Love, Mateus Vital e substituições: Carille explica suas escolhas em jogo contra o Fluminense

16 mil visualizações 244 comentários

Por Andrew Sousa e Rodrigo Vessoni, na Arena Corinthians

Treinador foi questionado pela Fiel por conta da escalação de Love

Treinador foi questionado pela Fiel por conta da escalação de Love

Danilo Fernandes/ Meu Timão

Em jogo de pouquíssima inspiração ofensiva, o Corinthians ficou no empate por 0 a 0 contra o Fluminense na noite desta quinta-feira. Após a partida, o técnico Fábio Carille foi bastante criticado pela Fiel. O principal motivo acabou sendo a ausência de Mauro Boselli entre os titulares. Na coletiva, então, o treinador explicou a escolha por Vagner Love.

"Depois da parada da Copa América a gente achou a forma de jogar, algo que eu não tinha achado. Apesar do título paulista, uma hora faz mudança, outra não dá. Usar um 9 depende muito da característica. Nos preparamos muito para o que tinha o Fluminense. Pelo que o Fluminense vinha apresentando, as características do Love eram mais interessantes que a do Boselli", justificou.

Leia também: Cássio é melhor do jogo em noite de notas ruins da Fiel; dupla divide lanterna com Carille

E as explicações não pararam por aí. A exemplo do que já tinha feito na última partida, diante do Botafogo, o comandante também deixou claro os motivos para manter Mateus Vital no 11 inicial, deixando Sornoza, maior garçom da temporada, no banco de reservas.

"O Vital tem melhor um contra um, é um jogador que tem esse lance pessoal, fez um ótimo jogo contra o Botafogo e contra o Vasco, quando ele fez um gol. Sornoza é mais de toque, armação, de vir de trás com a bola. A ideia foi continuar com o Vital pelo que ele apresentou no jogo contra o Botafogo", completou.

Leia também: Pedrinho revela que já sentia dores antes do jogo e vira dúvida para domingo

Durante a partida, cabe ressaltar, tanto Vagner Love quanto Mateus Vital deixaram o campo para as entradas de Mauro Boselli e Jadson. A terceira troca do comandante foi de Pedrinho por Gustagol. E o técnico também justificou tais escolhas.

"As substituições foram para ter mais um armador. Pensei em colocar Boselli e Love. Mas era um jogo decisivo, precisa ter cautela. O Pedrinho pediu para sair. Já o Boselli foi uma substituição natural, pensando nas jogadas de lado", detalhou, antes de deixar a possibilidade de novas trocas em aberto para o próximo compromisso da equipe.

"Provavelmente vai ter algumas mudanças, agora começamos a pensar no Avaí", concluiu.

Nesta sexta-feira, vale destacar, o Timão se reapresenta de olho no embate contra os catarinenses, marcado para domingo, às 19h, em Florianópolis. Dando sequência ao revezamento contínuo de suas peças, o técnico deve testar novos nomes entre os titulares.

Veja mais em: Fábio Carille, Copa Sul-Americana, Mauro Boselli, Vagner Love e Mateus Vital.

Veja Mais:

  • Corinthians encara o Fortaleza, fora de casa, nesta quarta-feira

    Saiba como assistir ao duelo entre Corinthians e Fortaleza na televisão

    ver detalhes
  • Gabi Nunes decidiu o clássico fora de casa

    Corinthians bate o Palmeiras fora de casa e larga na frente por vaga na final do Paulista Feminino

    ver detalhes
  • Jogadores comemoram gol de Fábio Santos, contra o Coritiba, no Couto Pereira

    Corinthians visita Fortaleza para se consolidar na parte de cima do Brasileirão; saiba tudo

    ver detalhes
  • Clube deve fechar com empresa de gestão assim que Duilio assumir a presidência

    Corinthians se aproxima de acordo com empresa de gestão e tecnologia para o ano que vem

    ver detalhes
  • Raul Gustavo aparece em algumas equipes sugeridas pela torcida

    Torcida do Corinthians sugere escalação ideal para duelo contra o Fortaleza; veja tuítes

    ver detalhes
  • Corinthians deve ter Ramiro também como novidade entre os titulares

    Corinthians confirma desfalque de Méndez e se prepara para encarar o Fortaleza; veja possível time

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: