Gabriel trata protesto com naturalidade e vê Tiago Nunes tranquilo em momento ruim do Corinthians

880 visualizações 21 comentários Comunicar erro

Por Andrew Sousa e Rodrigo Vessoni, no CT Joaquim Grava

Gabriel analisou a forma com que Tiago Nunes tem lidado com a pressão

Gabriel analisou a forma com que Tiago Nunes tem lidado com a pressão

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Com apenas quatro vitórias, risco de lanterna no Paulistão e queda precoce na Libertadores, o Corinthians já vive seu primeiro momento turbulento do ano. Não a toa, cerca de 150 torcedores foram ao CT Joaquim Grava na última quarta-feira para protestar contra jogadores, diretoria e Tiago Nunes.

Entre os nomes mais experientes e com mais tempo de casa no Timão, Gabriel tratou a manifestação com naturalidade e saiu em defesa do treinador.

"A pressão vem por ser Corinthians, então, tentamos encarar de uma maneira natural, isso realmente acontece, torcida está no direito de cobrar porque ela está nos estádios. Jogamos no Paraguai e eles estavam, não podemos reclamar da torcida. Temos que nos cobrar internamente para melhorar e poder ajudar o trabalho do Tiago", analisou, em coletiva após o treino desta sexta-feira.

"Fazemos de tudo para melhorar, para ajudar, tenho certeza que ele está nos cobrando, ele quer achar o time ideal, quer achar tudo para conseguirmos os três pontos. Estamos juntos e vamos tentar sair disso juntos, tenho certeza que o trabalho tem muito fruto para render lá na frente", acrescentou.

Leia também:
Gabriel sobre uma queda do Corinthians antes do mata-mata: 'Não passa na cabeça, seria uma tragédia'
Corinthians faz o último treino antes de folga dupla; três jogadores não vão a campo

Por conhecer melhor o Corinthians, Gabriel também avaliou a forma com que Tiago Nunes tem vivido o momento delicado. Para o volante, o técnico está sabendo lidar de forma tranquila com a turbulência que, segundo ele, vai passar em breve.

"O Tiago está tranquilo, trabalhando bem, focado aqui. É um cara experiente, um pouco mais velho que eu (risos), a gente respeita bastante, está com muita vontade de trabalho e de vencer. Essa maré vai passar e as coisas vão acontecer como sempre aconteceram", destacou.

"É normal os tropeços, mas claro que desclassificação da Libertadores pesou, foi amarga para nós. Mas passou. Um dos nossos principais objetivos do ano, mas passou, temos que voltar à Libertadores no próximo ano para voltar ao objetivo da América. É trabalhar, classificar bem no Paulistão para no mata-mata medir forças com os adversários", concluiu.

Neste cenário, então, uma boa notícia: o Corinthians terá um bom tempo para trabalhar antes do seu próximo compromisso. Depois de descansar com folga no sábado e domingo, o elenco se reapresenta na segunda-feira e só joga no próximo domingo, dia 7 de março, contra o Novorizontino.

Veja mais em: Gabriel.

Veja Mais:

  • Zagueiro Pedro Henrique durante partida contra o Água Santa

    Pedro Henrique destaca bom momento individual e vê 'pressão exagerada' no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians anuncia promoção para sócios do Fiel Torcedor

    Corinthians anuncia promoção para Fiel Torcedor durante pandemia de Covid-19

    ver detalhes
  • Boselli vê Janderson com um futuro promissor no Corinthians

    Boselli comenta relação com garotos e revela conselho para Janderson evoluir no Corinthians

    ver detalhes
  • Ezabella se reúne com Mario Gobbi para viabilizar candidatura forte de oposição no Corinthians

    [Marco Bello] Ezabella se reúne com Mario Gobbi para viabilizar candidatura forte de oposição no Corinthians

    ver detalhes
  • Zagueiro Ronald anotou dois gols na Copinha de 2020

    Ronald deixa em aberto futuro no Corinthians, mas não descarta empréstimo para 'ganhar rodagem'

    ver detalhes
  • Jogador argentino fez sucesso com a camisa do Benfica

    Atacante argentino foi oferecido ao Corinthians no fim de 2019, mas Tiago Nunes negou contratação

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: