José

22 anos , de Sorocaba

José Marcos

Torcedor do site número: 229.363, cadastrado desde 20/11/2012

Aqui é Corinthians

male

Estatísticas no Meu Timão

Última atividade no site em 29/05/2017 às 15h10

Ranking do Fórum

4.942º lugar

Ver Ranking

Ranking de comentários

Faltam 33 comentários para o José entrar no Ranking

Ver Ranking

17 Comentários

88% de aprovação

211 Posts

78% de aprovação

30 Tópicos

10.054 Visualizações

3.351 Views por tópico

Atividades do José no Meu Timão

Última interação no site em 29/04/2017 às 15h56

  • José

    José postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Camisa preta com listras brancas, a preferida"

    há 2 anos

    Sinceramente eu acho que a nossa camisa número 1 deveria ser a preta com listras. E o segundo uniforme o branco, ou até mesmo um uniforme com um tom mais bege lembrando a lindissima camisa do centenario.

    detalhes do post
  • José

    José postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Qual o seu gol preferido anotado pelo Jadson?"

    há 2 anos

    detalhes do post
  • José

    José comentou no post: "[Teleco] Definida a camisa III: será azul e roxa, em tons escuros; veja imagem"

    há 2 anos

    Achei do car#[email protected] e vou comprar!

    detalhes do comentário
  • José

    José postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "O craque estrangeiro"

    há 2 anos

    Não, não é uma crítica direta ao Corinthians, é uma crítica a todos os times e torcedores que possuem essa mentalidade de vira-lata, escolhi a foto do Defederico porque bem me lembro na época ele recebia a alcunha de 'Novo Messi'.

    detalhes do post
  • José

    José postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "O craque estrangeiro"

    há 2 anos

    Me identifiquei muito com o texto também, por isso resolvi postar ele aqui. Eu gostava bastante do estilo de jogo do Burrito Martinez, eu o achava um 'craque'. Uma pena que ele resolveu falar mais do que a boca. Haha

    detalhes do post
  • José

    José postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "O craque estrangeiro"

    há 2 anos

    Então ele chega. Nunca despertou o interesse de grandes clubes europeus, mas já passou pelas seleções de base de seu país e brilhou em algum Apertura por aí, deu umas assistências, fez uns golaços. O suficiente para chegar com status de salvador ao seu clube. Ele, o gringo craque que ninguém nunca viu jogar.

    É um cara que joga no terço final do campo. Supostamente, é ofensivo, veloz, tem um bom passe, bons dribles… Falta não é sua especialidade, mas ele é gringo e é craque, provavelmente consegue guardar uma ou outra cobrança.

    Logo que as especulações sobre sua chegada começaram a pipocar, você já foi procurar seu nome no Google. Os números não empolgam: ele não fez nem cinco gols no Campeonato Argentino passado, e as assistências também não são nada demais. Hora de ir para o Youtube. Fiel a seu clube, você faz o esforço de tentar ignorar a música ruim de fundo e se empolga com uma corrida aqui, um drible ali e aquele golaço, na gaveta. Parece que é craque mesmo.

    Então o gringo craque é relacionado pela primeira vez para um jogo. Mais um empate chato sem gols vai se desenhando, a partida já passou da metade do segundo tempo, e todo o mundo começa a cantar o nome do recém-contratado. Ele entra, toca uma ou duas vezes na bola, mas não faz nada. No jogo seguinte, mais uma vez é pedido pelos torcedores, sai do banco e não altera o jogo.

    O torcedor então argumenta: “É que ele está tendo pouco tempo em campo, precisa jogar os 90 minutos”. A chance no time titular chega, de fato o gringo craque apresenta um futebol um pouco melhor, mas nada que justifique o apelido de “Novo Fulano” que recebeu.

    Os primeiros jogos ruins são sempre relevados. Ele precisa se acostumar ao futebol brasileiro, se encaixar melhor no esquema do treinador. Não, o problema é o treinador! O time está bagunçado, como é que o futebol do cara vai deslanchar?

    O tempo passou, o gringo craque ainda está longe de render o que dele se esperava, e a torcida começa a perder a paciência. E é justamente quando ela está a ponto de se desiludir completamente que ele vai lá e anota aquele golaço marcante. Confiança renovada para mais alguns meses de decepção.Ele nunca deslancha, afinal não era craque coisa alguma. Havia um motivo pelo qual ninguém o havia visto antes. Com a paciência de comissão técnica, torcedores, dirigentes e imprensa esgotada, o gringo craque vai jogar na Série B ou encontra outro time em algum outro país na América do Sul. E não é que é capaz de ele aprontar contra o seu time em uma fase de grupos da Libertadores?

    Fonte: http://trivela.uol.com.br/entidades-misticas-do-futebol-brasileiro-o-craque-estrangeiro/ Entidades místicas do futebol brasileiro: o craque estrangeiro - Trivela Entidades místicas do futebol brasileiro: o craque estrangeiro - Trivela Ele nunca despertou o interesse de grandes clubes europeus, mas já brilhou em algum Apertura por aí. O suficiente para chegar com status de salvador trivela.uol.com.br

    detalhes do post
  • José

    José postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Oswaldo de Oliveira por que não?"

    há 2 anos

    Nossa, como em 2000 eu ainda era pequeno não sabia que ele quase nos rebaixou, confesso que só o conheço como o 'O Treinador que ganhou o mundial'. Por isso não entendi essa repercussão negativa...

    detalhes do post
  • José

    José postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Oswaldo de Oliveira por que não?"

    há 2 anos

    Eu ainda não entendi o motivo de tanta repulsa quando foi anunciado que o Oswaldo era o técnico favorito da diretoria, sinceramente não me recordo dos seus últimos trabalhos, eles foram tão ruins assim?

    detalhes do post
  • José

    José postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Campanha Libertadores 2012"

    há 3 anos

    Olá Corinthianos, venho propor a vocês um exercício um tanto quanto interessante. Vocês se lembram da Libertadores de 2012? Provavelmente... Como esquecer a cabeçada de Paulinho contra o Vasco, o golaço de Sheik contra o Santos e o gol antológico de Romarinho contra o Boca.

    Mas, será que aquele time jogava TUDO ISSO mesmo? Na minha opinião, não. É bem verdade que a nossa defesa era extremamente sólida, e não cedia à pressão exercida pelos adversários, como por exemplo no jogo contra o Emelec em Guaiaquil, ou contra o Santos na Vila Belmiro ('esse jogo foi um inferno!'), ou contra o Boca Junior na Bombonera.

    Mas francamente, aquele time CRIAVA POUQUÍSSIMAS chances de gol, tanto que, se bem me lembro Jorge Henrique e Willian eram duramente criticados pelo aproveitamento muito baixo nas finalizações. Também não tínhamos Centroavante, Danilo fazia a função de falso nove, o que dava menos mobilidade ao ataque.

    O objetivo deste post não é de maneira alguma justificar o mal desempenho do time nas últimas rodadas, mas sim refrescar a memória dos mais saudosistas e relembrar que, até em nosso ano mais glorioso apresentávamos um futebol medíocre¹.

    Uma Boa noite/dia a todos e VAI CORINTHIANS!

    1. Medíocre
    adjetivo de dois gêneros

    De qualidade média, comum; mediano, meão, modesto, pequeno.

    detalhes do post
  • José

    José postou em Notícias, no tópico "Adeus Matheus Pereira"

    há 3 anos

    detalhes do post
`