Jogadores do Timão pedem aplausos para o amigo Liedson

Jogadores do Timão pedem aplausos para o amigo Liedson

Atletas não escondem carinho por Liedson

Atletas não escondem carinho por Liedson

Foto: Rafael Neddermeyer / Agência O Dia

Aplausos. É assim que os jogadores do Corinthians acreditam que a torcida se comportará quando o nome de Liedson for anunciado pelo placar eletrônico do Pacaembu. Quando o atacante pisar no gramado, mesmo vestindo a camisa do Flamengo, a expectativa é que o torcedor alvinegro grite seu nome.

'Ele merece ser aplaudido. Ele fez parte da campanha histórica da Libertadores e do Brasileirão. É um dos heróis e tem uma grande identificação com o clube e o torcedor. Antes dele sair, mesmo quando estava no banco e vivendo uma fase não muito boa, o torcedor gritava por ele. É um ídolo', afirmou o goleiro Cássio em conversa com o MARCA BRASIL.

Se a reação da Fiel só será descoberta na hora do jogo, uma outra postura já é certa. Antes da bola rolar, Liedson receberá o carinho dos ex-companheiros. Todos que conviveram com o Levezinho darão um forte abraço, pois o ex-camisa 9 era adorado pelo grupo.

'Ele saiu pela porta da frente, campeão. Ele nos ajudou muito no Brasileirão do ano passado. É um cara querido por todo o grupo', disse Paulo André.

A amizade é tamanha que antes da saída de Liedson a diretoria corintiana viveu uma saia justa. Sem entrar em acordo com o jogador nos termos da renovação contratual, o clube decidiu pela sua liberação. No entanto, um grupo de jogadores se reuniu e procurou os dirigentes. Em uma reunião, os atletas pediram que o clube fizesse um esforço para segurar o atacante até o Mundial, em dezembro. O pedido não foi atendido por ordem do presidente Mario Gobbi.

O bom relacionamento com todo o elenco, que era identificável durante seu jejum de gols, quando todos tentavam servi-lo, rendeu uma despedida em grande estilo. Liedson não foi apenas ao CT e pegou suas coisas. Ele organizou uma festa.

'Ele fez um churrasco na casa dele para todos os jogadores. Fomos lá para nos despedir, era um grande amigo. Foram jogadores, esposas e amigos', revelou Cássio.

A verdade é que, desde a saída de Liedson, Tite sofre para encontrar um homem de área. Paolo Guerrero foi contratado para substitui-lo, mas só disputou oito partidas por causa de lesões e convocações para defender o Peru. Mesmo com um desempenho irregular, virou titular. Elton acabou liberado pelo clube e está no Vitória. Adilson, que veio do XV de Piracicaba, ainda não fez gols pelo clube, e Tite prefere improvisar Danilo em vez de colocá-lo.

Liedson, por sua vez, ainda não se firmou como titular do Flamengo. Nesta quarta-feira, por sinal, deve começar no banco de reservas, mas a zaga corintiana garante que estará atenta.

Reportagem de André Pires e Felipe Piccoli

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Jogadores do Corinthians comemoraram (e muito!) gol de Jadson na Arena do Grêmio

    Paulo Roberto dá show, Cássio pega pênalti, Corinthians vence Grêmio e dispara rumo ao hepta

    ver detalhes
  • Comemoração do pênalti defendido pelo Cássio

    Na redação da Band, Neto comemora pênalti defendido por Cássio: 'AQUI É CORINTHIANS P...'

    ver detalhes
  • Cássio foi eleito o melhor jogador do Corinthians na Arena do Grêmio

    Fiel destaca três corinthianos na vitória contra o Grêmio; Cássio recebe nota incrível

    ver detalhes
  • Mas foi Jadson quem mudou o placar na Arena Grêmio neste domingo

    Jogos de domingo chegam ao fim, e Corinthians abre vantagem impressionante na liderança

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes