Corinthians se prepara para abrir capital na bolsa, afirma ex-presidente Waldemar Pires

Corinthians se prepara para abrir capital na bolsa, afirma ex-presidente Waldemar Pires

Corinthians pode ter ações negociadas na Bovespa

Corinthians pode ter ações negociadas na Bovespa

O Corinthians, um dos times de maior torcida no Brasil, pode se tornar também uma das ações mais populares da bolsa. O clube está se preparando para abrir o capital, de acordo com Waldemar Pires, ex-presidente do clube na época da Democracia Corinthiana e atual conselheiro vitalício e membro nato do Cori. Para ele, essa pode ser uma alternativa interessante para que o clube se capitalize e consiga vencer obstáculos presentes a praticamente todos os times nacionais.

"Um clube de futebol bem administrado dá lucro, e isso [o IPO] pode ser uma alternativa viável para o investidor", afirma o empresário, dono da Walpires Corretora.

O time alvinegro não seria o primeiro grande clube a ter o capital aberto: Arsenal, Juventus e FC Kobenhaven são alguns dos exemplos mundo afora. Recentemente, o Manchester United, o maior campeão inglês, iniciou o processo de abertura de capital na Nyse (New York Stock Exchange), em uma oferta que deverá totalizar US$ 330 milhões.

Clube se beneficia imensamente
O maior beneficiado pelo IPO seria o próprio time. "A abertura de capital possibilitaria que os times quitassem seus empréstimos em banco", afirma Pires. Essas antigas captações são tidas como uma das grandes chagas para os clubes. Atualmente na casa dos milhões de reais, várias dívidas estrangulam o caixa das agremiações.

"Todos os times estão devendo em bancos e têm empréstimos com juros muito altos. Então a dívida é cada vez maior", afirma Pires. Essa é a motivação também do Manchester United, que procura nos investidores norte-americanos a saída para as volumosas dívidas contraídas na última década.

Menos corrupção, mais transparência
A corrupção, embora dificilmente provada, também marca a tônica do futebol brasileiro. Antigos presidentes de alguns times já foram acusados de contratar dívidas indevidas com as próprias empresas como forma de manter a influência na direção do clube. Outros mandatários são acusados de embolsar dinheiro com a venda de atletas. "A abertura de capital melhora a transparência dos clubes, através da contabilidade mais aberta. Mas o Corinthians já faz isso, publica seus balanços regularmente", lembra Pires.

Além disso, o fator político existente em diversos clubes colabora para o alto endividamento: dirigentes preocupados em registrar bom desempenho em campo pegam empréstimos para manter estruturas "fantasiosas" - deixando um triste legado para seus sucessores.

Pires aponta outro problema para os times, a ser sanado com a abertura de capital: a dependência dos empresários. "Às vezes um clube vende um jogador e fica com quase nada do dinheiro. O empresário fica com 70%, 80% e isso é muito ruim para o time", salienta o ex-presidente do Corinthians. Ele lembra do caso do volante Paulinho, um dos destaques do time na conquista da inédita Taça Libertadores em 2012, cujo passe não pertencia ao clube e precisou ser comprado.

Sócio-torcedor
O futebol é um mundo de paixões: não raramente, um torcedor escolhe seu time quando pequeno e carrega esse amor até a morte. Essa passionalidade pode ajudar no momento do IPO (Initial Public Offering). "As ações do Corinthians, do Flamengo e de outros clubes seriam vendidas facilmente. Que corinthiano não quer ter 100 ou 1.000 ações de seu time?", pergunta Pires.

O torcedor-acionista possui grandes vantagens em relação aos atuais: ele ganha maior poder de fiscalização sobre o próprio clube. "O sócio-acionista pode fiscalizar o clube", afirma. Deter uma parte de seu clube seria importante, e Pires acredita que os times de grande torcida no País possuem potencial. "Séria um grande sucesso", afirma.

Um clube de futebol possui diversos ativos: estádio, centro de treinamento e sobretudo, jogadores. Isso alinha o interesse do investidor com o do torcedor - que gosta que de ver o lucro do seu time ser reinvestido no plantel. "Ao reaplicar a quantia de novo, você esta investindo nos ativos do próprio time", avalia o empresário.

Próximo passo é fundo
O IPO, porém, é uma longa caminhada a ser percorrida por qualquer empresa. O ex-presidente afirma que não há uma data planejada para isso. "Está tudo acontecendo tão rápido. O próximo passo pode ser um fundo para comprar jogadores, mas isso não é uma coisa para os pequenos investidores, e sim para grandes investidores", afirma.

Se os ganhos econômicos do Brasil na última década contribuíram para o fortalecimento do futebol brasileiro, iniciativas como esta podem trazer cada vez mais dinheiro para os clubes nacionais, o que daria a chance de eles se reforçarem com jogadores melhores, entrando em um círculo virtuoso de crescimento. Será que poderemos comprar ações na bolsa dos clubes de nossos corações um dia? "Esse é o futuro", conclui Pires.

Fonte: Infomoney

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Ivan

    Ranking: 3878º

    Ivan 130 comentários

    77º. por @ivan.pereira1

    Http://portaldovaletudo.uol.co m.br/br/noticias/item/3195-exc lusivo-j%C3%BAnior-cigano-%C3% A9-o-novo-contratado-do-corint hians

  • Foto do perfil de Monica

    Ranking: 16ª

    Monica 1235 comentários

    76º. por @mosketeira

    Parabéns Andrés Sanchez fazendo do Corinthians o maior do mundo!

