eSports promete e o Corinthians devia montar um time

Danilo Augusto

Corinthiano e programador dedicado que tem um orgulho imenso de ter criado essa comunidade chamada Meu Timão.

ver detalhes

eSports promete e o Corinthians devia montar um time

Coluna do Danilo Augusto

Opinião de Danilo Augusto

9.1 mil visualizações 30 comentários Comunicar erro

eSports promete e o Corinthians devia montar um time

Mundial de League of Legends costuma encher estádios de futebol

Foto: Reprodução

Que eu me lembre, o Corinthians tem equipe de futebol, futsal, futebol de sete, futebol feminino, vôlei, natação, futebol americano, MMA, ciclismo, futebol de areia e remo.

Eu acho que o Corinthians deveria ter uma equipe de eSports, pensando num público mais jovem, acostumado a jogar FIFA, Counter-Strike, Street Fighter V, Dota, League of Legends e etc.

Se você não joga ou nunca jogou nem "campo minado" no Windows, tudo bem. Você não precisa acompanhar, do mesmo jeito que dificilmente acompanha a natação no Timão, e vida que segue. Só que tem muita gente curte, acompanha e gasta (ou investe) dinheiro e tempo para jogar e assistir partidas de videogame.

Mas o Corinthians gastaria dinheiro com isso?

O ideal é o projeto de um time de eSports é ser no mínimo autossustentável ou até mesmo lucrativo. E não é nem muito difícil. O custo de cinco atletas e um treinador de League of Legends, por exemplo, que é o game mais jogando no mundo, não equivale a 20% de um salário de atleta de ponta do futebol profissional.

O mercado é tão promissor que até mesmo o Ronaldo Fenômeno, é sócio de uma equipe chamada CNB. Em 2016, eles foram vice-campeões brasileiros numa final que passou ao vivo no SporTV. A final, aliás, foi no Ginásio do Ibirapuera, e a transmissão, com narrador e tudo mais, teve audiência de 2,1 milhões de expectadores. Na TV, assistiram 1.4 milhão de pessoas, enquanto 700 mil acompanharam pela Internet por stream.

Hora da torcida, Blumers! Hoje começa a 1ª etapa do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL), e é com muito orgulho que me torno sócio da CNB! Eu e @aakkari vamos investir na equipe, e acompanhar esse fenômeno da internet que são os eSports, com mais de 70 milhões de espectadores no mundo. Pra se ter ideia do tamanho desse mercado, em 2015, os jogos eletrônicos movimentaram mais de US$610 milhões em investimentos, entre patrocínios, premiações e remuneração dos jogadores. #fenômenoblumer #blumer9 @cnbesc

Uma publicação compartilhada por Ronaldo (@ronaldo) em

A premiação desses campeonatos também é considerável. A equipe campeã do mundial de DOTA 2 em 2016 recebeu cerca de U$8.8 milhões (aproximadamente 30 milhões de reais), o triplo da premiação do Campeonato Brasileiro de futebol em 2016.

Quem do futebol já está nessa?

O Santos tem uma equipe já disso. O Flamengo está montando uma. Na Europa, clubes como PSG, Schalke 04 e Wolfsburg estão montando equipes de eSports.

O PSG é um case interessante também. A equipe francesa tem dois patrocinadores para o time. A ASUS, fabricante de notebooks, celulares, relógios e outros eletrônicos tem a cota master da camisa do time. A PMU, que patrocina a equipe de futebol, patrocina também a manga da camisa do PSG eSports.

Qual é a probabilidade do Corinthians abraçar a ideia?

Quanto mais o tempo passa, fica mais difícil. As outras equipes que já estão presente nesse cenário de eSports vão ganhando espaço e até mesmo torcedores. O time da "paiN Gaming", por exemplo, chegou a ter 3.600 sócios-torcedores pagando R$9.90 por mês, superando o número de sócios de clubes tradicionais de futebol, como Portuguesa, Guarani, Goiás e América-MG.

Em março de 2017, Vinicius Azevedo, gerente de marca do Corinthians, falou sobre a o assunto em entrevista ao UOL Esporte:

"Já tivemos contato com algumas equipes e também com empresas que atuam diretamente no segmento de eSports, mas a dificuldade é construir um modelo financeiramente sustentável, visto que o clube jamais iniciaria um movimento deficitário. Se for para entrarmos no jogo, queremos uma equipe de ponta, para brigar de igual para igual com as principais", disse Vinicius.

Veja mais em: Ações de marketing.

Coluna do Danilo Augusto

Por Danilo Augusto

Corinthiano e programador dedicado que tem um orgulho imenso de ter criado essa comunidade chamada Meu Timão.

O que você achou do post do Danilo Augusto?