Conhecemos nossa diretoria. Se sair, Tiago Nunes só tem dois possíveis substitutos

Luis Fabiani

Estudante de Jornalismo no Mackenzie. Desde janeiro de 2020, estagiário do Meu Timão. Faço jornalismo há 1 ano pois sou Corinthiano há 19. Estou também diariamente na Rádio Mackenzie.

ver detalhes

Conhecemos nossa diretoria. Se sair, Tiago Nunes só tem dois possíveis substitutos

Coluna do Luis Fabiani

Opinião de Luis Fabiani

26 mil visualizações 122 comentários Comunicar erro

Conhecemos nossa diretoria. Se sair, Tiago Nunes só tem dois possíveis substitutos

Nome de Mano Menezes vem ganhando força nas redes sociais

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Modéstia a parte, me considero muito bom em analisar as pessoas e seus comportamentos. Desde fevereiro, quando passei a moderar o fórum do Meu Timão, noto uma conduta comum de grande parte da Fiel: apontar a diretoria principal fator da má fase vivida pelo Corinthians.

Não é pra menos. Gastos irresponsáveis, falta de transparência e discursos contraditórios a cada dia que passa. Ano após ano, a postura da diretoria vem se tornando rotineira para a Fiel. Quando Carille saiu, sabíamos que não viria um estrangeiro. Quando se dizia que o Naming Rights estava chegando, nós sabíamos que não estava. E se chega proposta pra jogador? Tá vendido.

Dito isso, posso começar aqui a tratar do assunto presente no título dessa coluna.

O objetivo dela não é somente criticar nossos comandantes como foi feito nos parágrafos acima. A ideia é somente expor algumas manias e convicções da alta cúpula corinthiana para defender uma teoria que pensei:

Se sai Tiago Nunes, o cargo ficaria com Mano Menezes ou Dyego Coelho.

O pensamento é simples. E vou sustentá-lo.

Não é novidade para ninguém o apreço que Andrés e Duílio têm por Mano Menezes. O treinador foi parte de um período de reconstrução e conquistas do Corinthians. É injusto condenar as passagens dele por aqui. Mas eu não queria de volta.

Sobre o outro candidato, é simplesmente imaginar uma decisão conservadora altamente previsível da diretoria.

"Não vamos fazer loucura", mantra típico do presidente Andrés Sanchez é o que sustenta essa possibilidade. Coelho seria viável e barato. Mas a falta de experiência não me agrada. Eu não gostaria.

Torço para estar errado. Vida longa a Tiago Nunes no Corinthians. Outra mania (dessa vez virtuosa) do presidente é apostar no trabalho dos treinadores a longo prazo.

Mas, baseado no que penso, uma troca de treinador só teria dois possíveis desfechos

Veja mais em: Tiago Nunes, Andrés Sanchez e Duílio Monteiro Alves.

Coluna do Luis Fabiani

Por Luis Fabiani

Estudante de Jornalismo no Mackenzie. Desde janeiro de 2020, estagiário do Meu Timão. Faço jornalismo há 1 ano pois sou Corinthiano há 19. Estou também diariamente na Rádio Mackenzie.

O que você achou do post do Luis Fabiani?