Apesar da animação da Fiel, Tiago Nunes pode repetir 'problema' de últimos técnicos do Corinthians

63 mil visualizações 263 comentários Comunicar erro

Treinador costuma preferir peças mais experientes em campo

Treinador costuma preferir peças mais experientes em campo

Divulgação/Athletico

Desde que o Corinthians confirmou Tiago Nunes como técnico para 2020, a Fiel não esconde a empolgação. O ânimo maior vem pelo estilo de jogo mais ofensivo do treinador, que deve findar a filosofia reativa que já dura mais de dez anos no clube. Há outro fator, porém, que tem deixado torcedores felizes.

Nas redes sociais, vários corinthianos projetam uma melhor e maior utilização das categorias de base, "esquecidas" pelos últimos comandantes da equipe. No Athletico Paranaense, porém, o gaúcho não se notabilizou por isso. Muito pelo contrário.

Durante todo o ano, torcedores da equipe paranaense reclamaram de algumas escolhas de Nunes. Segundo athleticanos consultados pelo Meu Timão, o técnico costuma prezar por nomes mais experientes.

Os casos mais notórios estão nas laterais. Tratados como grandes promessas do clube, Khellven e Abner Vínicius tiveram poucas chances no Brasileirão - três e cinco aparições, respectivamente. Em seus lugares, jogaram com frequência os questionados Madson (27 anos), em 23 jogos, e Márcio Azevedo (33 anos), com 21 partidas.

Entre os dez jogadores que menos atuaram sob o comando de Nunes neste Campeonato Brasileiro, sete têm 23 anos ou menos. Entre eles, nomes que corresponderam quando entraram em campo, como Pedrinho, de 20 anos, constantemente preterido por Braian Romero, de 28, e poucas grandes atuações.

A principal crítica da torcida, porém, é a insistência do treinador com Lucho González, que já está em decadência técnica depois de grande carreira - tem 38 anos. Erick, que atua na mesma função, sempre esteve atrás do argentino sob o comando de Nunes - o veterano tem cinco jogos a mais que o garoto de 22 anos.

Mesmo com a chegada do novo treinador, então, o Corinthians pode seguir aproveitando pouco a garotada do Sub-20. Por outro lado, é preciso destacar a capacidade que Tiago demonstrou de potencializar essas peças mais experientes.

Alvo do próprio Timão, por exemplo, Marcelo Cirino é quem mais jogou pelo Athletico no Brasileirão e, depois de muitas críticas por passagem ruim no Flamengo, reencontrou bom futebol, tendo alguns bons momentos com a camisa da equipe paranaense.

Outro ponto de destaque é que, mesmo com a preferência por nomes de mais idade, Nunes tem dois casos de muito sucesso com jovens: Renan Lodi, lançado por ele e que hoje veste as cores do Atlético de Madrid e da Seleção; e Bruno Guimarães, que já jogava com Fernando Diniz, mas que foi potencializado pelo treinador e virou desejo de vários clubes europeus.

Ou seja, a pouca utilização da base pode continuar, mas a eficiência pode ser maior. É por isso que a Fiel deve torcer.

Veja mais em: Tiago Nunes.

Veja Mais:

  • Luan é o novo reforço do Corinthians para a temporada 2020

    Corinthians define últimos detalhes para confirmar contratação de Luan

    ver detalhes
  • Cássio foi escolhido pelo historiador Celso Unzelte como personagem de biografia

    2016 na íntegra, conto de fadas e até Justin Bieber: autor da biografia de Cássio fala ao Meu Timão

    ver detalhes
  • Corinthians foi derrotado duas vezes em dois dias seguidos pelo Botafogo

    Corinthians ensaia virada, mas perde do Botafogo e fica com vice da Liga Sul-Americana

    ver detalhes
  • Esses reforços do Corinthians de 2019 serão escalados em 2020?!

    VÍDEO: Esses reforços de 2019 serão escalados em 2020?!

    ver detalhes
  • Victor Cantillo tem 26 anos e atua há três no Junior

    Rádio colombiana diz que Corinthians já fez proposta por volante do Junior; clube nega

    ver detalhes
  • Rafael Bilu estreou profissionalmente no Corinthians em 2018

    Corinthians volta a emprestar atacante Rafael Bilu, anunciado pelo CSA

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: