Love, Mateus Vital e substituições: Carille explica suas escolhas em jogo contra o Fluminense

Love, Mateus Vital e substituições: Carille explica suas escolhas em jogo contra o Fluminense

Por Andrew Sousa e Rodrigo Vessoni, na Arena Corinthians

16 mil visualizações 359 comentários Comunicar erro

Treinador foi questionado pela Fiel por conta da escalação de Love

Treinador foi questionado pela Fiel por conta da escalação de Love

Danilo Fernandes/ Meu Timão

Em jogo de pouquíssima inspiração ofensiva, o Corinthians ficou no empate por 0 a 0 contra o Fluminense na noite desta quinta-feira. Após a partida, o técnico Fábio Carille foi bastante criticado pela Fiel. O principal motivo acabou sendo a ausência de Mauro Boselli entre os titulares. Na coletiva, então, o treinador explicou a escolha por Vagner Love.

"Depois da parada da Copa América a gente achou a forma de jogar, algo que eu não tinha achado. Apesar do título paulista, uma hora faz mudança, outra não dá. Usar um 9 depende muito da característica. Nos preparamos muito para o que tinha o Fluminense. Pelo que o Fluminense vinha apresentando, as características do Love eram mais interessantes que a do Boselli", justificou.

Leia também: Cássio é melhor do jogo em noite de notas ruins da Fiel; dupla divide lanterna com Carille

E as explicações não pararam por aí. A exemplo do que já tinha feito na última partida, diante do Botafogo, o comandante também deixou claro os motivos para manter Mateus Vital no 11 inicial, deixando Sornoza, maior garçom da temporada, no banco de reservas.

"O Vital tem melhor um contra um, é um jogador que tem esse lance pessoal, fez um ótimo jogo contra o Botafogo e contra o Vasco, quando ele fez um gol. Sornoza é mais de toque, armação, de vir de trás com a bola. A ideia foi continuar com o Vital pelo que ele apresentou no jogo contra o Botafogo", completou.

Leia também: Pedrinho revela que já sentia dores antes do jogo e vira dúvida para domingo

Durante a partida, cabe ressaltar, tanto Vagner Love quanto Mateus Vital deixaram o campo para as entradas de Mauro Boselli e Jadson. A terceira troca do comandante foi de Pedrinho por Gustagol. E o técnico também justificou tais escolhas.

"As substituições foram para ter mais um armador. Pensei em colocar Boselli e Love. Mas era um jogo decisivo, precisa ter cautela. O Pedrinho pediu para sair. Já o Boselli foi uma substituição natural, pensando nas jogadas de lado", detalhou, antes de deixar a possibilidade de novas trocas em aberto para o próximo compromisso da equipe.

"Provavelmente vai ter algumas mudanças, agora começamos a pensar no Avaí", concluiu.

Nesta sexta-feira, vale destacar, o Timão se reapresenta de olho no embate contra os catarinenses, marcado para domingo, às 19h, em Florianópolis. Dando sequência ao revezamento contínuo de suas peças, o técnico deve testar novos nomes entre os titulares.

Veja mais em: Fábio Carille, Copa Sul-Americana, Mauro Boselli, Vagner Love e Mateus Vital.

Veja Mais:

  • Gaviões da Fiel marcará presença no CT Joaquim Grava nesta sexta-feira

    Gaviões da Fiel convoca protesto nessa sexta-feira no CT do Corinthians

    ver detalhes
  • Michel Macedo pegou dois jogos de suspensão

    Michel Macedo é punido pelo STJD por expulsão contra o Avaí e será desfalque no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians se reapresentou ao CT Joaquim Grava na tarde desta quinta-feira

    Corinthians se reapresenta de olho no Brasileirão e time deve ter mudanças contra o Bahia

    ver detalhes
  • Atleta tem passagem pelo Huelva, no futebol espanhol

    Corinthians Feminino fecha contratação de ex-lateral do Palmeiras

    ver detalhes

Comente a notícia: