Corinthians tem registro de marca negado após concessão feita para Gaviões da Fiel

51 mil visualizações 269 comentários

Por Meu Timão

Corinthians teve registro de marca para uso em aplicativos negado no último mês de maio

Corinthians teve registro de marca para uso em aplicativos negado no último mês de maio

Reprodução

O Corinthians não conseguiu aval para registrar sua marca para o uso em aplicativos. O motivo é que a maior torcida organizada do clube, a Gaviões da Fiel, já teria feito o registro. A informação foi veiculada pelo UOL Esporte.

Segundo a reportagem, em 2019, o ex-presidente Andrés Sanchez autorizou a torcida a usar seu escudo. O documento não fala em registro de marca, mas a concessão fez com que o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) negasse o pedido do clube, que entrou com recurso contra a decisão.

A autorização vale para "fins de publicidade institucional e/ou de produtos", para uso em suas redes sociais e site, na produção de materiais publicitários, institucionais e promocionais para fins de divulgação da torcida e em revistas e outros veículos de comunicação vinculados à Gaviões.

A agremiação tem como logo o escudo do Corinthians carregado por um Gavião (ave que dá nome à torcida). A situação teria gerado mal estar entre clube e organizada. Na última sexta-feira, o jurídico do Corinthians teria enviado um e-mail à agremiação alegando que o clube está sendo prejudicado e pedindo que a torcida desista do registro obtido. O advogado da Gaviões da Fiel, Edson Roberto Baptista de Oliveira afirmou que a torcida estranhou o comunicado.

"A notificação causou estranheza porque tudo já tinha ficado resolvido numa reunião. Já tínhamos falado que vamos desistir do registro. Agora mandamos um e-mail para responder a notificação. Dissemos que vamos desistir desde que os Gaviões não tenham risco jurídico já que não fizeram nada de errado", declarou Oliveira.

Já a advogada Luciana Bampa Bueno de Camargo, que representa o clube no pedido do registro da marca, afirmou que o registro feito pela torcida prejudica o Corinthians com parceiros licenciados e que a Gaviões interpretou a autorização de maneira errada.

Vale destacar que o Corinthians teve o pedido para registrar a marca para uso em aplicativos negado no último dia 11 de maio. A justificativa do INPI é que o que o clube tentou registrar imita registros de terceiros - indicado como "Gaviões da Fiel S. C. Corinthians Paulista 1910".

A organizada teve o registro do uso da marca concedido em 18 de agosto de 2020 e tem validade até 2030, podendo ser prorrogado.

Veja mais em: Diretoria do Corinthians e Torcidas organizadas.

Veja Mais:

  • Giuliano afirmou entender a pressão em Sylvinho, mas saiu em defesa do treinador

    Giuliano fala sobre pressão em cima de Sylvinho e defende treinador do Corinthians

    ver detalhes
  • A equipe sub-23 do Corinthians não tem mais calendário em 2021 após a eliminação no Campeonato Brasileiro de Aspirantes

    Corinthians sub-23 fica sem calendário para o ano; diretoria estuda extinguir a categoria

    ver detalhes
  • Em quatro anos sob contrato com o Corinthians, Marlone disputou 50 jogos e marcou nove gols, um deles candidato ao Prêmio Puskás da Fifa (2016)

    Corinthians sofre bloqueios judiciais por dívida com a Penapolense e fica sem quase R$ 3 milhões

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians pode voltar ao estádio já no mês de outubro

    Governo de São Paulo libera público nos estádios a partir de outubro; CBF marca reunião com clubes

    ver detalhes
  • Time feminino do Corinthians ilustrou o vídeo de divulgação da nova campanha

    Corinthians convoca torcida feminina para canto inédito; ação faz parte de lançamento da nova camisa

    ver detalhes
  • Matheus Alexandre foi emprestado pelo Corinthians até o final de 2021

    Corinthians acerta empréstimo de Matheus Alexandre para o Coritiba

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x