A História dos Escudos Corinthianos

A História dos Escudos Corinthianos
Escudos do Corinthians

O Corinthians, fundado em 1910, não tinha escudo até 1913. Como o time era da várzea, os jogadores não andavam engomados e bem vestidos como os de outros clubes. A camisa corinthiana - que era bege com punhos pretos - não tinha distintivo, até porque, o futebol era um esporte de elite no Brasil, enquanto o Timão era formado por trabalhadores humildes.

Os primeiros escudos

O primeiro escudo foi feito em 1913 para a disputa de uma vaga na Liga Paulista. Ele utilizava apenas as letras C e P, de Corinthians Paulista. No ano seguinte, veio a primeira alteração. O segundo distintivo foi encontrado na camisa de uma partida contra o Germânia. Sua descoberta também ajudou a provar que as primeiras camisas eram na cor bege.

Mais um ano se passou e a letra S foi incluída no símbolo da equipe. Neste momento, o C começou a representar as palavras Corinthians e Club. No mesmo ano, o escudo sofreu uma pequena mudança na moldura. Já em 1916, surgiu o formato redondo, que segue até hoje, mas acompanhado da âncora. Depois disso, passou-se alguns anos sem novos acréscimos.

Em 1919, porém, vieram alterações expressivas. Agora, a bandeira do estado de São Paulo passou a fazer parte do símbolo, assim como o nome do clube e a data de sua fundação. Após 20 anos, apareceu a primeira âncora, os remos e a bola nas camisas. Apesar disso, eles já tinham começado a ser introduzidos em 1926, quando foi comprado o terreno do Parque São Jorge. Os novos desenhos faziam alusão aos esportes aquáticos.

Detalhes mais refinados

O escudo passou novas mudanças e, em 1980, estava com um ar mais refinado. A bandeira ficou mais ondulada, trazendo os conceitos de dinamismo e movimento. Os remos e a âncora ganharam novos detalhes e reflexos. O primeiro Campeonato Brasileiro foi conquistado em 1990. Para fazer uma homenagem aos campeões, foi colocada uma estrela no símbolo.

Depois de oito anos, os bicampeões foram agraciados com a segunda estrela. Com mais um título no próximo ano, veio a terceira. Na sequência, o Corinthians ganhou o Mundial de Clubes de 2000, que ganhou uma estrela maior, posicionada em cima das outras. Em 2005, foi acrescentada a última estrela pelo tetracampeonato brasileiro.

Escudos corinthianos

Fim das estrelas

A partir de 2011, as estrelas foram tiradas do distintivo alvinegro, depois de o acompanhar por mais de 20 anos. A explicação apresentada foi a de que todos os títulos são especiais. O novo símbolo entrou em campo pela primeira vez no dia 15 de janeiro de 2012. Na ocasião, o Timão empatou com o Flamengo por 2 a 2 num amistoso, disputado em Londrina, no Paraná.

De lá para cá, não foram anunciadas mudanças no escudo. Uma ação de marketing pontual do clube recolocou uma estrela no uniforme em 2019, num duelo contra o Fortaleza, para homenagear os judeus perseguidos durante o nazismo. A campanha aconteceu no dia 9 de novembro, mesma data em que teve a Noite dos Cristais no ano de 1938.

Comentários

x