Ato V - 100 anos Ponte Grande

Fernando Wanner

Artista plástico, pesquisador, roteirista e professor de história em quadrinhos, designer e Corinthiano.

ver detalhes

Ato V - 100 anos Ponte Grande

Ato V - 100 anos Ponte Grande

Estádio da Ponte grande

Para celebrar o centenário da primeira casa corinthiana, o grande Corinthiano Luiz Ricas vai contar, nesse quinto ato, um texto sobre 1920.

Uma das figuras mais importante no processo de construção do estádio da Ponte grande, Alcântara Machado era reconhecido como presidente de honra do Sport Club Corinthians Paulista. Oriundo de uma das mais tradicionais famílias paulistas, era filho do promotor público Brasílio Augusto, fundador da Academia Paulista de Letras.

Esquecendo-se de si, superior às suscetibilidades e às decepções, esteve sempre pronto a aplicar o saber e a sacrificar as comodidades pessoais em proveito das iniciativas úteis à coletividade.

Suas iniciativas em prol do povo se misturam com as mudanças demográficas da cidade de São Paulo, na época em plena expansão. O processo migratório, em especial dos países latino europeus, arábes e do Japão, aliado à chegada da estrada de ferro e o crescimento da economia do café, transformaram profundamente a sociedade e a paisagem da cidade formada por povos tradicionais, descendentes de africanos recém libertos da escravidão e os bandeirantes portugueses que formavam uma pequena e economicamente pobre cidade no entorno dos rios Anhangabaú e Tamanduateí.

O time do povo. O time dos povos. Começava a nascer a miscigenada Fiel torcida.

Veja mais em: História do Corinthians.

Coluna do Fernando Wanner

Por Fernando Wanner

Artista plástico, pesquisador, roteirista e professor de história em quadrinhos, designer e Corinthiano.

O que você achou do post do Fernando Wanner?

  • 1000 caracteres restantes