Democracia Corinthiana

Democracia Corinthiana
A união dos jogadores era o ponto forte da Democracia Corinthiana

Em 1982 o Corinthians não era só um dos times com a maior torcida do Brasil - era o time capaz de mostrar, em plena ditadura militar, que liberdade e democracia eram valores possíveis. Um dos maiores movimentos políticos do futebol mundial, a Democracia Corinthiana foi uma época histórica para o clube e para o país.

Era encabeçada nos gramados por jogadores como Sócrates, Wladimir, Casagrande, Zé Maria, Biro-Biro, Zenon e no cenário da mídia nacional por pessoas públicas como Rita Lee, Juca Kfouri, Boni - “recrutados” pelos esforços do famoso publicitário Washington Olivetto, que na época assumiu o marketing do Corinthians (dispensando salário para função).

A Democracia surgiu com a ascensão de Waldemar Pires na presidência do clube, após a saída de Vicente Matheus e a péssima temporada em 1981, na qual o Corinthians amargou um péssimo 26º lugar no Campeonato Brasileiro, e o 8º lugar no Paulista daquele ano. A presidência descentralizada de Pires e a presença do sociólogo Adilson Monteiro Alves como gerente de futebol, somadas à articulação política de alguns jogadores daquele elenco permitiram o nascimento de um modelo inédito (e nunca mais repetido) de autogestão no esporte.

Não havia no Corinthians daquela época nenhum integrante do clube, de roupeiro a presidente com poder de voto maior que o outro: todas as decisões do time eram tomadas de maneira democrática. Isso significava que desde a escalação do time até a contratação ou demissão de jogadores e funcionários passava pela escolha popular de quem era parte do Corinthians entre 1982 a 1984.

Os frutos dessa gestão visionária, corajosa e inovadora foram, para o Corinthians, dois títulos do Campeonato Paulista (1982 e 1983) e um respiro financeiro que vieram com a quitação de todas as dívidas e um saldo de U$3milhões de dólares deixados para a próxima temporada. Para o Brasil, a Democracia Corinthiana foi além: ao entrar em campo com seus dizeres em prol da democracia política, o Corinthians reacendeu a massa na luta para a liberdade e o fim do regime ditador.

Em 1984 começa o fim da Democracia, com a saída de Sócrates e Casagrande e o novo movimento do futebol comercial: inicia-se o Clube dos 13 e a figura dos cartolas volta com força total. O fim definitivo chega em 1985 com a não eleição de Adilson Monteiro como o substituto de Waldemar Pires.
No entanto, a importância da Democracia Corinthiana é inegável. Poucas vezes na história mundial, e nunca antes do Brasil, um movimento do esporte teve caráter tão marcante para o cenário político de um país. A coragem de desafiar a ditadura e sublevar o povo numa luta para reconquista de direitos é um marco que não pode ser esquecido, e uma das provas irrefutáveis do que é o Corinthians, em sua verdadeira história e essência, o grande time do povo.

Comentários

  • Comentários mais curtidos

    Foto do perfil de David

    Ranking: 65º

    David 8101 comentários

    por @huracan

    O Corinthians como clube de maior torcida do Brasil deveria novamente promover uma campanha para "aprimorar a democracia no brasil", mudança de leis, código penal, maioridade penal "14 anos" e voto facultativo já.
    quem concorda da um soco pra cima (vamos melhorar nosso país)

  • Foto do perfil de Renato

    Ranking: 243º

    Renato 3455 comentários

    por @1977semprefiel

    Meu orgulho, alguns os pais estavam mas EU ESTAVA lá e torci muito com esta DEMOCRACIA e sinto falta de mentes intelectuais iguais Sócrates e Wladimir, duvido se fosse hoje se eles não iam protestar contra o ladrão de medalhas que se apossou da CBF, contra esta maratona cruel de jogos INÚTEIS. Guardo com muito orgulho e muito bem guardado camisas autografadas por toda democracia e muitas fotos com todos eles, com o Biro Biro cheguei a ir a uma igreja evangélica com ele, gente sem igual.

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Alexandre

    Ranking: 17º

    Alexandre 23163 comentários

    28º. por @alexandre.sccp1

    Momento histórico do CORINTHIANS

  • Publicidade

  • Foto do perfil de Pedro

    Pedro 4 comentários

    27º. por @pedro.galdeano

    O que aconteceu com o nosso Corinthians de Dr Sócrates? Com arena superfaturada, com Andrés no poder se aliando a rede Globo e lavando a mão de quem nasceu pra reivindicar, a organizada. A essência se perdeu, hoje é tudo nojento. Brasil, onde tem povão tem gente querendo lucrar em cima. E o Corinthians sempre foi o povo, agora só é lucro. O reflexo na arquibancada do nosso time de coração é visível Talvez a organizada se vendeu pra não ser exterminada, os direitos negados como as bandeiras e faixas retiradas do estádio podem ser um alerta, talvez se perdeu no caminho com ganância e corrupção
    não sei. O envolvimento com o atual presidente Andrés também pode evidenciar a corrupção. De qualquer forma o que ainda funciona é a Democracia pois os outros direitos reinvidicados foram todos nos tirados tendo se perdido com a corrupção.

  • Foto do perfil de Otacilio

    Ranking: 9129º

    Otacilio 113 comentários

    26º. por @ticopt

    Estava estudando no instituto Cajamar e sempre ia aos jogos do Timão. Foi um período de muitas alegrias e de muito orgulho, pois o Timão foi o único time brasileiro que lutou verdadeiramente pela democratização do Brasil. Por isso ser Corinthians, não é apenas ser um torcedor. Mas é fazer parte de uma clube revolucionário.

  • Foto do perfil de Otacilio

    Ranking: 9129º

    Otacilio 113 comentários

    25º. por @ticopt

    Eu tive a sorte de viver de perto a democracia corintiana, como torcedor e como ativista social.

  • Foto do perfil de Ferreira

    Ranking: 391º

    Ferreira 2573 comentários

    24º. por @ferreira.silva

    Esses kras eram fda heimmm

  • Foto do perfil de Cleidson

    Ranking: 12º

    Cleidson 27542 comentários

    23º. por @cleidson

    Grande DR

  • Foto do perfil de Paulo Sergio

    Paulo 1 comentário

    22º. por @paulo.sergio.tricame

    Por altrura do Mundial assisti uma reportagem sobre o Corinthians na TV diriguida por Cantona.Se já tinha o maior respeito por Socrates ao tomar conhecimento do movimento "democracia Corinthiana" tudo ficou maior ainda.Nao sou brasileiro.Sou de Mocambique e meu clube lá também e popular e se destaca por sua representacao social.Me ajude a comprar uma camisete com alusão a esse período da democracia Corinthiana.

  • Foto do perfil de Rogerio

    Ranking: 1347º

    Rogerio 974 comentários

    21º. por @rogerio.bernardino

    Esse dupla era demais.