Mancini aponta incompatibilidade entre treino e jogos e lamenta falta de imposição do Corinthians

6.6 mil visualizações 186 comentários

Por Julia Raya e Rodrigo Vessoni

Vagner Mancini no jogo contra o América-MG pela Copa do Brasil 2020

Vagner Mancini no jogo contra o América-MG pela Copa do Brasil 2020

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

O Corinthians recebeu o América-MG pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil e fez mais uma partida com atuações abaixo, largando atrás na busca pela classificação. Ao final do jogo, o treinador Vagner Mancini avaliou o jogo corinthiano, que mais uma vez não foi ofensivo em casa.

O Corinthians acumulou erros dentro de campo, principalmente no ataque, e não conseguiu atender a proposta de Mancini de ter um time ofensivo. O treinador, que optou por um time titular sem centroavante de referência, explicou a escolha e se mostrou bastante irritado com o desempenho corinthiano.

"A escolha de ter ataque de mobilidade foi em função dos treinos. Não posso ir contra isso. Tivemos diante do Vasco uma atuação boa de Mantuan e Cazares, hoje sem Mantuan tentei espelhar a equipe. No segundo tempo, é circunstancial. Ocupamos o intervalo para ajustar o que foi ruim no primeiro tempo e eu acho, vendo com calma, respirando, vendo o que aconteceu... com exceção de Cantillo, todas as trocas não funcionaram. Mudar no intervalo talvez não fosse solução", analisou, me entrevista coletiva concedida após a partida.

"Sobre o jogo, hoje tivemos mais posse, não repercutiu, porque o jogo não foi como esperávamos, tivemos bola mas não produzimos, e por isso não chutamos ao gol. Matheus não fez uma defesa difícil. Isso me preocupa e muito, porque tudo se baseia na personalidade dentro de campo. Eu incentivo o 1 contra 1, jogadas desenhadas, e no momento da decisão ele toca, e não joga. Me irritei muito com isso no primeiro tempo, não vou citar nome, mas a função para mudar o ritmo não foi bem feita, melhorou no segundo, mas precisa de ajustes. Se há desequilíbrio na temporada, estou aqui para resolver. Não vou esconder o que foi visto em campo, porque me chateou muito e precisa melhorar rapidamente. E eu busco soluções, de forma agradável ou não, porque não estou aqui para assistir passivamente equipe que não dá um chute a gol", completou, insatisfeito com o que viu do time.

De acordo com o treinador, o Corinthians não soube se impor em casa e não gerou o "desconforto necessário" na equipe visitante, que aproveitou os espaços deixados pelo Timão. Ainda muito irritado, Mancini avaliou a boa proposta do América para jogar fora de casa, mas apontou graves erros do Timão.

"Acertou porque veio para jogo reativo, foi compacto. A troca do Lisca no final do jogo foi exatamente para achar um ataque que deu certo, nos nossos erros. Eu falei como foi. Cassio bateu, tinha quatro jogadores ali e não brigamos pela bola e não corremos atrás do Berola, que fez o passe. O América vem bem na Série B, é organizado, muito bem, que tem jogadores que sabem o que querem, e nós temos que ser assim conhecer nossas limitações. Temos que ter melhores tomadas de decisão. Não podemos em 97 minutos não obrigar uma defesa adversária", pontuou.

"Não estou satisfeito. Melhoramos em algumas coisas, mas faltaram algumas coisas, o algo a mais que te dá mais competitividade. Se tem um sistema de jogo com pressão no adversário, você gera desconforto, e nós não geramos desconforto. Não adiante ter bons números e perder. Como foi. Temos que ter equilíbrio e incomodar mais o adversário. Fora de casa tem sido mais fácil, em casa precisa melhorar, oferecer risco para o adversário", completou logo me seguida.

Agora, o Corinthians "vira a chave" para o Campeonato Brasileiro, para enfrentar o Internacional em casa, no próximo sábado, e só depois redireciona suas atenções novamente para a Copa do Brasil. O jogo de volta acontece na próxima quarta-feira, as 21h30, em Belo Horizonte.

Veja mais em: Vagner Mancini e Copa do Brasil.

Veja Mais:

  • Ramiro está emprestado ao Al Wasl, dos Emirados Árabes Unidos; clube de Dubai terá de pagar US$ 4 milhões para ficar com o meio-campista

    Corinthians deve ter a volta de seis emprestados em junho, mas apenas três têm chance de ficar no CT

    ver detalhes
  • Boca Juniors vai pagar menos por casos de racismo do que Corinthians por infração a artigo que trata de propaganda no banco de reservas

    Conmebol multa Boca por racismo; valor é menor que pena ao Corinthians por propaganda no banco

    ver detalhes
  • Vítor Pereira foi anunciado há exatos três meses pelo Corinthians; seu primeiro jogo, porém, aconteceu dias depois

    Vítor Pereira completa três meses de Corinthians com 52.63% de aproveitamento; relembre trajetória

    ver detalhes
  • Caio Mello não faz mais parte do quadro de funcionários do Corinthians

    Fisioterapeuta deixa o Corinthians após mais de 13 anos

    ver detalhes
  • Abimael, à direita, assinou com o Corinthians por dois anos

    Corinthians acerta contratação de lateral-esquerdo ex-Palmeiras para o Sub-20

    ver detalhes
  • Fagner correu ao redor do gramado nesta segunda-feira, no CT Joaquim Grava

    Fagner inicia transição e elenco do Corinthians faz treino em casa após empate no Majestoso

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x