A Contratação de Sócrates

A Contratação de Sócrates
Tirinha de Milton Trajano, narrando os acontecimentos da inesquecível sexta-feira quando o Dr. Sócrates veio ao Corinthians

 Do nosso ex-presidente Vicente Matheus, não se podia esperar nada que não fosse baseado em esperteza. São muitas as histórias que envolvem o carismático líder Corinthiano, mas claro, existem as que mais marcaram. Uma delas foi à história sobre a contratação do atacante Sócrates como jogador do Corinthians.

Revelado pelo Botafogo de Ribeirão Preto, Sócrates se tornou um ícone do Timão não só pela sua brilhante forma de jogar futebol, mas também por episódios decisivos na história do clube, como a Democracia Corinthiana. Graças a Vicente Matheus, podemos redigir aqui este magnífico episódio.

No final da década de 70, não era só o Corinthians que se interessava pelo Doutor da Bola: o clube do Morumbi também. Sócrates se adaptou ao estilo de jogo de Geraldão, seu parceiro no Botafogo - Geraldão foi jogar no Corinthians antes de Sócrates. Foi a partir daí que o interesse de Vicente Matheus começou a despertar. Desgarrado do Doutar, Geraldão não rendia tanto como antes, fazendo com que nosso ex-presidente, em agosto de 1978, fosse para o interior de São Paulo, atrás de Sócrates. Em uma entrevista para um site, Geraldão disse que o tricolor paulista também tinha interesse em contratá-lo, mas Vicente Matheus chegou à frente.

Com toda sua perspicácia, Vicente ficou sabendo que o São Paulo estava querendo comprar outro jogador também, o Magrão. Mas para que essa contratação fosse possível, o clube da zona sul precisava vender o volante Chicão, que fez história na Vila Sônia. Vicente Matheus até chegou a ligar para o presidente do tricolor - na época Antonio Lemes Nunes – oferecendo 5 milhões de cruzeiros pelo volante. Foi ai que o ex-presidente do Timão usou o faro de empresário e enviou seu vise e irmão, Isidoro Matheus, para almoçar com os dirigentes são paulinos. Enquanto Isidoro demonstrava seu interesse por Chicão, Vicente Matheus aproveitou a desatenção dos dirigentes do São Paulo e viajou até Ribeirão Preto para conversar com Sócrates, contratando o jogador com dinheiro do próprio bolso.

A partir daí, todos nós já sabemos. Sócrates fez história no Parque São Jorge e foi uma das figuras mais importantes na história da Corinthians. O Doutor da Bola ultrapassou as barreiras do futebol e lutou por causas políticas dentro do Clube, na época da Democracia Corithiana. E foi graças a Vicente Matheus que nós corinthianos podemos nos orgulhar desta história. “Eu era Santistas, mas me tornei Corinthiano. Não tem como não virar a casaca no Corinthians!”, declarou Sócrates em uma entrevista feita pela Rádio Trip.

Comentários

  • 1000 caracteres restantes