Tite veta 'viagem na maionese' e quer ver o Timão fora da 'zona do inferno'

Tite veta 'viagem na maionese' e quer ver o Timão fora da 'zona do inferno'

Tite ainda caminha com um sorriso que revela alegria e alívio após a inédita conquista da Taça Libertadores. Mas a euforia acabou. Em visita à TV Globo, onde participou do "Globo Esporte" ao lado do apresentador Tiago Leifert, o técnico falou em começar do zero o planejamento para o segundo semestre. Ele vai se sentar com a diretoria e definir objetivos e a formação do elenco para o Campeonato Brasileiro e a preparação para o Mundial de Clubes.

Só que a competição no Japão, maior desejo hoje dos torcedores, não será prioridade, ao menos por enquanto. Tite acha que o Timão só vai ter condições de vencer o Mundial se disputar bem o Brasileirão, com atuações convincentes. E decretou: isso tem de começar já na quarta-feira, contra o Botafogo, em partida adiada da sétima rodada.

Com cinco pontos, o atual campeão da Libertadores é penúltimo colocado na competição nacional. Uma situação incômoda, que o comandante classifica de maneira nada delicada.

- Na quarta-feira voltam os titulares e temos de nos recuperar. Será um jogo muito difícil, mas precisamos vencer e sair da zona do inferno.

Consciente da desvantagem de 14 pontos para o atual líder, Atlético-MG, Tite sabe que será difícil lutar pelo título e evita previsões para o fim do Brasileiro. Até porque, no ano passado, a arrancada fulminante foi o maior trunfo para que o Corinthians fosse pentacampeão. Depois de sair do inferno, chegar ao grupo dos dez primeiros será a próxima missão.

- Quanto mais rápido conseguirmos fazer isso, mais poderemos traçar metas para o futuro. Depende do que a gente vai fazer agora, por isso essa partida contra o Botafogo é muito importante para nós - afirmou.

O Mundial é só em dezembro, não podemos ficar viajando na maionese até chegarmos lá. Só vamos chegar bem ao Mundial se jogarmos bem na quarta-feira"TitePelo menos enquanto o Mundial não se aproxima, a análise do Chelsea (ING) e dos outros times já classificados vai ficar mais a cargo dos auxiliares Cleber Xavier, Fábio Carille e Mauro da Silva. Um dos exemplos de que o Timão precisa fazer boa campanha até dezembro é o Santos, que no ano passado deixou o Campeonato Brasileiro de lado durante a maior parte da competição e foi facilmente derrotado pelo Barcelona (ESP) no Japão: 4 a 0.

O treinador também vai tentar proibir que o clube inglês, vencedor da Liga dos Campeões e favorito, ao lado do Corinthians, para fazer a final do Mundial de Clubes, se torne o assunto mais falado pelos jogadores corintianos. Tite não vai admitir menosprezo aos demais participantes. Monterrey (MEX) e Auckland City, da Nova Zelândia, já garantiram presença.

- O Mundial é só em dezembro e não podemos ficar viajando na maionese até lá. Não é o Chelsea, há outros times, e só vamos chegar bem lá se treinarmos bem hoje, terça-feira, fizermos um bom jogo na quarta e um bom trabalho durante todo o semestre.

No último fim de semana, Tite folgou. Quem comandou a equipe no empate por 1 a 1, na Ilha do Retiro, contra o Sport, foi o auxiliar Cleber Xavier. Em razão da participação no mata-mata da Libertadores, os titulares praticamente não entraram em campo ainda no Brasileirão. Só jogaram contra Atlético-MG (derrota por 1 a 0) e Figueirense (empate de 1 a 1). Apesar da má colocação, o técnico defende a utilização de um time diferente. Segundo ele, teria sido impossível triunfar na principal competição sem ter priorizado. Até nos treinos depois de jogos decisivos os jogadores sentiam o cansaço.

Durante a visita pela TV Globo, que durou cerca de 30 minutos, Tite foi assediado por funcionários, autografou camisas e tirou fotos. Tomou apenas um café antes de "apresentar" o "Globo Esporte" ao lado de Tiago Leifert e voltar ao CT do Corinthians, onde começará a preparação para sair do inferno nesta quarta-feira, no Pacaembu.

Tite veta 'viagem na maionese' e quer ver o Timão fora da 'zona do inferno'

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes