Andrés Sanchez colocou o dedo na ferida

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Andrés Sanchez colocou o dedo na ferida

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

69 mil visualizações 95 comentários Comunicar erro

Andrés Sanchez colocou o dedo na ferida

Andrés Sanchez concedeu entrevista antes do jogo em Porto Alegre

Foto: Rodrigo Gazzanel /Agência Corinthians

A entrevista do presidente Andrés Sanchez em Porto Alegre antes da partida do Corinthians contra o Grêmio viralizou nas redes sociais e em grupos de WhatsApp.

Mais pelo jeito – ríspido – com que o presidente do Timão tratou os repórteres do que pelo conteúdo em si.

Mas boa parte das respostas, se avaliadas friamente e sem o contexto polêmico do estilo já característico do mandatário corinthiano, estão corretas.

Andrés reparte a culpa pelo excesso de jogos, pelo calendário da CBF e pelos demais problemas logísticos do futebol brasileiro com todo o mundo futebolístico – clubes, CBF, imprensa e torcida.

É comum que sempre culpemos a outra parte. Nós nunca ou quase nunca estamos errados.

A própria imprensa adora culpar a CBF e os clubes pelos problemas do futebol brasileiro. Mas será que parte do problema não está na própria mídia? Claro que sim!

Somos resultadistas sim, como disse Andrés. É claro que aqui estou tomando o todo pela maioria. Como em tudo, há exceções.

Há uma nova forma de imprensa, e o lateral santista Victor Ferraz falou sobre isso também em uma entrevista nesta semana, que não tem muita responsabilidade com o que escreve.

Perfis de internet, páginas de Instagram, arrobas de Twitter hoje são tão formadores de opinião quanto um colunista de jornal. Estes influenciadores devem saber disso e cumprir certas regras do jornalismo.

Imparcialidade é a principal. Hoje isso é muito raro nestes espaços. Costumo dizer que o torcedor que quer apenas ler elogios ao clube que torce, pode ler o site oficial.

Quer fazer jornalismo sem ser jornalista? Ótimo, mas faça direito.

Há o problema dos direitos de transmissão, e isso é ainda mais grave. Hoje basicamente uma emissora tem os direitos de transmissão de todos os campeonatos nacionais: a Rede Globo.

Ela compra, ela paga, ela manda.

Por que as rádios, webrádios, sites, blogs, perfis, também não pagam? Eu sou completamente a favor que isso aconteça!

Quer estar no estádio, no treino, na zona mista, quer entrevistar jogador, vender patrocínio e lucrar com isso? Pague.

Mas o pagamento precisa ser proporcional ao alcance do veículo. E deverá haver contrapartidas a isso: entrevistas exclusivas, privilégios no dia-a-dia, conteúdo produzido pelo clube, horários maleáveis, etc.

Será que a Globo deixa?

E o que o torcedor tem a ver com isso? Simples. Sem o torcedor, não tem CBF, não tem clube e não tem futebol.

Precisa existir pressão para que se mudem as regras. Por exemplo, um clube deve ter o direito de vender um jogo como mandante para quem bem entender.

Para que você tenha uma ideia, o clube hoje é tão refém da televisão, que ele mesmo, clube, não pode filmar o próprio jogo e divulgar em tempo real.

Repito: o clube não tem o direito sobre o próprio jogo.

O torcedor pode comprar essa briga. A imprensa precisa comprar essa briga. Todos podemos e devemos nos responsabilizar pelo produto futebol. E não apenas culpar o outro.

Veja mais em: Andrés Sanchez.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?

  • Comentários mais curtidos

    Foto do perfil de Carlos

    Ranking: 200º

    Carlos 4145 comentários

    por @cal.gatto

    FALA MUUUUUITO... Mas fala VERDADES.. Hehehehe Vaaaaaaaaai Corinthians.

  • Foto do perfil de Marcos

    Ranking: 357º

    Marcos 2980 comentários

    por @garanha

    Andrés mandou muito bem! Através de ironias (a maioria dos brasileiros não entendem ironias), papo reto: quem paga leva!
    E concordo com o M. Bello: todos os órgãos de imprensa deveriam pagar, por pequena que fosse, uma taxa para acessar informações do clube, uma vez que eles cobram de seus patrocíninadores.

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Anderson

    Ranking: 7473º

    Anderson 173 comentários

    95º. por @andyk

    Gostei do texto, mas há um claro defeito no pedido de imparcialidade para a imprensa. Não há sequer um trabalho que se faça realmente de modo imparcial que não seja o trabalho de juiz (seja do que for). Não ser imparcial não te faz um profissional ruim a não ser no exemplo mencionado. Temos que cobrar isenção da imprensa e não imparcialidade. Imparcialidade é um pedido até ridículo de se fazer. Não há nenhum problema de um jornalista torcedor do palmerdas ser setorizado no Corinthians, e nesse caso é um exemplo de um profissional condicionado (não imparcial), no entanto isento. Mas se for um jornalista comprometido com as causas dos Sem Mundial (alguém que frequente a área associativa do clube ou chegado em conselheiros e outras figuras importantes), aí ele não é mais isento.

  • Publicidade

  • Foto do perfil de Thalles

    Ranking: 3951º

    Thalles 381 comentários

    94º. por @thmoura09

    O problema do futebol brasileiro é que se vende um campeonato para só uma TV(globo) vendendo pra mais canais dentro e fora do país o campeonato cresce ganha mais notoriedade e assim os horários ficam melhores para torcida.

  • Foto do perfil de Luciano

    Ranking: 4150º

    Luciano 359 comentários

    93º. por @luciano.goncalves6

    Mais isso acontece no mundo todo...quem manda porque tá pagando muito

    Posso concorda na quantidade de jogos

    Mais no Brasil isso virou muleta faz tempo

    E o Corinthians arrecada muito mais fez uma divida que tem que ser paga

    O Andrés estava contando com o pt no poder

    Fora a renda da bilheteria o clube tira muito dinheiro do clube para o estádio

    Fora as negocatas que nem sabe

    Já estivermos por cima mais a ma administração do clube o fez perder a força

    Isso pra mim não passa de desculpa

  • Foto do perfil de André

    Ranking: 4755º

    André 309 comentários

    92º. por @andre.galvao4

    Como um babaca como esse tal de Março Bello, é um otário que tá tentando derrubar o Carille, só o clube não vê que este setorista só planta mentiras, é baita de um merda você seu #[email protected]%

  • Foto do perfil de Paulo

    Ranking: 10528º

    Paulo 103 comentários

    91º. por @paulo.antunes2

    Vejo aqui do lado na tela do computador, na página do Meu Timão, no Fórum o seguinte: 'Temos um presidente neurótico, desmotivado e louco pra pular do barco.' Sim, acho que isso tem muita verdade, pelo menos as entrevistas deixam isso claro. Mas ele não precisa ser devidamente enquadrado, afinal enfiou o Clube, claro a mando do presidiário de Curitiba e do príncipe das empreiteiras o Odebrechet, em uma dívida impagável? Pular do barco, livre, leve e solto e sem dívidas é o manah!

  • Foto do perfil de Paulo

    Ranking: 10528º

    Paulo 103 comentários

    90º. por @paulo.antunes2

    Beleza, boas coisas comentadas sobre a entrevista do Andrès! Tudo certo quanto à TV Pagar, mas o que não entendo é não ter jogos do Timão mais nas quartas e domingos sendo transmitidos. Diz um amigo que é por causa do Pay per view. Que Corinthians e Flamengo estão mesmo fora dos jogos para alavancar a TV fechada e que com as cotas desse negócio os clubes estão remunerados e satisfeitos. Não sei se é tão simples assim, pois a NAÇÃO dos dois clubes não dispõe de recursos para comprar todos os jogos e assistir de camarote. Sabe explicar?

  • Foto do perfil de Junior

    Ranking: 8º

    Junior 37075 comentários

    89º. por @junior.peres4

    Andrés some do Timão

  • Foto do perfil de Wellington

    Wellington 37 comentários

    88º. por @wellington.eto

    Na minha opinião todos as rádios, canais de TV tinham que ter direito de transmissão dos campeonatos nacionais!