uma longa análise sobre o Corinthians, primeiro finalista da Copa Libertadores da América.

Em um blog sobre futebol sul-americano veiculado na capa do site do diário, o jornalista Carlo Pizzigoni elogia o "subvalorizado" trabalho do técnico Tite, que segundo a análise pode acabar com o "clichê do joga bonito", constantemente ligado ao futebol brasileiro.

"O Corinthians empata e vai à final da Libertadores: como jogaram Paulinho e Neymar?", é o título do texto no blog, que avalia o volante, supostamente sondado por Milan e Inter de Milão, e o atacante, constantemente especulado em Real Madrid e Barcelona.

O jornalista, no entanto, dá muito espaço também à análise tática do time responsável pela eliminação do Santos, destacando a "maior solidez" corintiana no confronto semifinal.

"Grande atenção aos espaços, perfeita colaboração entre os setores, grande capacidade de concentração são algumas das características mais evidentes neste monólito chamado Corinthians", escreve ele.

"Quando a defesa está posicionada, há realmente pouco a fazer: a linha não é altíssima e há muita atenção à fase de pressão para não conceder espaços internos. Apenas um super talento como Neymar conseguiu encontrar algum buraco, mas nunca com continuidade", prossegue o texto.

O blog, portanto, chega à conclusão de que o "trabalho de Tite foi ótimo, e muito subvalorizado, sobretudo em sua pátria". Pizzigoni ainda pergunta se o sucesso do clube atual campeão nacional pode ter algum reflexo no futuro do futebol do País.

"A história, também seria mais justo dizer o clichê ligado ao futebol do joga bonito, exigiria um outro tipo de proposta para um time brasileiro. A diversidade do Corinthians, porém, foi vencedora: fará escola?", questiona o jornalista, que usa a expressão "joga bonito" em português.

Sobre o volante pretendido por clubes da Itália, o texto aponta que Paulinho tem "boas leituras nas transições ofensivas" e está "inserido no mosaico perfeito de Tite", brilhando "enormemente". A análise é que se trata da de um "jogador seguramente de ótimo nível" cuja saída do Corinthians não é tão fácil:

"Paulinho quer avaliar bem o eventual destino, caso contrário permanecerá no Brasil, (onde é) ídolo de uma torcida de 35 milhões de torcedores apaixonados".

Neymar, por sua vez, é definido como "o rapaz de ouro do futebol brasileiro (e mundial)". Pizzigoni avalia que o atacante "sai batido da semifinal, mas não redimensionado". O jornal projeta que o atleta deve permanecer no Brasil até a Copa do Mundo de 2014, sendo "mais que um talento, um jogador pronto a fazer a diferença em qualquer nível, já imediatamente".

Italianos veem Tite subvalorizado e possível fim do clichê "joga bonito"

Fonte: Terra Esportes

Veja Mais:

  • Oswaldo divulgou lista de relacionados do Corinthians

    Com apenas um desfalque, Corinthians divulga lista de relacionados para enfrentar Cruzeiro

    ver detalhes
  • Corinthians imagina que receberá propostas por Yago e Balbuena

    Corinthians estuda vender zagueiro e intensifica busca por contratação defensiva

    ver detalhes
  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Sub-20 comemorando título do Corinthians/UNIP no futsal

    Sub-20 conquista título estadual e Corinthians fica perto de fim de ano perfeito no futsal

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes