Tite, não vá. Eles não merecem você

Mayara Munhoz

Editora do Meu Timão. Vive Corinthians 24 horas por dia.

ver detalhes

Tite, não vá. Eles não merecem você

Coluna da Mayara Munhoz

Opinião de Mayara Munhoz

113 mil visualizações 264 comentários Comunicar erro

Tite, não vá. Eles não merecem você

Tite deve se despedir do Timão pela terceira vez nos próximos dias

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Há mais de 24 horas não se fala em outro assunto no mundo do futebol: o técnico Tite no comando da Seleção Brasileira. O convite, feito oficialmente nesta terça-feira, é justo, merecido e uma recompensa por todo o trabalho feito por Tite nos últimos anos no comando do Corinthians.

Mas, se eu pudesse falar com Tite agora, faria um pedido: não vá. Fique. Diga não. Não peço isso pelo Corinthians, pelos corinthianos. Peço isso como brasileira, como alguém que já torceu, um dia, para a Seleção do nosso país.

Eles não merecem um técnico como você. A Seleção não merece um homem com a sua alma, o seu coração e a sua honestidade lá dentro. E não estou falando apenas da CBF e de quem comanda a entidade que vive na mídia por conta de polêmicas, desvios e tantos outros problemas vergonhosos.

Os jogadores que estão lá hoje, que defendem aquela camisa, não merecem um treinador com a sua vontade e garra. Não quero ver o Tite correndo ao lado do gramado para comemorar um gol como se fosse um título sozinho. Não quero ver o Tite perder a voz de tanto gritar, mesmo em casos de vitórias, com jogadores que não descem do salto, que não se preocupam com o resultado de um jogo, com uma eliminação.

O Tite que eu tenho o prazer de conhecer e de trabalhar nos últimos anos merecia uma Seleção das antigas. Um Brasil de Cafu, de Taffarel, de Ronaldo, de Romário, de César Sampaio, de Rivaldo. E estou só falando de jogadores que eu tive o prazer de ver jogar nesses meus 26 anos de idade. Tite não merece comandar Elias, que erra um gol que poderia classificar o Brasil e não lamenta; não merece um Neymar, que parece não se importar com a responsabilidade de ser o maior jogador do nosso país no momento.

Acima de tudo: Tite não merece comandar uma Seleção que não tem apoio dos próprios brasileiros. Uma Seleção que estava disputando a Copa América e ninguém nem se importava. Uma torcida que reclama quando o jogador chora, que reclama quando não chora, que reclama quando ganha, quando perde. Uma torcida que só reclama.

A Fiel também reclama. A Fiel também cobra. Mas Adenor Bacchi é Deus no Corinthians. E a gente cobra até Deus de vez em quando. Então, Tite, fica. Fica na sua casa. Fica no lugar onde você conquistou tantos e tudo.

Esse é um pedido de alguém que é mais do que Seleção, é mais do que Corinthians. Eu sou Tite Futebol Clube.

Coluna da Mayara Munhoz

Por Mayara Munhoz

Editora do Meu Timão. Acompanha tudo que acontece no Corinthians, 24 horas por dia, há mais de dois anos e meio. Escreve mais com o coração do que com a razão.

O que você achou do post da Mayara Munhoz?