Jogo de risco: tensão no vestiário e nova derrota podem sacramentar queda de Carille

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Jogo de risco: tensão no vestiário e nova derrota podem sacramentar queda de Carille

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

45 mil visualizações 487 comentários Comunicar erro

Jogo de risco: tensão no vestiário e nova derrota podem sacramentar queda de Carille

Técnico do Corinthians disse sentir 'vergonha' do que viu em campo contra o CSA

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Os jogadores do Corinthians não receberam nada bem as críticas de Fábio Carille na entrevista coletiva dada pelo treinador na última sexta-feira, no CT Joaquim Grava. Chateados com as palavras do comandante, os atletas consideram que foi colocada toda em cima deles a culpa pela má fase da equipe.

Os líderes do elenco conversaram com os mais jovens e decidiram correr por eles neste domingo, contra o Flamengo, sem o famoso jargão de "jogar pelo treinador", bastante utilizado no futebol. Apesar de publicamente os jogadores negarem a situação, internamente o clima é bem pesado.

A ideia é mostrar o "caráter" dos jogadores depois de tudo o que aconteceu, principalmente por episódios como a conversa com os torcedores no CT, quando foram eles, mais uma vez, que tomaram a frente.

Há consenso entre os principais atletas do grupo que as palavras de Carille não foram felizes na hora de descrever o momento do Timão. Resumindo: todos querem correr para dar uma resposta para a Fiel, não para o treinador.

O resultado de tudo isso é que o duelo no Maracanã pode ficar até em segundo plano no que se refere à permanência do treinador no cargo. Independente do placar do jogo, esta situação tensa no vestiário pode fazer a diretoria decidir pela saída seja qual for o resultado.

Veja mais em: Fábio Carille.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?