  • Foto do perfil de Eduardo

    Ranking: 31º

    Eduardo 8664 comentários

    75º. por @eduardoalves

    SE ENTRA NA BOLSA DE VALORES... EU VO COMPRAR UMA AÇÃO DO TIMÃO.

  • Foto do perfil de David

    Ranking: 40º

    David 6290 comentários

    74º. por @huracan

    NÃO SOU BOM CONHECEDOR DESSE MERCADO DE AÇÕES, PARECE A 1ª VISTA INTERESSANTE, DESDE QUE COM REGRAS ESPECÍFICAS (NÃO QUEREMOS TER DONO) TODA CAUTELA É POUCO, VAI CORINTHIANS

  • Foto do perfil de Bianca

    Ranking: 24ª

    Bianca 975 comentários

    73º. por @concbiarock18

    Mais eu torço para isso dar certo, e que o nosso time vai ficar mais rico, mais forte, e com muito mais condições financeiras

  • Foto do perfil de Bianca

    Ranking: 24ª

    Bianca 975 comentários

    72º. por @concbiarock18

    Concordo, para o Corinthians sempre é bom ter essa oportunidade de melhorar um pouco mais as condições financeiramente, + tem que tomar cuidado com essas coisas é meio perigoso, tem muita gente que desfia muito dinheiro, rouba muito dinheiro e esse dinheiro acaba caindo em mãos errados...

  • Foto do perfil de Daniel

    Daniel 8 comentários

    71º. por @daniel.veloso.silvei

    A ideia de ter um dono não me agrada, mas abrir capital na bolsa não significa que vai ter um dono. Existe mecanimos que acordados com os agentes subscritores que não permitem que uma só pessoa compre muitas ações, assim sendo impossível de uma mesma pessoa obter maioria das ações ordinárias.

    Foto do perfil de Rafael

    Rafael 106 comentários

    04/08/2012 às 00h42 por @rafinha10

    Caros alvinegros, perdoem minha ignorância, mas, ao abrir o capital e vender ações do Corinthians na bolsa de valores, não estamos abrindo uma brecha para algum multimilhonário ter a intenção de comprar e se apoderar do nosso clube? Abrindo o capital existe a possibilidade de manter o modelo político e administrativo atual (que me agrada - e muito - diga-se de passagem)? O Corinthians nasceu 'operário', cresceu 'operário', nossa torcida é maioria em todas as classes sociais, mas tem sua marca nas fatias mais humildes da sociedade... Alguém gostaria que algum Roman Abramovich ou Mansour bin Zayed da vida se apoderasse do nosso amado clube e nos impusesse suas vontades? Não sei se estou falando alguma besteira, mas não gostaria de ver nosso clube sendo propriedade de uma determinada pessoa.

  • Foto do perfil de Cristian

    Ranking: 145º

    Cristian 2564 comentários

    70º. por @cristianfoz

    Concordo contigo ! O Corinthians e o Time do Povo, esse negócio de dono, não é nada bom.

    Foto do perfil de Rafael

    Rafael 106 comentários

    04/08/2012 às 00h42 por @rafinha10

    Caros alvinegros, perdoem minha ignorância, mas, ao abrir o capital e vender ações do Corinthians na bolsa de valores, não estamos abrindo uma brecha para algum multimilhonário ter a intenção de comprar e se apoderar do nosso clube? Abrindo o capital existe a possibilidade de manter o modelo político e administrativo atual (que me agrada - e muito - diga-se de passagem)? O Corinthians nasceu 'operário', cresceu 'operário', nossa torcida é maioria em todas as classes sociais, mas tem sua marca nas fatias mais humildes da sociedade... Alguém gostaria que algum Roman Abramovich ou Mansour bin Zayed da vida se apoderasse do nosso amado clube e nos impusesse suas vontades? Não sei se estou falando alguma besteira, mas não gostaria de ver nosso clube sendo propriedade de uma determinada pessoa.

  • Foto do perfil de Rafael

    Ranking: 4487º

    Rafael 106 comentários

    69º. por @rafinha10

    Caros alvinegros, perdoem minha ignorância, mas, ao abrir o capital e vender ações do Corinthians na bolsa de valores, não estamos abrindo uma brecha para algum multimilhonário ter a intenção de comprar e se apoderar do nosso clube? Abrindo o capital existe a possibilidade de manter o modelo político e administrativo atual (que me agrada - e muito - diga-se de passagem)? O Corinthians nasceu 'operário', cresceu 'operário', nossa torcida é maioria em todas as classes sociais, mas tem sua marca nas fatias mais humildes da sociedade... Alguém gostaria que algum Roman Abramovich ou Mansour bin Zayed da vida se apoderasse do nosso amado clube e nos impusesse suas vontades? Não sei se estou falando alguma besteira, mas não gostaria de ver nosso clube sendo propriedade de uma determinada pessoa.

  • Foto do perfil de MOOLOKO

    Ranking: 2242º

    Mooloko 258 comentários

    68º. por @mooloko

    Se conseguir fazer será uma ótima oportunidade para trazermos mais capital ao todo poderoso. Vai Corinthians !