Carille recorda história inusitada no Corinthians com Jô e Kazim antes de Dérbi de 2017

6.2 mil visualizações 31 comentários

Por Meu Timão

Fábio Carille e Jô trabalharam juntos no Corinthians em 2017

Fábio Carille e Jô trabalharam juntos no Corinthians em 2017

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O ex-técnico do Corinthians, Fábio Carille, viveu momentos marcantes enquanto comandante da equipe alvinegra, principalmente com Jô, em 2017. O treinador, inclusive, aproveitou para relembrar um momento curioso do memorável ano de 2017, mais precisamente sobre o Dérbi que o Timão venceu por 1 a 0, pelo Paulista.

“Deixa eu contar essa história. Nós jogamos em uma quarta, na Arena, e o Jô vinha de seis, sete meses sem jogar. Tem uma dificuldade. Aí ele chegou e disse ‘Fábio, preciso ficar fora desse próximo jogo’, que era contra o Audax, em Osasco. E na quarta era o clássico contra o Palmeiras. Falei ‘Jô, tudo bem, eu ponho o Kazim. Se o Kazim fizer gol, como vou tirar ele para o clássico?’. Ele falou ‘eu entendo’. O que aconteceu? Fomos em Osasco e ganhamos de 1 x 0 com gol do Kazim", iniciou Carille em entrevista à Rádio 365 neste domingo.

"Fomos para o clássico, falei ‘como vou mexer no homem (Kazim)?’. Jô ficou no banco. Tiro o Kazim do jogo (contra o Palmeiras) porque ele sentiu cãibras no final. Ele vinha fazendo um jogo perfeito dentro das condições, com um a menos, segurando a bola… Só tirei o Kazim porque ele não aguentou mais. A primeira bola que o Jô pega no jogo, foi para fazer o gol da vitória aos 42 do segundo tempo", contou.

No último domingo, o técnico assinou com o V-Varen Nagasaki, da segunda divisão do Japão. Carille e Jô, para além da relação profissional, tiveram bons momentos no dia a dia do CT Joaquim Grava. Com o centroavante livre no mercado, Carille não descarta a possibilidade de contar novamente com o jogador.

“Eu sou sincero. Claro, foi um início, é pensar no que o clube pensa em relação a elenco. Abre a janela em 15 de julho, e essa possibilidade (de contratar o Jô) existe sim. Já conversamos pela manhã sobre isso. Ainda mais um cara que fez sucesso no Japão, um cara conhecido, que tem respeito… Agora é entender o clube sobre os reforços, próximo passo, se vai contratar neste momento, já que meu trabalho foi fechado para 18 meses”, disse o treinador.

Cabe lembrar que nesse mesmo dia, também em entrevista à Rádio 365, Jô se pronunciou e quebrou o silêncio sobre sua rescisão com o Corinthians. O centroavante deu sua versão da história e aproveitou para desabafar sobre as polêmicas que envolvem seu lado pessoal.

Veja mais em: e Fábio Carille.

Veja Mais:

  • Jogadores durante treino desta segunda-feira

    Corinthians treina no CT Joaquim Grava de olho na preparação para duelo decisivo na Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Léo Mana foi convocado por Vítor Pereira ao time profisisonal

    Léo Mana é chamado ao profissional e desfalca o Corinthians em decisão no Sub-20

    ver detalhes
  • Guilherme Biro marcou um dos gols da vitória do Corinthians

    Corinthians controla o América-MG e larga na frente nas quartas de final do Brasileirão Sub-20

    ver detalhes
  • Elenco feminino do Corinthians teve baixas por lesão após o primeiro jogo das quartas de final do Brasileiro contra o Real Brasília

    Corinthians pede parecer à CBF sobre arbitragem e reforça importância do VAR no futebol feminino

    ver detalhes
  • Presidente Duílio Monteiro Alves assumiu a presidência do Corinthians em janeiro de 2021

    Atual gestão do Corinthians tem apenas 28,7% de aproveitamento em clássicos; relembre jogo a jogo

    ver detalhes
  • Mateus Vital tem treinado no CT Joaquim Grava mas ainda não foi relacionado para jogos do Corinthians

    Negociação esfria entre Corinthians e clube espanhol por Mateus Vital

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x