Definição de Carille sobre reservas é um dos segredos do Corinthians; entenda

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Definição de Carille sobre reservas é um dos segredos do Corinthians; entenda

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

8.8 mil visualizações 77 comentários Comunicar erro

Definição de Carille sobre reservas é um dos segredos do Corinthians; entenda

Clayson e Paulo Roberto são utilizados com frequência por Fabio Carille

Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians

Um dos muitos segredos para o sucesso do time do Corinthians na temporada está na utilização dos jogadores reservas. Sim! Aqueles jogadores renegados no início da temporada, quando entram, dão conta do recado.

E o técnico Fábio Carille se utiliza de uma estratégia muito interessante para dar confiança a estes jogadores: ele definiu claramente quem é reserva de quem.

O treinador do Timão, quando tem algum problema de suspensão ou contusão em uma partida, não espera. Define quem será o titular do próximo jogo na entrevista coletiva no próprio estádio.

Isso já aconteceu em relação aos atletas que foram para as seleções do Brasil e do Paraguai (Fagner, Rodriguinho e Romero). Já aconteceu na lesão de Balbuena, de Pablo, na suspensão de Gabriel, de Romero e agora de Fagner.

O grupo já sabe quem é reserva de quem. E isso é muito importante para o atleta que não está entre os titulares.

O reserva de Cássio, claro, Walter. O de Fagner é Léo Príncipe (Paulo Roberto foi improvisado quando este estava machucado). O reserva imediato para as duas posições na zaga é Pedro Henrique. Jogando com Pablo, pela esquerda. Com Balbuena, pela direita.

O de Guilherme Arana é Marciel. Como ele está tratando uma doença (alopécia areata) e tomando remédios que aparecem como doping, o reserva atual é Moisés.

O reserva de Gabriel é Paulo Roberto. De Maycon, Camacho. De Rodriguinho, Giovanni Augusto. O reserva de Jadson, Marquinhos Gabriel. De Romero, Clayson. E de Jô, Kazim.

Pronto, essas são as escolhas de Fábio Carille. Quando um destes atletas titulares não puderem estar em campo, tenha certeza que a substituição será essa.

Claro que outros jogadores podem evoluir e convencer o treinador a mudar o pensamento. Léo Santos, Fellipe Bastos, Clayton, Pedrinho e Carlinhos são “os outros”. Os jovens, com potencial enorme para evoluir.

Mas Carille é sistemático. E esse é um dos segredos do sucesso do treinador e da equipe do Corinthians na temporada.

Veja mais em: Fábio Carille e Elenco do Corinthians.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?