Presidente da Gaviões exige raça ao time e diz que conversa com jogadores não foi necessária

38 mil visualizações 224 comentários

Por Vitor Chicarolli e Rodrigo Vessoni, no CT Joaquim Grava

Digão pediu "mais raça e vontade" para o time do Corinthians durante as partidas

Digão pediu "mais raça e vontade" para o time do Corinthians durante as partidas

Rodrigo Vessoni/Meu Timão

A manhã de sexta-feira foi bastante agitada no CT Joaquim Grava. Enquanto o time do Corinthians finalizava a preparação para mais uma partida do Campeonato Brasileiro, cerca de 100 membros da Gaviões da Fiel foram ao local protestar contra o mau momento da equipe de Fábio Carille.

Assim que a manifestação chegou ao fim, então, Rodrigo Gonzalez Tapia, o Digão, presidente da Gaviões, conversou com os jornalistas e garantiu que o único desejo dos torcedores é por "mais raça e vontade" do time dentro de campo.

"Esse time não está representando a torcida do Corinthians. A gente não quer título, só queremos raça e vontade. A Gaviões da Fiel tem esse DNA de cobrar. É uma torcida sofrida. Desde 1969 (ano da fundação) acompanha o clube de perto. Só queremos vontade e raça, nada mais. Nossa parte vamos fazer na arquibancada. Não queremos falar de jogador nem de ninguém aqui, só queremos raça. Queremos que esses jogadores honrem nossa história", disse.

Leia também: Gaviões da Fiel protesta em frente ao CT durante treino do Corinthians; veja faixas e cânticos

Digão também questionou a postura do Timão nas últimas partidas. Para o mandatário, que seguiu exigindo raça para os atletas, o treinador tem que acreditar na força que a torcida proporciona ao Corinthians.

"Esse é o grande problema (jogar para trás). Vou até citar o nome do Carille. Ele tem que acreditar na força da torcida. Esse povo faz o time virar o jogo. Tem que ir para cima. Honre a nossa história, estamos falando de Corinthians. É potencia. É vontade e o resto fica para a torcida", expôs.

Leia também: Corinthians é o clube em que Mauro Boselli menos ficou em campo nas últimas oito temporadas

Ao contrário do que já aconteceu em outras ocasiões, dessa vez não houve contato entre a Gaviões da Fiel e o elenco corinthiano. Por fim, Digão ressaltou a importância da atitude durante os 90 minutos e pediu para que haja algum pronunciamento caso os salários não estejam em dia.

"Não pedimos nada (conversar com jogadores). Não foi necessário. A gente sabe que eles estão lá dentro, mas só queremos raça e vontade. Dando carrinho. Indiferente do resultado. Teve vários jogos que precisamos da vitória, mas na hora não conseguimos resultado e demos a vida em campo. Só queremos isso. É vontade", comentou.

"O resultado não vai fazer diferente. Recentemente teve um jogo contra o Flamengo, que fomos eliminados, mas o time honrou a camisa e a torcida. A Gaviões não está atrás de título. Se não, a gente não teria ficado 23 anos na fila com a força que a torcida tem. Se não representar nossa torcida, vamos vir aqui todo dia cobrar isso. E se tiver salário atrasado, é só falar que a gente vem cobrar o clube. A Gaviões não tem "rabo preso" com ninguém", concluiu.

Veja mais em: Torcidas organizadas e CT Joaquim Grava.

Veja Mais:

  • Corinthians é dominado pelo RB Bragantino e perde em casa | Mancini beira a nota zero nas notas da Fiel

    VÍDEO: Corinthians é dominado pelo RB Bragantino e perde em casa | Mancini beira a nota zero nas notas da Fiel

    ver detalhes
  • Elenco se reapresentou após a derrota para o Red Bull Bragantino

    Corinthians se reapresenta e inicia preparação para o Bahia; volante faz transição

    ver detalhes
  • Dyego Coelho no empate com o Atlético-MG pelo Campeonato Brasileiro Sub-20

    Coelho deixa o Corinthians e não é mais técnico do Sub-20

    ver detalhes
  • Única imagem de Diogo Vitor com a camisa do Corinthians foi na assinatura do seu contrato

    Meia ex-Santos contratado para o Sub-23 é dispensado pelo Corinthians sem nem estrear pelo time

    ver detalhes
  • Duilio deu entrevista ao lado de José Colagrossi

    Corinthians divulga valor de novo patrocinador máster; clube renova com outras duas marcas

    ver detalhes
  • Elenco está com salário atrasado, mas já sabe quando vai receber, segundo o presidente

    Presidente do Corinthians confirma salários atrasados, mas prega cautela: 'Sabem quando vão receber'

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: