O 9 de Vagner Love

Julia Raya

Estagiária do Meu Timão e estudante de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo-SP. Tem 17 anos e é corinthiana há 18. Sempre viveu com o Corinthians e agora trabalha com ele também.

ver detalhes

O 9 do Love

Coluna da Julia Raya

Opinião de Julia Raya

2.9 mil visualizações 41 comentários Comunicar erro

O 9 do Love

Love deixou o dele no último jogo do Timão

Foto: Danilo Fernandes/ Meu Timão

Assim como em sua primeira passagem pelo clube do Parque São Jorge, Love chegou no começo de 2019 um pouco contestado pela Fiel torcida. No entanto, o que ninguém imaginava era que o jogador viria para cravar mais uma vez seu nome na história corinthiana.

Em 2015, quando foi contratado do Shandong Luneng, da China, Love disputava posição com Paolo Guerrero e demorou a emplacar naquele elenco. Tite até tentava atuações com os dois em campo – algo semelhante com o que Carille tenta hoje entre Love e Gustagol ou Mauro Boselli –, mas o desempenho da dupla não era como ele imaginava. Quando o peruano deixou o clube, Love ganhou nova oportunidade e dessa vez conseguiu boas atuações e gols importantes na campanha do hexacampeonato brasileiro. Ele inclusive foi o artilheiro do Timão no torneio, com 14 gols.

No começo de 2016, Love foi vendido ao Monaco, da França. Após três temporada, foi recontratado e agora atua sob o comando de Carille.

Em quase cinco meses de trabalho o atacante já conseguiu mostrar que veio para ser decisivo, como foi da primeira vez. Na primeira passagem, Love foi quem marcou o gol do título de hexacampeão brasileiro, em cima do Vasco. Recentemente também foi ele quem balançou as redes, nos minutos finais, e garantiu o tricampeonato Paulista ao Timão contra o rival São Paulo.

Ainda não é possível dizer que Love é titular da posição, até mesmo porque o técnico corinthiano ainda busca seu time ideal. Mas é possível afirmar que o Atacante do Amor terá quatro opções para se firmar na titularidade: pelos lados, como quer Carille, atrás do 9 e até como o próprio 9, o que vem acontecendo.

Na última partida corinthiana, contra o Deportivo Lara, Vagner Love foi o titular no ataque e marcou o primeiro gol alvinegro no segundo tempo, já atuando ao lado de Gustagol. Minutos depois, Gustagol foi quem marcou, colocando 2 a 0 no placar. O que ficou claro, para quem assistiu ao jogo, foi a melhora corinthiana no segundo tempo, com o 9 e o 19 atuando lado a lado. Para Carille, o que falta é tempo para treinar com dois atacantes na frente e fazer o jogo virar do jeito que ele imagina.

Em 2019, Love participou de 28 jogos, sendo 12 vitórias, 10 empates e seis derrotas. Além das participações, o atacante ainda balançou as redes cinco vezes.

Veja mais em: Vagner Love.

Coluna da Julia Raya

Por Julia Raya

Estagiária do Meu Timão e estudante de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo-SP. Tem 17 anos e é corinthiana há 18. Sempre viveu com o Corinthians e agora trabalha com ele também.

O que você achou do post da Julia Raya?