Sem medo da massa palmeirense, Edílson dispara: "Vai Corinthians"

Sem medo da massa palmeirense, Edílson dispara: "Vai Corinthians"

Um dos poucos ex-jogadores que não foram bem recebidos durante a festa da despedida de Marcos, na noite da última terça-feira, no Pacaembu, o ex-atacante Edílson, com passagens marcantes pelo próprio Palmeiras e, principalmente, pelo arqurrival Corinthians, demonstrou não estar incomodado com as vaias e os xingamentos vindos das arquibancadas do estádio. Ainda dentro do Pacaembu, o 'Capetinha' mostrou mais uma vez seu lado irreverente e não deixou de ressaltar que seu coração é alvinegro. 

Já no dia da estreia do Corinthians no Mundial de Clubes, que acontece na manhã desta quarta-feira, no Japão, contra o Al Ahly, do Egito, o ex-atacante ressaltou que está empolgado com o possível bicampeonato mundial do Timão - em 2000 o clube do Parque São Jorge ganhou o Mundial de Clubes da Fifa pela primeira vez, num torneio disputado de forma diferente do que acontece atualmente. 

'Pô, 'Vai Corinthians', com certeza', enfatizou Edílson, nos vestiários do Pacaembu. 'Espero que o Corinthians ganhe o Mundial de Clubes. A gente como brasileiro, ainda mais eu, que joguei lá e aprendi a gostar deste clube, torço para que o time traga o bicampeonato mundial, pois se isso acontecer, vai valorizar muito o futebol do Brasil', explicou o 'Capetinha', sem papas na língua e sem nenhum temor de estar rodeado de torcedores palmeirenses, que figuravam no vestiário atrás de grandes ídolos da história do alviverde. 

Campeão mundial com a seleção brasileira em 2002, na Coreia do Sul e no Japão, Edílson soma passagens por muitos clubes do Brasil e do exterior. Porém, além do Guarani, onde surgiu para o futebol, o 'Capetinha' tem mesmo reconhecimento da torcida corintiana, clube em que defendeu entre os anos de 1998 e 2000, computando dois títulos nacionais, em 1998 e 1999, o Campeonato Paulista de 1999, no famoso caso das embaixadinhas no Morumbi, quando criou uma confusão generalizada ao provocar os palmeirenses e algo que até hoje a torcida guarda rancor, e o Mundial de Clubes da Fifa, em 2000. O jogador está aposentado desde 2010. 

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Auricchio (à dir.) passou a integrar diretoria da base do Corinthians

    Corinthians nomeia ex-diretor de futebol para cargo na base

    ver detalhes
  • Após 1 a 1 na Arena, Timão volta a campo contra São Paulo na tarde deste domingo

    Rival tropeça, e Corinthians pode diminuir distância para primeira colocação geral

    ver detalhes
  • Carille não confirmou a equipe titular que enfrenta o São Paulo

    Rodriguinho não treina e Balbuena volta: veja provável escalação do Corinthians para o Majestoso

    ver detalhes
  • Em rede social, Kazim responde Gabriel: 'Pra cima dos bambis'

    Em rede social, Kazim provoca São Paulo antes de clássico: 'Pra cima dos bambis'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes