Edilson Capetinha elogia Carille e vê Corinthians como favorito na Sul-Americana

Edilson Capetinha elogia Carille e vê Corinthians como favorito na Sul-Americana

Por Vitor Chicarolli e Rafael Bianco, no Parque São Jorge

1.8 mil visualizações 25 comentários Comunicar erro

Ídolo no Corinthians, o ex-jogador Edilson Capetinha falou sobre o bom momento da equipe

Ídolo no Corinthians, o ex-jogador Edilson Capetinha falou sobre o bom momento da equipe

Reprodução

Edilson Capetinha certamente marcou o seu nome na história do Corinthians depois de uma vitoriosa passagem no final do Século XX. Agora, aproveitando a vida de aposentado, o atacante conversou com o Meu Timão e comentou sobre a atual fase da equipe alvinegra e as suas chances na Copa Sul-Americana.

De acordo com o ídolo, o grande mérito do Corinthians na temporada é a presença de Fábio Carille no banco de reservas. Para Capetinha, o treinador é um dos melhores do país e faz com que a equipe jogue de maneira diferenciada.

"Eu vejo um Carille como um 'puta' de um treinador, excepcional. É um cara esclarecido, que está atualizado. Vejo um potencial grande na equipe do Corinthians, com jogadores que podem fazer jogadas maravilhosas individualmente. Só que o futebol de hoje é assim mesmo, muito físico, muito estudado, e isso dificulta muito. Temos que se acostumar com isso, estamos em um caminho muito bom e bem entregue, tanto a diretoria, quanto o nosso treinador", disse Edilson em entrevista ao Meu Timão.

Leia também: Torcida do Corinthians deve bater seu recorde de público em jogos desta Sul-Americana

Edilson destacou ainda a crescente da equipe depois da parada na metade do ano. Até agora, os resultados do Corinthians após a intertemporada são expressivos, com o time tendo conquistado seis vitórias e três empates em nove jogos.

"Eu acho que o Corinthians é um outro time agora depois da parada para a Copa América. O Carille conseguiu acertar a equipe e montar o seu jeito de jogar. Bem fisicamente e bem arrumado, o Corinthians é favorito para ganhar a Sul-Americana e eu tenho certeza que vamos conseguir esse título. Acho que é o time mais forte para ganhar esse torneio e encurtar o caminho para a Libertadores no ano que vem", complementou o ex-jogador.

Para conseguir triunfar no torneio internacional, porém, o Timão terá que primeiro passar pelo Fluminense, em série que se inicia nesta quinta-feira. Capetinha acredita que o duelo contra um time brasileiro pode dificultar o caminho, mas confia no elenco do Corinthians.

"É uma barreira, porque é muito difícil jogar contra os jogadores brasileiros, eles ainda são os mais capacitados do mundo. Eu acho que você tem um pouco mais de facilidade quando você pega um time que não é brasileiro", acrescentou Capetinha.

"A gente tem entregue na mão de um dos melhores treinadores do Brasil, que é o Carille. É muito difícil a gente, que está fora, escolher isso. Aquele que entrar, eu tenho certeza que vai dar o máximo, vai suar a camisa e representar o Corinthians da melhor maneira possível", finalizou.

Atuando no Timão no final do século passado, Capetinha participou de um total de 164 partidas e anotou 55 gols. Com a camisa alvinegra ainda, o jogador se sagrou campeão Brasileiro em 1998 e 99, além de um Campeonato Paulista em 1999 e o Mundial de Clubes no ano 2000.

Veja mais em: Ídolos do Corinthians e Copa Sul-Americana.

Veja Mais:

  • Gaviões da Fiel marcará presença no CT Joaquim Grava nesta sexta-feira

    Gaviões da Fiel convoca protesto nessa sexta-feira no CT do Corinthians

    ver detalhes
  • Michel Macedo pegou dois jogos de suspensão

    Michel Macedo é punido pelo STJD por expulsão contra o Avaí e será desfalque no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians se reapresentou ao CT Joaquim Grava na tarde desta quinta-feira

    Corinthians se reapresenta de olho no Brasileirão e time deve ter mudanças contra o Bahia

    ver detalhes
  • Atleta tem passagem pelo Huelva, no futebol espanhol

    Corinthians Feminino fecha contratação de ex-lateral do Palmeiras

    ver detalhes

Comente a notícia: