Um dos líderes do elenco do Corinthians, Cássio rebate suposta falta de mérito em caso de título

Um dos líderes do elenco do Corinthians, Cássio rebate suposta falta de mérito em caso de título

54 mil visualizações 179 comentários Comunicar erro

Cássio rebateu aqueles que não enxergam mérito em possível título do Corinthians

Cássio rebateu aqueles que não enxergam mérito em possível título do Corinthians

Rodrigo Vessoni

Os resultados nada positivos diante de Santos, São Paulo e Chapecoense, somado ao jejum de 419 minutos sem fazer um único gol, fizeram com que o Corinthians fosse bastante criticado por boa parte dos jornalistas esportivos.

Alguns, inclusive, chegaram a dizer que a equipe de Carille não teria mérito em caso de título estadual neste domingo, contra o São Paulo, na Arena. Algo que foi devidamente rebatido por Cássio, um dos líderes do grupo corinthiano e o capitão escolhido por Carille para a final.

Leia também:
Avelar fala do esforço de Urso para atuar na final, e lembra período fora da equipe
Cássio é avisado que será capitão do Corinthians na decisão; goleiro exalta familiares
Corinthians treina no feriado sem três titulares; apenas um deles está garantido

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o camisa 12 garantiu que as críticas estão sendo exageradas.

"Não é possível que a gente chegue na final e não tenha nossos méritos. As críticas são um pouco exageradas, chegamos na final, vamos jogar em casa. Será difícil, mas uma vitória nos dá o título. Fizemos um grande jogo contra o Santos na semifinal, saímos ganhando, empataram e fizemos o segundo. Teremos uma atmosfera favorável", afirmou o goleiro, que completou:

"Muitas vezes o nosso time não ganhou na qualidade, mas na vontade e dedicação. Pode faltar técnica, mas empenho e dedicação nunca falta, é uma marca do Corinthians. Não tenho dúvida disso, vamos em busca de um título com vontade e dedicação", avisou.

O goleiro foi questionado novamente sobre o jejum de 419 minutos sem gol. E, outra vez, minimizou a sequência de quatro jogos inteiros sem balançar as redes adversárias (Ceará, Santos, São Paulo e Chapecoense), além de mais 59 minutos da primeira semifinal com o Santos.

"Difícil falar, porque o ataque já fez gol e não conseguimos tomar. Nosso time é bem tranquilo com isso. Esperamos acabar com o jejum na final, mas temos que trabalhar, não adianta fazer um bicho de sete cabeças. As críticas assim, sei lá... Cada um tem sua opinião. Passamos do campeão argentino, tem totais condições de reverter o resultado contra a Chapecoense e chance de ser campeão. Gustagol campeão e artilheiro no ano passado, Boselli também é artilheiro. Esperamos que domingo a gente consiga acabar com o jejum e lá atrás possamos defender", finalizou o goleiro.

Veja mais em: Cássio e Majestoso.

Veja Mais:

  • Jadson e Pedrinho comemoram os gols do Corinthians contra o Deportivo Lara, pela Libertadores, em 2018

    Corinthians recebe o Deportivo Lara pela segunda fase da Copa Sul-Americana; saiba tudo

    ver detalhes
  • Carille recebeu reportagem do Meu Timão em sua sala no CT Joaquim Grava

    Ao Meu Timão, Carille analisa jogadores, novos cartolas e dificuldades do elenco do Corinthians

    ver detalhes
  • Everaldo assinou contrato com o Corinthians nesta quarta-feira

    Dribles, assistências e desarmes: conheça Everaldo, nova contratação do Corinthians

    ver detalhes
  • Fabricio Oya teve apenas uma aparição entre os profissionais do Corinthians

    Corinthians empresta meia Fabricio Oya para o São Bento

    ver detalhes

Comente a notícia: