Walter

de SÃO PAULO

Walter Magal

Torcedor do site número: 480.440, cadastrado desde 06/01/2015

O Corinthians é mais que um caso de amor. Mesmo na alegria e na dor. Religião. É um sentimento que invade a alma, o espírito, não tem explicação. Mesmo na derrota, sempre te acompanharei. Ser Corinthians é acreditar no impossível, no inacreditável. Ser Corinthians é vivenciar um sofrimento bom, a vitória do corinthiano sempre é a mais calorosa, a mais amada. É simplesmente a melhor.

male

Estatísticas no Meu Timão

Última atividade no site em 15/12/2017 às 23h21

Ranking do Fórum

200º lugar

Ver Ranking

Ranking de comentários

667º lugar

Ver Ranking

1.012 Comentários

97% de aprovação

5.060 Posts

75% de aprovação

2.406 Tópicos

1.751.969 Visualizações

2.198 Views por tópico

Atividades do Walter no Meu Timão

Última interação no site em 15/12/2017 às 20h16

  • Walter

    Walter postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Oque aconteceria com Garcia presidente?"

    há 13 horas

    Eu também acho, como também acredito em Duendes, Coelhinho da Páscoa, Papai Noel, Saci Pererê, etc...

    detalhes do post
  • Walter

    Walter comentou na notícia: "Corinthians aguarda sinal do Vitória para decidir situação de Tréllez até segunda-feira"

    há 14 horas

    Se o Lucca não estivesse "queimado", pelo menos é o que dá para perceber, não precisaria trazer o Tréllez

    detalhes do comentário
  • Walter

    Walter comentou na notícia: "Adauto não descarta Scarpa, mas vê rival à frente do Corinthians em negociação"

    há 14 horas

    A única coisa boa dessa matéria é saber que este Sr. Esta desligado da função.

    detalhes do comentário
  • Walter

    Walter comentou na notícia: "Exato um mês após o título brasileiro, Corinthians tem só um reforço; três são os motivos"

    há 20 horas

    Pera ai o dinheiro do prêmio do Br2017 era pra pagar os jogadores, agora o da Nike também?

    detalhes do comentário
  • Walter

    Walter comentou na notícia: "Proposta curiosa do Cruzeiro pode colocar atacante do Corinthians no São Paulo; entenda"

    há 3 dias

    Excelente negócio, como detentor de 60% do Lucca é supervalorizar o preço dele e se quiserem podem levar.

    detalhes do comentário
  • Walter

    Walter postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Entenda o que passa na cabeça do Romarinho no jogo de hoje!"

    há 3 dias

    O Porco falou que é o Real Madrid das Américas, Romarinho olhou para o Real Madrid e acha que é o Porco.

    Simples Assim!

    detalhes do post
  • Walter

    Walter comentou na notícia: "Atacante do Corinthians é contratado pelo Fortaleza e será treinado por Rogério Ceni"

    há 3 dias

    Vlw Rogério Ceni, se quiser tem mais, Felipe Bastos, Moisés, Bruno Paulo, Alan Mineiro, Marlone, Guilherme...É só falar!

    detalhes do comentário
  • Walter

    Walter comentou na notícia: "Corinthians ainda não pagou premiação do hepta; clube segue no aguardo da CBF"

    há 3 dias

    Os caras já tem um baita salário para baterem uma bola, lutar e ganhar títulos é obrigação deles como trabalhadores remunerados, ainda pegar o prêmio e dividir com todos é de Phoder, ainda mais um Clube todo endividado, hoje em dia joar futebol é a melhor profissão do mundo.

    detalhes do comentário
  • Walter

    Walter comentou na notícia: "Luan volta a exaltar Romero e relaciona venda de Arana ao paraguaio: 'Pode colocar na conta dele'"

    há 3 dias

    Acho que esse Luan sonha em vir joar no Corinthians, apesar que o que ele falou a respeito do Arana, também concordo.

    detalhes do comentário
  • Walter

    Walter postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "O Primeiro Xodó da torcida era conhecido por Satanás!"

    há 3 dias

    1928: Satanás, ídolo e muralha corintiana
    Tuffy, mais conhecido como Satanás, foi o primeiro goleiro xodó da torcida

    As metas corintianas já foram defendidas por grandes nomes ao longo dos 107 anos de História. Porém, o primeiro goleiro que se tornou um ídolo alvinegro atendia pelo apelido de Satanás.

    Tuffy nasceu em Santos e defendeu o A.A das Palmeiras, o Santos, o América de Pernambuco e o Sírio antes de chegar ao Parque São Jorge, em 1928. O incomum apelido surgiu pelo costume de jogar, na maioria das vezes, inteiramente vestindo preto.

    Tuffy conservava grandes costeletas e fazia o estilo galã, muito antes de Emerson Leão. O goleiro do Timão, inclusive, chegou a participar de um filme, em 1931. A relação dele com o cinema ficaria ainda mais forte após terminar a carreira, quando virou gerente de um cinema, o Cine Santa Helena.

    As grandes atuações e muitas defesas de pênalti, fizeram de Satanás uma legenda no Parque São Jorge. Em apenas quatro anos de Corinthians, Tuffy sagrou-se campeão paulista por três vezes.
    Quando faleceu, em 1935, vítima de pneumonia dupla, Satanás teria sido sepultado junto com a camisa de goleiro do Corinthians.

    Levou o Timão ao segundo tricampeonato paulista dele (1928,1929 e 1930).

    Em pé, da esquerda para a direita: Nerino, Grané, o goleiro Tuffy, Del Debbio, Guimarães e Munhoz. Agachados: Filó, Apparício, Gambinha, Rato e De Maria.

    detalhes do post
`