O maior estrangeiro do Corinthians de todos os tempos

Lucas Faraldo

Escrevendo sobre o Corinthians desde 2014

ver detalhes

O maior estrangeiro do Corinthians de todos os tempos

Coluna do Lucas Faraldo Knopf

Opinião de Lucas Faraldo

12 mil visualizações 122 comentários Comunicar erro

O maior estrangeiro do Corinthians de todos os tempos

Paraguaio Romero é o maior estrangeiro da história do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Gamarra foi um melhor zagueiro do que Romero é atacante. Foi eleito o melhor de sua posição na Copa do Mundo de 1998 e é tido como um dos mais eficientes defensores das histórias de Corinthians e seleção paraguaia.

Rincón foi um melhor volante do que Romero é atacante. Foi o líder da seleção colombiana em três Copas do Mundo consecutivas (1990, 1994 e 1998), além é claro de capitão do Corinthians campeão mundial de 2000. É apontado por muitos como o principal jogador de sua posição de todos os tempos no clube do Parque São Jorge.

Guerrero foi um melhor centroavante do que Romero é atacante. É ídolo da seleção peruana, maior artilheiro estrangeiro da história do Corinthians (54 tentos) e autor de dois dos mais significativos gols do Timão de todos os tempos (no Mundial de 2012). Ainda hoje há quem aponte o jogador flamenguista como nome ideal para vestir de novo a 9 alvinegra.

Tevez foi um melhor atacante do que Romero é atacante. Foi incontestavelmente o craque do Brasileirão de 2005 e principal responsável pelo tetracampeonato nacional do Corinthians. É o segundo maior artilheiro estrangeiro da história alvinegra, com 46 gols. Defendeu em alto nível gigantes europeus como Manchester United, Manchester City e Juventus.

Mas é Romero o maior estrangeiro da história do Corinthians. Romero é quem soma mais jogos (196) e títulos (Brasileirão-15 e 17 e Paulistão-17 e 18) pelo Timão entre todos os 43 gringos que já entraram em campo com a camisa alvinegra. Romero é o artilheiro isolado da Arena (26 gols) nestes primeiros quatro anos do estádio. Romero é o terceiro maior goleador (37 tentos) extracomunitário do clube, atrás apenas dos já citados Guerrero e Tevez.

Romero, acima de tudo isso, é o gringo com mais cara de Corinthians em 108 anos de história do Corinthians. É o estrangeiro que mesmo estrangeiro escolhia o Corinthians ao jogar futebol no videogame durante a infância. É o paraguaio que precisa até hoje bater de frente contra tudo e contra todos por conta do xenófobo rótulo de made in Paraguay. É o jogador que vence dia após dia a desconfiança da própria torcida alvinegra. É o jovem que em quatro anos de Timão passou de "cabelinho de Restart" para talvez a mais importante peça do elenco. É o corinthiano que mais irrita os arquirrivais em clássicos atualmente (somente em 2018: embaixadinhas contra o Palmeiras, declaração ácida contra o Santos e domínio de bola épico com provocação contra o São Paulo).

Ángel Romero pode não ser o melhor. Mas é sem dúvida o maior estrangeiro jogador de futebol que já defendeu o Sport Club Corinthians Paulista.

Veja mais em: Romero, História do Corinthians e Ídolos do Corinthians.

Coluna do Lucas Faraldo Knopf

Por Lucas Faraldo Knopf

Jornalista pela ECA-USP e ex-Esporte Interativo, Jovem Pan e Lance!. Hoje trabalha no Meu Timão. Autor do livro 'Impedimento - Machismo, racismo, homofobia e elitização como opressões no futebol'.

O que você achou do post do Lucas Faraldo?