Corinthians x Cruzeiro

Pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians vai empatando contra o Cruzeiro

Acompanhe ao vivo
Os nomes mais interessantes do Sub-20 do Corinthians

Andrew Sousa

23 anos, acadêmico de Jornalismo na Univali e fiel desde o primeiro de seus dias.

ver detalhes

Os nomes mais interessantes do Sub-20 do Corinthians

Coluna do Andrew Sousa

Opinião de Andrew Sousa

3.1 mil visualizações 37 comentários Comunicar erro

Os nomes mais interessantes do Sub-20 do Corinthians

Time Sub-20 do Corinthians tem bons valores para o futuro do profissional

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Não é de hoje que a torcida do Corinthians cobra e torce por mais oportunidade para a garotada da base. Mesmo dando indícios de que isso pode acontecer, com a promoção de alguns jovens jogadores, a equipe segue aproveitando muito pouco suas promessas.

Nesta temporada, por exemplo, apenas seis jogadores formados no Timão entraram em uma partida oficial - Fagner, Pedrinho, Carlos Augusto, Janderson, Léo Santos e Fabrício Oya. Já baixo, o número também tem pouco significado na prática.

Fagner e Pedrinho, afinal, são nomes mais consolidados; Carlos Augusto, por sua vez, virou reserva imediato há mais tempo. Tirando o trio, então, quem de fato ganha oportunidades é Janderson, já que Léo Santos só atuou em três jogos oficiais antes de ser emprestado e Oya teve poucos minutos em uma única chance durante o Paulistão - também saiu por empréstimo.

Diante desse cenário, alguns fogem do padrão das críticas e partem para a vertente de que talvez não tenhamos bons jogadores despontando na base. Nessa postagem, porém, quero alertar que não é isso que acontece. Classificado no Brasileirão e fazendo ótima temporada, o Timão Sub-20 tem vários nomes que merecem atenção. Segue a lista:

Igor Marques - Lateral direito

Igor marcou nos dois últimos jogos do Corinthians

Igor marcou nos dois últimos jogos do Corinthians

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

De todos os nomes, Igor é um dos que mais parece pronto para subir ao time principal. Primeiro por sua posição, que tem o questionado Michel Macedo na reserva imediata de Fagner, segundo, é claro, por suas qualidades.

Forte fisicamente, o jogador leva perigo em toda chegada ao ataque e tem estilo de jogo bastante associativo para triangulações. Ou seja, levando em conta suas características, ele se assemelha mais ao atual titular do Timão do que Macedo. Nos dois últimos jogos, coroou sua influência ofensiva com dois gols. É um nome para ficar de olho.

Lucas Piton - Lateral esquerdo

Lucas Piton cria boa parte das jogadas do Timão

Lucas Piton cria boa parte das jogadas do Timão

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Esse é outro nome que grande parte da Fiel já cobra oportunidades. Relacionados várias vezes, o garoto ainda não conseguiu estrear, mas parece cada vez mais pronto para isso. O que pesa "contra" (na visão do treinador, acredito) é seu estilo ofensivo, completamente diferente ao de Danilo Avelar e Carlos Augusto, que atuam no seu setor.

Com ele, porém, o Corinthians ganharia uma opção perigosa pelo lado esquerdo, por onde dificilmente leva perigo ao gol adversário. No Sub-20, grande parte das jogadas passa pelos pés do camisa 6. Por fim, é válido destacar algo básico, mas raramente visto no Brasil: Piton cruza muito bem.

Du e Roni - Volantes

Capitão e peça chave: Roni é um dos mais promissores do Sub-20

Capitão e peça chave: Roni é um dos mais promissores do Sub-20

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

A dupla de volantes de Dyego Coelho também merece atenção. Mais atrás, Du é um jogador moderno, com alto poder de marcação, mas muita mobilidade. Importante para a saída de jogo da equipe, lembra um pouco Gabriel, mas parece ter mais trato com a bola - e pode ser muito trabalhado, claro. Por vezes perde a posição para o bom Xavier, que tem características mais físicas, mas seria meu titular absoluto.

Pouco a frente, o camisa 8 e capitão Roni, que é cada vez mais maduro e tem algo que a torcida gosta muito de ver no Timão: capacidade para ser elemento surpresa. Chegando de trás, é peça fundamental no funcionamento da equipe e vez ou outra marca seus gols. Já aparece nos treinos do profissional e costuma ir bem.

Madson - Ponta

Madson não sentiu o peso da camisa alvinegra

Madson não sentiu o peso da camisa alvinegra

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Uma das grandes carências do plantel de Carille são jogadores incisivos de lado de campo. Em coletivas, inclusive, ele já relatou isso várias vezes. Como consequência, Janderson ganha seu espaço. E Madson pode ser o próximo da fila.

Canhoto e contratado nesta temporada, o garoto tem excelente drible e, mesmo atuando pelos lado do campo, conhece o caminho das redes - já marcou seis gols em 24 partidas. Mesmo com experiência no profissional do Atlético Goianiense, tendo feito gol em final de estadual, ainda precisa de muito amadurecimento. Bem trabalhado, pode ser boa opção para o futuro.

Ruan Oliveira - Meia-atacante

Ruan mostra muita qualidade com e sem a bola

Ruan mostra muita qualidade com e sem a bola

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Com 19 anos, Ruan é outro que atuava entre os profissionais antes de chegar ao Corinthians. Aliando isso a sua qualidade, o meia tem chamado atenção na equipe de Coelho. Muito móvel, aparece como opção para os pontas e aproxima sempre que possível do centroavante, um pouco como fazia Rodriguinho.

Seu ponto forte, porém, são os passes. Com visão de jogo e qualidade, tem aquele estilo "10 clássico" que o Timão não tem hoje - depende de Jadson, que não consegue render. Falta muito trabalho, mas há potencial.

Veja mais em: Corinthians Sub-20 e Base do Corinthians.

Coluna do Andrew Sousa

Por Andrew Sousa

23 anos, formado em Jornalismo na Univali e fiel desde o primeiro de seus dias.

O que você achou do post do Andrew Sousa?