Felipe

31 anos , de São Paulo

Felipe I.

Torcedor do site número: 494.580, cadastrado desde 25/06/2015

Aqui é Corinthians

male

Estatísticas no Meu Timão

Última atividade no site em 27/04/2018 às 16h18

Ranking do Fórum

13.655º lugar

Ver Ranking

Ranking de comentários

Faltam 48 comentários para o Felipe entrar no Ranking

Ver Ranking

2 Comentários

100% de aprovação

20 Posts

65% de aprovação

1 Tópico

Atividades do Felipe no Meu Timão

Última interação no site em 24/04/2017 às 14h52

  • Felipe

    Felipe postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Desisto da oeste"

    há 1 ano

    Quer cantar, assistir o jogo em pé, pular? Vá de Sul, Norte e Leste inferior. Quer assistir o jogo sentado? Vá de Oeste. Temos lugar para todos os gostos.

    Quando vou com amigos, vou de Sul. Quando levo meu pai, senhor de 71 anos, que não aguenta ficar de pé por muito tempo, mas não quer deixar de ver de perto o seu time e que me ensinou o que é ser corinthiano, pago mais caro e vou de Oeste.

    Temos que respeitar as diferenças, meu caro!

    detalhes do post
  • Felipe

    Felipe postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Já que o assunto é material esportivo. Deixa um pouco de lado Adidas e Nike. E pasmem com isso!"

    há 1 ano

    As camisas da Puma são bonitas, porém, geralmente, elas são mais agarradas ao corpo, o que não favorece aqueles que estão acima do peso...

    detalhes do post
  • Felipe

    Felipe postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "FELLIPE BASTOS: Vejam se estou certo"

    há 1 ano

    Felipe Bastos não marca e não ataca. A única coisa que ele faz é bater faltas e escanteios.

    Reparem como ele marca e como o Gabriel e o Ralf 'Pitbull' faziam. O Felipe Bastos chega, literalmente, 'pulando' para marcar o adversário. Só cerca e não faz nada.

    Já o Gabriel, o Ralf e outros bons marcadores chegam direto no contato da bola. Simples e direto, 'mordendo' o adversário, sem ficar 'pulando'.

    Concordo que, em algumas situações, é bom só cercar o adversário. Mas ele faz isso sempre. Não serve como volante.

    detalhes do post
  • Felipe

    Felipe postou em Off topic, no tópico "Casa grande"

    há 1 ano

    Casagrande e William (ex-zagueiro do Timão e atual comentarista do Sportv) sofrem do mesmo problema.

    Quando o Corinthians está mal, fazem uma crítica excessiva, valorizando demais os erros. Quando os outros jogam mal, passam a mão na cabeça deles.

    Na minha opinião, duas coisas que fazem eles serem assim:

    - Jogaram bem no Corinthians, conseguiram alguns títulos, de forma que, aquela época deles, tudo era melhor. Sabe aqueles senhores que ficam falando, 'no meu tempo, se fazia assim e assado'. Pode até ser verdade, mas enche o saco!

    - Todos sabem que eles tiveram uma ligação com o Corinthians, então, para mostrar uma 'imparcialidade' para o público, criticam mais o Timão e relevam os erros dos demais times, inclusive 'babando ovo' deles.

    detalhes do post
  • Felipe

    Felipe postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "A incoerência de Walter Big House, agora ele deixou clara a imparcialidade"

    há 1 ano

    Casagrande e William (ex-zagueiro do Timão e atual comentarista do Sportv) sofrem do mesmo problema.

    Quando o Corinthians está mal, fazem uma crítica excessiva, valorizando demais os erros. Quando os outros jogam mal, passam a mão na cabeça deles.

    Na minha opinião, duas coisas que fazem eles serem assim:

    - Jogaram bem no Corinthians, conseguiram alguns títulos, de forma que, aquela época deles, tudo era melhor. Sabe aqueles senhores que ficam falando, 'no meu tempo, se fazia assim e assado'. Pode até ser verdade, mas enche o saco!

    - Todos sabem que eles tiveram uma ligação com o Corinthians, então, para mostrar uma 'imparcialidade' para o público, criticam mais o Timão e relevam os erros dos demais times, inclusive 'babando ovo' deles.

    detalhes do post
  • Felipe

    Felipe comentou na notícia: "Revelados no Timão, Willian e Weverton celebram reencontro na Seleção"

    há 2 anos

    William foi um dos poucos jogadores da base que o Corinthians chegou a lucrar.

    Se firmou no profissional em 2006, aos 17/18 anos, e foi vendido por 19 milhões de dólares (38 milhões de reais), o que, na época, era considerado um valor alto --> http://globoesporte.globo.com/ESP/Noticia/Futebol/Corinthians/0,, MUL90035-4402,00-WILLIAN+E+VENDIDO+AO+FUTEBOL+UCRANIANO.html

    Fora as outras transferências (Shakhtar Donetsk --> Anzhi Makhachkala --> Chelsea) que o Corinthians também ganhou algo.

    Poderíamos ter segurado mais o William? Poderíamos. Mas, naquela época, quando chegou a proposta, lembro que ninguém se opôs à venda, considerando o valor e a idade do garoto.

    detalhes do comentário
  • Felipe

    Felipe postou em Notícias, no tópico "Começou! TITE explica novamente como o "NOVO Corinthians" Joga!"

    há 2 anos

    O Tite não falou nada de demais.

    Quem fez a análise do time foi o editor do site que, aliás, qualquer pessoa que assiste aos jogos do Corinthians poderia fazer, até minha falecida avó!

    detalhes do post
  • Felipe

    Felipe postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "A camisa do time do povo..."

    há 2 anos

    Posso estar enganado, mas este valor é para camisa de Jogador, e não a de Torcedor. O Corinthians, assim como os outros times, vem fazendo isso há um tempo.

    Em regra, a camisa de Torcedor tem um tecido levemente mais pesado e o escudo do Timão é bordado.

    Na de Jogador, a tecnologia da camisa é diferenciada, tem os furos na lateral que ajuda a 'ventilar', tem um T nos ombros, o símbolo é silkado e o caimento costuma ser um pouco mais justo.

    De qualquer forma, o preço é sim exorbitante.

    detalhes do post
  • Felipe

    Felipe postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Treinar em 1 periodo só é sacanagem!"

    há 2 anos

    Mas isso não é uma exclusividade dos clubes brasileiros ou da seleção brasileira.

    Na Europa inteira é assim. Aliás, a seleção da Alemanha, na Copa do Mundo, teve diversos dias de folga, inclusive se hospedando (num centro que eles construíram), na praia.

    Enfim, ter ou não dois períodos de treinamento, dar ou não folga, não sei qual é o melhor. Não sou preparador físico ou formado em educação física.

    Agora, se eles ganham milhões para trabalhar apenas 4 ou 5 horas, méritos deles que conseguiram chegar nessa condição. Se fosse fácil, acredito que todos nós escolheríamos ser jogador de futebol, ter toda essa fama, dinheiro e mulheres, ao invés de ganhar um salário mínimo e trabalhar 8 horas/dia.

    Grande abraço

    detalhes do post
  • Felipe

    Felipe postou em Análise dos jogos, no tópico "Precisamos de um batedor de faltas, urgente!"

    há 2 anos

    Infelizmente, esse é um dos problemas que, atualmente, a maioria das equipes brasileiras sofrem.

    detalhes do post
`