PM já fala em 'reforçar policiamento' por treinos de Corinthians e Palmeiras

PM já fala em 'reforçar policiamento' por treinos de Corinthians e Palmeiras

Por Meu Timão

3.5 mil visualizações 63 comentários Comunicar erro

Polícia Militar deve fazer segurança no entorno da Arena Corinthians

Polícia Militar deve fazer segurança no entorno da Arena Corinthians

Foto: Reprodução

O comando da Polícia Militar chegou a vetar os treinos programados por Corinthians e Palmeiras para sábado, na Arena e no Allianz Parque, abertos a corinthianos e palmeirenses, respectivamente. Agora, a situação parece diferente.

De acordo com o Major Alexandre Vilariço, do 2º Batalhão de Choque, responsável pelo policiamento de eventos esportivos, embora haja risco de confrontos entre torcedores rivais no deslocamento até os estádios, a PM deve reforçar a segurança em locais estratégicos da cidade.

“Estamos trabalhando com a ideia de não ter (os treinos). Mas, se acontecerem, vamos fazer um reforço do policiamento para evitar problemas quaisquer. Vamos fazer um planejamento para poder atender qualquer emergência ou problema no deslocamento dos torcedores”, afirmou Vilariço ao site Globoesporte.com.

Leia também: Torcida do Corinthians faz longas filas na Arena e no PSJ por ingressos para treino aberto

Na última segunda-feira, o Corinthians anunciou que abriria as portas da Arena na véspera da decisão do Campeonato Paulista. O Palmeiras, oponente e que já havia protocolado solicitação para o mesmo fim, também divulgou à sua torcida informações sobre o treino aberto no Allianz Parque. Pouco depois, PM e Ministério Público “vetaram” as atividades temendo possíveis brigas entre torcedores, mas não foram atendidos por nenhum dos clubes, que mantiveram com seus eventos.

O Major acrescenta ainda que o sistema metroferroviário de São Paulo estará no topo das prioridades da Polícia Militar no sábado. A ideia é ter mais agentes trabalhando em estações de trem e metrô a fim de evitar confrontos e também depredação de vagões.

Leia também: Paulo Castilho aposta em queda de presidentes de Corinthians e Palmeiras em caso de briga

“Vamos reforçar o policiamento nas estações de metrô, nas concentrações das sedes da torcida, nos terminais de ônibus. Tem um problema também que, até em razão do horário, o deslocamento será em pequenos grupos, de diferentes locais, de torcedores organizados, comuns... Uma mistura grande”, finalizou.

A finalíssima do Paulistão acontece domingo, no Allianz Parque, às 16h. Apenas palmeirenses poderão acompanhar o Dérbi nas arquibancadas, devido à imposição de torcida única nos clássicos paulistas.

Veja mais em: Violência no futebol, Campeonato Paulista, Dérbi e Arena Corinthians.

Veja Mais:

  • Léo Príncipe esteve perto de acertar com Vitória de Setúbal, de Portugal

    Portugueses desistem de empréstimo e adiam saída de Léo Príncipe do Corinthians

    ver detalhes
  • Marcello Deverlan (à esq.) durante treino com profissionais no CT Joaquim Grava

    De contrato renovado, zagueiro da base do Corinthians obtém cidadania portuguesa

    ver detalhes
  • Danilo Avelar realizou exames na tarde desta terça-feira em São Paulo

    Danilo Avelar é aprovado em exames e já fala como reforço do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians, da capitã Grazi, venceu mais uma no Brasileirão

    Em jogo com viradas e oito gols, Corinthians vence Ferroviária em Araraquara

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes