'Destino' pós-Juninho e inspiração em Guerrero: reforço do Corinthians Sub-20 fala ao Meu Timão

36 mil visualizações 82 comentários

João Celeri assinou contrato com o Corinthians na última quarta-feira

João Celeri assinou contrato com o Corinthians na última quarta-feira

Divulgação / Corinthians

A torcida do Corinthians ainda discutia a desistência do clube em contratar Juninho quando, nos bastidores, a diretoria já acertava a chegada de um "substituto": o também atacante de 19 anos de idade João Celeri, que estava no Botafogo e se destacou na última edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior pelo Capivariano – cinco gols em dois jogos.

A repercussão da notícia da contratação de João Celeri foi grande entre a Fiel. E por conta disso o Meu Timão já tratou de conversar com o mais novo reforço do Corinthians Sub-20.

O Corinthians anunciou a desistência da contratação de Juninho na quinta-feira da semana passada. Seis dias depois, Celeri já estava em terras paulistas para assinar com o Timão.

"Foi coisa de dias, muito rápido. Quando meu empresário falou em interesse do Corinthians, com todo respeito ao Botafogo, não pensei duas vezes em defender as cores do Timão. Foi de imediato. Meu empresário falou do interesse e eu respondi: 'partiu'. Conversei com minha família também e eles acharam interessante. Meu avô é corinthiano, é um sonho dele me ver no Corinthians", contou o novo atacante do Timãozinho.

João Celeri assinou contrato com o Corinthians

João Celeri assinou contrato com o Corinthians

Reprodução/Facebook

Ao ser questionado sobre a polêmica que indiretamente favoreceu sua contratação pelo Corinthians, Celeri disse não ter acompanhado com detalhes o imbróglio envolvendo Juninho e a torcida do Timão - protestos da Fiel pela negociação com um atleta acusado de agredir a ex-noiva. O garoto ex-Botafogo prefere ver o causo como uma "chance do destino".

"Eu vi pouco sobre a história dele, o que aconteceu com ele. Não prestei muita atenção. Fiquei sabendo sim, mas nada que me fez temer alguma coisa (...) Vejo como uma chance do destino também. Uma chance de a torcida corinthiana estar me apoiando", disse.

"Se ele (Juninho) viesse também para ser contratado, acho que teríamos uma disputa de igual para igual no ataque do Corinthians", ainda acrescentou.

No bate-papo com o Meu Timão, Celeri também falou sobre a expectativa de já estrear pelo Corinthians Sub-20 no clássico contra o Palmeiras do próximo domingo, pelo Campeonato Paulista da categoria, bem como da boa relação que tem com o técnico Eduardo Barroca, que já havia sido fundamental para levá-lo do Capivariano ao Botafogo no início do ano. Ah! O novo atacante alvinegro se definiu como "centroavante de ofício" com inspiração em Guerrero - o gol histórico na final do Mundial de Clubes de 2012 foi citado pelo garoto...

Confira mais da entrevista de João Celeri, reforço do Corinthians Sub-20, ao Meu Timão

Foi grande a repercussão da notícia da sua contratação. Até o momento, foram 59 mil acessos na notícia em cerca de 24 horas. É algo que te impressiona? Como você vê isso nesta chegada ao Corinthians?

Algo impressionante. Minha chegada ao Corinthians, no meu ponto de vista, começou bem. A torcida me incentivando. As pessoas passando mensagens de confiança. E eu estou confiante, confiante com o elenco, ainda mais com os torcedores do Timão. É um sonho realizado para mim. Não esperava que tivesse essa repercussão toda, mas vim para o Corinthians para conquistar títulos e defender esta camisa.

Falando em busca por títulos, o Sub-20 do Corinthians está atualmente em duas frentes: Paulista e Brasileiro. Sua expectativa é já se colocar à disposição pra jogar já no fim de semana? Começa a treinar quando? Vinha jogando no Botafogo?

Quando se trata do Corinthians, temos sempre de falar em títulos, grandiosidades. Minha expectativa é estrear domingo já, contra o Palmeiras, num clássico, jogo difícil, importante. Já venho treinando, estou à disposição para jogar. No Botafogo eu vinha jogando. Antes de vir para São Paulo fui titular contra o Vitória, vinha jogando frequentemente. Estou com fome e sede de bola, quero fazer muitos gols pelo Corinthians.

