Mãe vira-casaca, sonho inglês e até 10 a 0 na Croácia: conheça os gêmeos do Sub-17 do Corinthians

Mãe vira-casaca, sonho inglês e até 10 a 0 na Croácia: conheça os gêmeos do Sub-17 do Corinthians

34 mil visualizações 59 comentários Comunicar erro

Gabriel e Guilherme conversaram com o Meu Timão no Parque São Jorge

Gabriel e Guilherme conversaram com o Meu Timão no Parque São Jorge

Foto: Mayara Munhoz / Meu Timão

Se o árbitro Thiago Duarte Peixoto fosse escalado para apitar um jogo do Corinthians Sub-17, teria sérios problemas. Se já foi complicado diferenciar Gabriel e Maycon, imagine só não se confundir com irmãos gêmeos idênticos? A missão, aliás, é difícil para quase todo mundo que convive e joga com Guilherme e Gabriel Gallegos, os gêmeos de 17 anos do Timão.

"Sempre confundem, direto. Mas com o tempo acostuma. No campo, como é mais rápido, fica difícil mesmo. Os treinadores que estão ali todo dia conseguem diferenciar", explicou Gabriel.

"Eles sabem o estilo do jogo", completou Guilherme, que mostrou personalidade ao ser questionado se já se passou pelo irmão em algum momento na vida: "Eu não gosto de ser confundido, né? Eu sempre falo: eu sou o Guilherme. Não gosto".

Os dois jovens concederam entrevista para o Meu Timão nas arquibancadas da Fazendinha, no Parque São Jorge. Apesar da assustadora semelhança física, os dois são bem diferentes e depois de algum tempo de conversa já foi possível identificar as singularidades de cada um. Gabriel é mais falante e Guilherme mais retraído. Além disso, Gabriel é lateral-direito, enquanto Guilherme, volante.

Nas categorias de base do Corinthians desde os 14 anos, os irmãos começaram no futsal. Foi lá que eles foram chamados para fazer um teste no Timão. "Sempre jogamos juntos, todo lugar que a gente foi, sempre foi junto e deu certo", lembrou Gabriel, ressaltando o orgulho da dupla em conseguir sempre atuar lado a lado.

E foi todo lugar mesmo. No começo do ano, por exemplo, os irmãos representaram o Corinthians na equipe do Brasil, ao lado de Lucas Piton, no Mundial Escolar de Futsal. A competição foi disputada em Israel e a equipe brasileira foi campeã com uma goleada sobre a Croácia, por 10 a 0. "É um sonho para a gente chegar junto no profissional também", ressaltou Guilherme.

Apesar do caminho em conjunto, Gabriel tem dado alguns passos a mais que o irmão. O lateral-direito tem sido chamado para reforçar o Sub-20 em algumas partidas na atual temporada.

"É sempre bom subir, né? Estar jogando numa categoria mais velha e conseguir mostrar resultado, ter a confiança de todo mundo, é muito bom. Na Copa do Brasil eu só fui relacionado, não cheguei a entrar. Mas só de estar lá, você se sente privilegiado. Ir para o jogo na Arena Corinthians é uma emoção, não sei explicar", lembrou o lateral, sem conseguir conter a empolgação.

Gabriel é lateral-direito e tem atuado tanto no Sub-17 quanto no Sub-20 em 2018

Gabriel é lateral-direito e tem atuado tanto no Sub-17 quanto no Sub-20 em 2018

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Parceria e apoio da família

Com tanta convivência, em casa e no dia a dia do Corinthians os irmãos se tornaram parceiros e grandes apoiadores um do outro. As brigas clássicas de irmãos existem, mas os conselhos e as cobranças também.

"Nos damos super bem, a gente tem aquelas brigas normais de irmão, mas a gente se dá super bem. Um ajuda o outro sempre, tanto em casa como no campo. Um sempre cobrando o outro do que pode dar mais. A gente procura cobrar, eu começo a reparar um pouco mais nele jogando e falo onde ele precisa melhorar".

"Eu pego umas coisas que o treinador não vai falar e dou um toque para ele. Somos bem parceiros. Um procura sempre ajuda ao outro", concluiu Guilherme.

Nascidos em São Paulo, os dois, ao contrário de alguns companheiros de base, ainda moram com os pais. A família marca presença nos jogos do Corinthians e é grande incentivadora da dupla. Tão grande que teve quem até trocasse de time por ela.

"Minha mãe era palmeirense, mas não teve jeito. Virou corinthiana", contou Gabriel. "Eles sempre acompanham, sempre vão aos jogos e não deixam de estar juntos. Eles gostam".

"Eles dão conselhos também, cobram bastante. Isso é importante para a gente", completou Guilherme.

Guilherme em ação na final da Copa do Brasil Sub-17 no ano passado

Guilherme em ação na final da Copa do Brasil Sub-17 no ano passado

Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians

Sonhos e exemplos

Lembra das diferenças entre os irmãos? Os sonhos para o futuro são mais um ponto em que os dois se distinguem. Apesar de almejarem trilhar os mesmos caminhos nos anos mais próximos, Guilherme já tem um planejamento mais definido: já sabe até em qual time gostaria de jogar na Europa. Gabriel, por outro lado, prefere destacar a chance de defender o seu país no futuro.

"Eu procuro dar um passo de cada vez. Primeiro subir para o Sub-20, depois o profissional e aí chegar em uma Champions League. Quero jogar na Premier League (liga da Inglaterra), gosto bastante do Liverpool, quero jogar lá um dia", contou o volante.

"Eu almejo subir de categoria, chegar ao profissional, chegar bem, conseguir jogar e jogar fora. Todo mundo sonha em jogar fora do país e chegar na Seleção Brasileira. Acho que esse é o meu maior sonho", explicou Gabriel.

Para alcançar os planos, a dupla sabe que antes de mais nada precisa se destacar dentro do próprio Corinthians. Para isso, acompanha os jogos do profissional e observa aqueles que servem de exemplo para o que planejam produzir dentro de campo.

"Eu procuro ver na minha posição. O Fagner é muito bom jogador, sempre que vejo jogo do Corinthians procuro prestar bastante atenção nele", ressaltou Gabriel.

"Eu gosto bastante do Gabriel. Ele tá correndo para lá e para cá, sempre na marcação... raçudo", finalizou Guilherme.

Os irmãos, que estiveram em quase todas as partidas do Corinthians no Campeonato Paulista Sub-17, se preparam para o próximo desafio da equipe alvinegra, no sábado, dia 23, contra o São Caetano, no Estádio Alfredo Schürig, a Fazendinha. O Timão é líder do Grupo 8 com 27 pontos conquistados em 11 jogos disputados até o momento.

Veja mais em: Corinthians Sub-17, Base do Corinthians e Especiais do Meu Timão.

Veja Mais:

  • Sheik promoverá pelada beneficente de despedida do Timão na Arena

    Corinthians e Emerson Sheik acertam jogo de despedida na Arena

    ver detalhes
  • Sob comando de Barroca, Timão perde a primeira e dá adeus ao Brasileiro Sub-20 na segunda fase

    Corinthians é superado no Barradão e se despede do Brasileiro Sub-20

    ver detalhes
  • Atletas também serão envolvidos em ação que visa estimular transplantes de órgãos e tecidos

    Corinthians abraça campanha e apagará próprio escudo em prol da doação de órgãos

    ver detalhes
  • Basquete do Corinthians se impôs como visitante e venceu o líder Bauru

    Corinthians supera líder Bauru fora de casa e volta a vencer pelo Paulista de Basquete

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes