Ídolos são a solução para o Corinthians?

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Ídolos são a solução para o Corinthians?

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

3.6 mil visualizações 55 comentários Comunicar erro

Ídolos são a solução para o Corinthians?

Danilo, Alex e Alessandro estão de volta ao Corinthians

Foto: Arquivo Pessoal

Logo após a goleada para o maior rival por 4 a 0 pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians anunciou a contratação do ídolo Danilo para comandar a equipe sub-23.

É um expediente muito utilizado em todos os clubes de futebol, e no Corinthians não é diferente. Uma derrota, um anúncio positivo no dia seguinte para acalmar a torcida.

Já aconteceu diversas vezes no passado.

O problema é que Danilo, que não tem uma só mancha em seu currículo como atleta, vai comandar uma equipe no mínimo polêmica, envolvida até em situações passíveis de impeachment, como disse o próprio Andrés Sanchez, ao comentar a contratação de um jogador de 26 anos de idade filho de um conselheiro.

Uma equipe formada para “acomodar” jogadores na maioria sem capacidade para atuarem na equipe profissional, mas que estouraram a idade do Sub-20.

Também é uma equipe que entra em campo pouquíssimas vezes, pois não há essa categoria, Sub-23, em todos os outros clubes, ou um campeonato regular para ela, como ocorre por exemplo com o Sub-20, que tem Copa São Paulo, campeonato estadual, Brasileiro, etc.

Danilo é mais um ídolo contratado pela gestão Duílio Monteiro Alves. O primeiro foi Alessandro, que já mostrou ser capaz na primeira passagem de exercer com brilhantismo a função de gerente de futebol.

Ele só deixou o cargo por divergências pessoais com o ex-presidente Andrés Sanchez.

O segundo foi Alex, contratado justamente para administrar as categorias de base, inclusive a tal Sub-23.

Ídolos dão respaldo, dão credibilidade. Mas o Sub-23 continua lá, da mesma forma. As categorias de base continuam nas mãos de empresários. Continuam revelando pouquíssimos jogadores para o profissional. Quando revelam, os jogadores são emprestados, com o salário pago pelo Timão.

Meu ponto é: basta contratar ídolos, ou precisa haver uma reforma completa?

A torcida acha muito legal os nomes que voltam a trabalhar no clube. Mas não pode se contentar apenas com isso.

Veja mais em: Ídolos do Corinthians, Danilo e Alessandro.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?

x