Diretoria do Corinthians e estafe de Carille adotam silêncio para não atrapalhar liberação árabe

Diretoria do Corinthians e estafe de Carille adotam silêncio para não atrapalhar liberação árabe

30 mil visualizações 231 comentários Comunicar erro

Postura silenciosa é adotada pela diretoria do Corinthians e estafe de Carille nesse momento

Postura silenciosa é adotada pela diretoria do Corinthians e estafe de Carille nesse momento

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O momento é de manter o silêncio no Corinthians. "Sem novidades", "nada de novo" e "vamos aguardar" foram algumas das respostas recebidas pela reportagem do Meu Timão, nesta terça-feira, ao buscar informações atualizadas sobre a negociação entre Corinthians e Fábio Carille. E não foi por acaso.

A postura silenciosa se tornou o triunfo dos dirigentes do Corinthians e do estafe do treinador para que o Al Wehda, clube da Arábia Saudita, aceite liberar Carille após o jogo deste domingo contra o Al Nasr Riyadh, às 18h45 (12h45 de Brasilia). O objetivo é não deixar com que as informações vinculadas na imprensa irrite os xeiques que comandam o clube, que estão satisfeitos com o trabalho da comissão técnica que colocou o clube na quinta colocação da primeira divisão da Arábia.

Leia também:
Jogadores do Corinthians evitam comentar chance de retorno de Carille; veja declarações
Relembre quem saiu com Carille e agora também pode voltar ao Corinthians em 2019
Carille pode repetir 'trajetórias boomerang' de Mano Menezes e Tite; entenda

As negociações nos bastidores estão sendo tocadas pelo próprio Fábio Carille, que é uma espécie de "comandante" do estafe de brasileiros que está na cidade de Jedda, além de um dos empresários do treinador, Paulo Pitombeira. Foi a reaproximação do agente com Andrés Sanchez que reacendeu a chance de Carille retornar já em 2019 para o Timão.

Como divulgado na última sexta-feira pelo Meu Timão, Corinthians e Fábio Carille já possuem um acordo para a próxima temporada. Agora, o técnico trabalha para conseguir sua liberação do Al Wehda. A multa de Carille é de 700 mil dólares, algo próximo de R$ 2,6 milhões.

Enquanto a situação segue silenciosa, Jair Ventura comanda o Corinthians na última rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe enfrenta o Grêmio, em Porto Alegre, às 17h, no domingo, dia 2.

Veja mais em: Fábio Carille, Diretoria do Corinthians e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Gustagol fez o segundo do Corinthians e recolocou a equipe à frente do placar contra o São Paulo

    Corinthians vence São Paulo com gols de Gustavo e Manoel e mantém supremacia de meia década

    ver detalhes
  • Corinthians provocou São Paulo nas redes sociais

    Após vitória, Corinthians provoca São Paulo com 'talheres' e versões de 'boi do Piauí'

    ver detalhes
  • Junior Urso fez sua estreia pelo Corinthians na noite deste domingo na Arena

    Surpresa de Carille no Majestoso, Júnior Urso faz sua estreia pelo Corinthians; veja análise

    ver detalhes
  • Piscina é destaque no novo camarote da Arena Corinthians

    Camarote com piscina é inaugurado na Arena Corinthians; veja fotos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes