Que a raça do Casão ilumine o Coringão!

Julia Raya

Estagiária do Meu Timão e estudante de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo-SP. Tem 17 anos e é corinthiana há 18. Sempre viveu com o Corinthians e agora trabalha com ele também.

ver detalhes

Que a raça do Casão ilumine o Coringão!

Coluna da Julia Raya

Opinião de Julia Raya

4.4 mil visualizações 107 comentários Comunicar erro

Que a raça do Casão ilumine o Coringão!

Walter Casagrande vestiu o manto corinthiano sempre com muita raça

Foto: Divulgação

Amanhã é o grande dia. Talvez o dia mais importante do ano até o momento.

Amanhã é dia de decisão. Corinthians e São Paulo se enfrentam pela grande final do Campeonato Paulista, e como o primeiro jogo acabou em 0 a 0, uma vitória para qualquer um dos lados define o campeão. O Corinthians? Joga em casa, com o apoio da Fiel, e precisa de um Casagrande em campo.

O Corinthians definiu a final do Paulista contra o São Paulo 37 anos atrás, e Walter Casagrande Júnior estava em campo. Curiosamente, seis dias após Casão completar 56 anos, Corinthians e São Paulo decidem novamente o Campeonato Paulista, assim como aconteceu em 1982. Na ocasião, o atacante estava em campo e marcou o terceiro gol da vitória corinthiana, fechando o placar em 3 a 1. O Corinthians era campeão Paulista daquele ano, seu 18º título Estadual.

Quem acompanhou o time alvinegro entre os anos de 1982 e 1986, e também em 1994, experienciou a trajetória de Walter Casagrande Júnior no Corinthians. Os Fiéis que não eram nascidos naquela época, assim como eu, e não puderam ver o jogador em campo, precisam de uma ajudinha para conseguir entender o que ele representa para o clube.

Vendo ou não Casagrande em campo, fato é: o então camisa 9 corinthiano era raçudo, determinado, inteligente e apaixonado pela camisa que vestia.

E é disso que o Corinthians precisa amanhã. Que os jogadores se doem em campo, que representem a camisa que vestem e a torcida que os apoia, que joguem com amor pelo clube e conquistem o tricampeonato Paulista.

A questão não é a técnica, ela pode até não ser das melhores, mas a raça, o amor à camisa, esses não podem faltar, assim como nunca faltou ao Casão.

Um Casagrande em campo amanhã seria ótimo. 11 então, nem se fala.

Aproveito o espaço dessa coluna para parabenizar Walter Casagrande Júnior, que completou 56 anos na última segunda-feira. O ex-jogador soma 256 jogos pelo clube, tendo marcado 103 gols. Obrigada pelos títulos, Casagrande, mas obrigada mais ainda por cada uma de suas atuações dentro de campo!

Veja mais em: Especiais do Meu Timão.

Coluna da Julia Raya

Por Julia Raya

Estagiária do Meu Timão e estudante de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo-SP. Tem 17 anos e é corinthiana há 18. Sempre viveu com o Corinthians e agora trabalha com ele também.

O que você achou do post da Julia Raya?