Celeri somou 11 jogos e um gol pelo Botafogo

Celeri somou 11 jogos e um gol pelo Botafogo

Divulgação / Botafogo

Queria que você falasse um pouquinho sobre sua relação com o Barroca. Foi ele quem te levou para o Botafogo no primeiro semestre, né? E agora volta a apostar em você...

O Barroca foi um cara que apostou no meu trabalho depois da Copinha, teve muita influência na minha negociação com o Botafogo. É uma relação de respeito, trabalho, foco e obediência. Um excelente treinador. Não tenho dúvida que o Corinthians só tem a ganhar com ele no comando. Graças a Deus ele veio me notando cada vez mais e agora me trouxe para o Corinthians, um clube gigante.

Qual é seu estilo de jogo? Pergunto pois o Corinthians tem enfrentado dificuldade pra acertar um centroavante desde a saída do Jô. Você se imagina no elenco profissional já num ano que vem, por exemplo? Talvez depois de fazer novamente uma boa Copinha...

Meu estilo de jogo é um centroavante de ofício mesmo, centralizado na área. Às vezes jogo aberto pelas pontas, mas dificilmente. Minha característica mesmo é centralizado, pra com mais facilidade empurrar a bola pra dentro do gol. Sei que o Corinthians já teve muitos centroavantes. Só poucos que conseguiram atingir o êxito de ídolo do Timão.

Desde o Botafogo, já vinha treinando com o elenco profissional. Peguei um pouco de experiência. Sonho fazer um bom fim de Paulista, depois a Copa RS e ainda depois a Copa São Paulo. A consequência de subir para o profissional vem naturalmente, com gols, conhecimento das pessoas de cima... Seria um privilégio enorme.

Por fim, aproveitando ainda o assunto de centroavantes, alguns de renome brilharam no Corinthians nos últimos anos. Casos de Jô, Vagner Love, Guerrero, Ronaldo... Alguns desses te chama mais atenção por eventuais semelhanças (ou inspirações) ao seu estilo de jogo?

De quem sempre fui fã é o Ronaldo, né? Vejo vídeos dele. Mas o que mais me chama atenção é o Guerrero, porque meu jogo é um pouco semelhante ao do Guerrero. Virei fã dele depois que ele chegou ao Corinthians, foi artilheiro, goleador, dono do título do Mundial também... Ele me impressiona bastante, a cada jogo dele é uma inspiração.

Veja mais em: Corinthians Sub-20, Base do Corinthians, Contratações do Corinthians e Especiais do Meu Timão.

Veja Mais:

  • Renato Augusto fez primeiro treino com os companheiros de equipe nesta segunda-feira

    Corinthians se reapresenta e Renato Augusto faz primeiro treino com elenco no CT Joaquim Grava

    ver detalhes
  • Sylvinho tem 16 jogos no comando do Corinthians, com mais derrotas (seis) do que vitórias (quatro), além de seis empates; saldo de gols também é negativo (12x16) e o aproveitamento é de 37,5%

    Pressão sobre Sylvinho aumenta no Corinthians; dois fatores jogam a favor do treinador

    ver detalhes
  • Bloqueio é referente a valores não pagos à Federação das Associações de Atletas Profissionais

    Corinthians tem quase R$ 2 milhões bloqueados pela Justiça por dívida com programa social

    ver detalhes
  • Giuliano e Renato Augusto estiveram na Neo Química Arena e viram in loco a derrota para o Flamengo, por 3 a 1; dupla ainda não tem condições legal e física para entrar em campo

    Corinthians pode não ter Renato Augusto contra o Santos; Giuliano tem mais chances de atuar

    ver detalhes
  • Elenco do Corinthians retorna ao CT Joaquim Grava nesta segunda-feira

    Clássico contra o Santos e compromissos na base marcam semana do Corinthians; veja agenda

    ver detalhes
  • Sylvinho se mostrou descontente com a atuação do Corinthians

    Sylvinho analisa falhas ofensivas e defensivas do Corinthians e vê time 'apático' contra o Flamengo

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x