Protesto da torcida do Corinthians no CT é válido e pode ser bom para o grupo

Mayara Munhoz

Jornalista, 30 anos. Editora do Meu Timão e vivendo Corinthians 24 horas por dia há cinco anos.

ver detalhes

Protesto da torcida do Corinthians no CT é válido e pode ser bom para o grupo

Coluna da Mayara Munhoz

Opinião de Mayara Munhoz

11 mil visualizações 76 comentários Comunicar erro

Protesto da torcida do Corinthians no CT é válido e pode ser bom para o grupo

Torcidas do Corinthians vão fazer protesto na porta do CT na quarta-feira

Foto: Agência Corinthians

O futebol brasileiro, no geral, se tornou imediatista. No Corinthians, claro, isso não é diferente. Eu costumo ser totalmente contra essa pressa que os torcedores adquiriram nos últimos anos. Mas, estranhamente, achei válido esse protesto das torcidas organizadas do Corinthians na quarta-feira.

O começo do ano no Timão não está nada bom. São 11 jogos disputados (sendo dois na Flórida) e um aproveitamento de apenas 42%. Como já mostramos aqui, igualou o pior aproveitamento da década. Não é isso que eu esperava para o 2020 do Corinthians.

Ainda acho que Tiago Nunes precisa de mais tempo de trabalho, precisa de mais treinamentos para ver seus pensamentos e mudanças serem aplicadas no grupo e que a torcida precisa ter um pouco mais de paciência. Acho isso porque ainda acredito que o resultado será positivo.

Mas, então, porque achei válido o protesto? Porque, no meu ponto de vista, esse protesto pode servir como um alerta ou incentivo para os jogadores do elenco. O grupo tem muito nomes novos que talvez ainda não tenham entendido o tamanho e a força que essa torcida tem. Uma cobrança mais dura talvez possa fazer com que os jogadores entendam um pouco melhor do que é preciso para jogar no Corinthians.

Pelo amor de Deus, entendam que sou a favor de um protesto totalmente pacífico. Igual já aconteceu inúmeras vezes lá na porta do CT Joaquim Grava. Bandeirões, faixas e torcedores com seus pedidos e cobranças. E ponto final.

Acho que posso usar uma comparação para explicar: digamos que você trabalhe em algo que tenha remuneração por vendas, ok? E seu desempenho não está bom. Seu chefe, então, te coloca um desafio de meta e, se você alcançar, será recompensado. É uma pressão a mais, claro, mas é uma pressão necessária. As coisas não estão funcionando e você precisa acordar.

É mais ou menos assim que vejo o protesto de quarta e como ele pode influenciar no elenco.

Será importante para o grupo ver tanta gente que se importa e ama o clube que eles vestem a camisa. Acredito que possa ser até um combustível para eles antes do duelo contra o Santo André, na Arena Corinthians, poucas horas depois.

Tenho certeza que uma das frases que mais será dita no protesto é exatamente aquela que os jogadores estão precisando internalizar com grande urgência: "É sangue no olho, é tapa na orelha, é o jogo da vida e o Corinthians não é brincadeira".

Enfim, que quarta-feira seja tudo pacífico e que quem for até ao CT vá com a intenção de ajudar o Corinthians. De mostrar para os jogadores e comissão técnica que o Corinthians é muito mais do que o que foi mostrado nos 90 minutos diante do Água Santa.

Que o incentivo funcione. Porque, como eu disse acima, eu ainda acredito que esse grupo e, principalmente, Tiago Nunes vão dar certo no Corinthians.

Veja mais em: Torcida do Corinthians, Torcidas organizadas e CT Joaquim Grava.

Coluna da Mayara Munhoz

Por Mayara Munhoz

Jornalista, 30 anos. Editora do Meu Timão e vivendo Corinthians 24 horas por dia há cinco anos.

O que você achou do post da Mayara Munhoz?