Diretoria do Palmeiras será cobrada pelo prejuízo no Pacaembu

Diretoria do Palmeiras será cobrada pelo prejuízo no Pacaembu

548 visualizações 2 comentários Comunicar erro

Mais do que a amarga posição na tabela do Brasileirão, a derrota para o Corinthians, domingo, pode custar caro ao cofre do Palmeiras. Isso porque ainda nesta terça-feira o administrador do estádio do Pacaembu, Mauro Castro, deverá notificar e cobrar o clube pelas cadeiras que foram quebradas no clássico.

Responsáveis pela manutenção do Municipal ainda estão avaliando o tamanho do estrago para poder enviar ao Palmeiras, que como mandante, deve assumir os gastos.

– O pessoal da manutenção está vendo isso e amanhã (hoje) o Mauro Castro, diretor do Pacaembu, passará mais informações. A conta vai para o Palmeiras – afirmou Daniela, uma das atendentes.

Pouco antes de a partida terminar, torcedores de uniformizadas, que estavam nas arquibancadas, invadiram o setor das numeradas e tentaram invadir o camarotes, onde estava o presidente Arnaldo Tirone e o vice Roberto Frizzo.

Até a noite da última segunda-feira, a CBF ainda não havia divulgado a súmula da partida. A tendência é que o árbitro Marcelo Aparecido tenha relato a confusão. Com a venda de ingressos, o Palmeiras obteve a renda de quase R$ 500 mil no domingo.

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Timão de Rodriguinho e Balbuena pega Palmeiras para readquirir confiança antes da Liberta

    Com mosaico, bandeirão e Romero de '9', Corinthians encara Dérbi em pré-estreia na Libertadores

    ver detalhes
  • Meia tem bons números pelo Jiangsu Suning, da China

    Empresário explica estágio das negociações entre Corinthians e Alex Teixeira

    ver detalhes
  • Cássio viu Cadu e foi ao encontro do fã após o treino na Arena

    Cássio fez uma promessa, Cadu voltou a andar: a emocionante história do aniversariante do dia

    ver detalhes
  • Corinthians x Palmeiras: Os jogadores que vestiram as duas camisas

    VÍDEO | Corinthians x Palmeiras: os jogadores que vestiram as duas camisas

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes