O meu Dia da Mulher e o golaço da Arena Corinthians

Mayara Munhoz

Editora do Meu Timão. Vive Corinthians 24 horas por dia.

ver detalhes

O meu Dia da Mulher e o golaço da Arena Corinthians

Coluna da Mayara Munhoz

Opinião de Mayara Munhoz

4.6 mil visualizações 40 comentários Comunicar erro

O meu Dia da Mulher e o golaço da Arena Corinthians

Eu e a camisa do Corinthians usada pelos jogadores na partida contra o Mirassol

Foto: Arquivo Pessoal

Boa tarde, Fiel!

Primeiramente, peço desculpa pelo atraso de um dia. Mas vou contar para vocês como foi o meu Dia da Mulher nesta quinta-feira. Ele foi para lá de especial e cheio de muito Corinthians.

Eu fui convidada pela Arena Corinthians para participar de um bate-papo ao vivo sobre o Dia da Mulher no Facebook deles. Ao meu lado, a vice-presidente do clube, Edna Murad, a torcedora e influenciadora, Nayara Perone, e uma das anfitriãs do tour Casa do Povo, Thamara Prado.

Nos quase 40 minutos de conversa, trocamos experiência sobre como é ser mulher nos nossos ambientes de trabalho ou de vivência, digamos assim. Eu contei um pouco dos problemas e dos preconceitos que já passei como jornalista esportiva, das minhas experiências em estádios de futebol e de como procuro aplicar o que aprendi como editora aqui do Meu Timão.

Quem tiver interesse em acompanhar o que foi dito, a live ainda está disponível aqui.

Eu, Edna, Nayara, Thamara e a Mariana Santos (assessora do tour) durante a live

Eu, Edna, Nayara, Thamara e a Mariana Santos (assessora do tour) durante a live

Arquivo Pessoal

Mas, apesar da oportunidade bem legal e bem gratificante profissionalmente para mim, a melhor parte do meu dia veio depois. E é, justamente essa parte, que eu acredito que seja de maior interesse da torcida alvinegra.

Eu realizei o tour Casa do Povo em um dos grupos especiais do Dia da Mulher. Para quem não sabe, a Arena fez uma ação e deu vagas de graça para um número de mulheres que se inscreveram para participar do tour nesta quinta-feira. Acho que eu nunca vi tanta mulher reunida em um estádio de futebol ao mesmo tempo.

E a experiência foi a mais sensacional possível. Eu não vou descrever detalhadamente como é o tour, pois nós já fizemos algumas matérias sobre isso. Temos até um vídeo com todos os detalhes, que você pode conferir aqui. Mas vou destacar as partes que me emocionaram como mulher.

Primeiro, preciso parabenizar toda a equipe responsável pelo tour. Os anfitriões adequaram o roteiro para dar mais ênfase às mulheres que fizeram parte da história do Corinthians. No meu caso, o responsável pelo tour foi o guia Bruno Di Iorio. Com muito carisma, com direito até a narrações de gols importantes, Bruno tirou de letra a visita com uma turma composta somente por mulheres (apenas cinco homens faziam parte do grupo).

Destaque para a citação de mulheres importantes, como Marlene Matheus e Dona Elisa, que já fazem parte da história do Timão; e até mesmo nomes mais recentes, como as cantoras Rita Lee e Negra Li - a última, aliás, tem uma versão linda dela cantando o hino do Corinthians exibida durante a visita ao vestiário do estádio.

Durante o passeio, Bruno contou para mim como foi a experiência de guiar praticamente só mulheres durante todo o dia. As mudanças no roteiro, aliás, também foram um aprendizado para ele.

"Não precisei mudar, tentamos enriquecer. Trazer bastante destaque para as mulheres, principalmente para as que fizeram parte da história do Corinthians, que fizeram grandes coisas e que marcaram significativamente a história do clube. Muitas das coisas eu já citava, como a Dona Marlene ali no começo do passeio. Algumas coisas a gente aprendeu, eu nem sabia", explicou.

"É muito diferente porque normalmente o grupo não tem tanta mulher, sempre tem mulher, o número é elevado, mas hoje pegamos grupos essencialmente de mulheres. Gritamos 'Vai, Corinthians' e aquela voz feminina, aquela coisa super bacana, divertida. As meninas também colaboraram em todas os grupos, super animadas. Foi um dia bem especial!", completou Bruno.

Segundo os responsáveis pelo tour Casa do Povo, as visitas possuem uma média de 31% de mulheres. Nesta quinta-feira, por conta da ação feita pelo estádio, as turmas foram quase 100% compostas por mulheres.

Com o grande número, assim como Bruno citou, as vozes femininas ganharam destaques em diversos momentos. Para quem já fez o tour, um dos pontos altos da visita é quando os guias pedem para todos gritarem "Vai, Corinthians" no alto do Setor Oeste para testarmos a acústica da Arena. É possível ouvir no vídeo abaixo a força da mulherada alvinegra:

E as corinthianas, claro, adoraram a oportunidade. Conversei com algumas que participaram da visita comigo e a emoção era visível. A grande maioria aproveitou a oportunidade para conhecer o tour pela primeira vez.

Kelly de Sousa Fernandes faz parte da torcida organizada Estopim da Fiel e até vestia a camisa da uniformizada. Mesmo frequentando todos os jogos na Arena, essa foi a primeira vez que ela teve a oportunidade de conhecer tudo no estádio.

"Eu sou de torcida, venho muito em jogo. Mas é diferente do que a gente vê em jogos. Não cabe dentro do peito, é muito emocionante. Aqui é lindo demais!", declarou, antes de parabenizar a Arena pela iniciativa.

"Eu achei super legal porque tem bastante gente que não te condições de visitar, então eu achei uma iniciativa muito legal", finalizou.

Durante a visita, o pessoal também aproveitou para falar sobre a campanha lançada pelo Corinthians no dia anterior. Na visita do grupo à sala de coletiva do estádio, nós tivemos a oportunidade de sermos apresentadas como "novas jogadoras" do Timão com a camisa que já leva a frase #RespeitaAsMinas" na frente - até eu aproveitei a oportunidade, como vocês podem ver na foto principal da coluna. O uniforme foi utilizado pelo time masculino no jogo contra o Mirassol.

A oportunidade também foi aproveitada pelas famílias. Ana Maria Delara levou a filha Brenda. As duas não se desgrudaram durante toda a visita e ainda aproveitaram para bater uma bolinha na sala de aquecimento da Arena. Ana Maria explicou que a ideia era ir com as duas filhas e que isso teria um gasto alto (o tour custa R$ 40 de dias de semanas e R$ 60 nos finais de semana, com opções de meia-entrada).

"A iniciativa foi fantástica. Na verdade, viria eu e minhas duas filhas, mas a outra teve prova e não pode vir. Para três era um custo bem alto, então.. deu para aproveitar", explicou.

"No tour é a primeira vez e estou gostando muito. É além do que a gente imagina. A gente vê lá de fora e não imagina que é tão imenso assim", completou, maravilhada com as dependências internas do estádio do Timão.

A experiência ainda contou com um belo discurso de agradecimento do guia Bruno ainda no vestiário, deixando algumas corinthianas emocionadas. Sinta um pouquinho da emoção no vídeo abaixo:

E o meu Dia da Mulher foi assim, incrível. Consegui mostrar a minha opinião para milhares de corinthianos, conhecer ainda mais um pouco da Arena Corinthians e mulheres incríveis que tiraram parte do dia delas para visitar o estádio.

Parabéns para toda a equipe responsável pelo tour Casa do Povo e pela ideia de presentear as mulheres nesse dia. A boa notícia é que a ação foi tão legal que o pessoal resolveu dar mais algumas gratuidades. E, para quem não conseguir aproveitar os dias de graça, durante todo o mês de março as mulheres vão pagar 50% do valor.

Acredito que seja cada vez mais importante e essencial os clubes de futebol valorizarem as mulheres, tanto dentro quanto fora de campo. O futebol deixou, já faz um tempo, de ser um esporte só de homens. As mulheres já conquistaram o seu espaço e estão a cada dia que passa provando ainda mais o seu valor.

Obrigada, Arena Corinthians, pelo dia incrível!

E a todos os corinthianos, mulheres, homens, crianças, aproveitem as oportunidades e façam o tour Casa do Povo. A sensação é indescritível! Uma experiência única!

Vai, Corinthians! #RespeitaAsMinas

Grupo composto praticamente só por mulheres em uma das turmas do tour Casa do Povo

Grupo composto praticamente só por mulheres em uma das turmas do tour Casa do Povo

Arquivo Pessoal

Veja mais em: Tour Arena Corinthians, Arena Corinthians e Torcida do Corinthians.

Coluna da Mayara Munhoz

Por Mayara Munhoz

Editora do Meu Timão. Acompanha tudo que acontece no Corinthians, 24 horas por dia, há mais de dois anos e meio. Escreve mais com o coração do que com a razão.

O que você achou do post da Mayara Munhoz?