Comemorem a eliminação dos rivais, mas olhem para o nosso umbigo

Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria, Bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito aos irmãos

ver detalhes

Comemorem a eliminação dos rivais, mas olhem para o nosso umbigo

4.6 mil visualizações 97 comentários Comunicar erro

Comemorem a eliminação dos rivais, mas olhem para o nosso umbigo

Falta de credibilidade impacta sobre o sucesso ou o fracasso das ações de marketing

Foto: Daniel Augusto Jr. Agência Corinthians

Só mesmo o futebol.

No mesmo dia em que o Itaú BBA divulga estudo que aponta Palmeiras e Flamengo como os clubes brasileiros que mais faturam (com larga vantagem), os riquinhos foram para o brejo.

Ao longo do dia, programas esportivos elogiavam a gestão de ambos. Elogios que merecem ressalvas.

No caso do “Real Madri da Pompéia”, a tal gestão se resume a dois mecenas: Paulo Nobre e Tia Leila. O primeiro, um milionário que emprestou uma grana preta, a juros de BNDES e a perder de vista, ao time de coração. O clube quase caiu pela terceira vez para a segundona naquele período, mas saneou as dívidas.

Entrou em cena a rainha dos empréstimos consignados para idosos. Leila e o marido passaram a dar as cartas no conselho e no futebol do Palmeiras.

Contrataram e mantiveram jogadores a peso de ouro, o que garantiu a formação de um elenco recheado (mas que poderia ser bem melhor, tal o volume da grana).

A prosperidade dos cariocas tem mais a ver com a boa gestão. Com executivo de multinacional no comando do clube, o Flamengo saneou as dívidas, melhorou o elenco e começou a rentabilizar o tamanho da torcida.

Como corinthiano, comemoro a eliminação de ambos.

Mas não nos iludamos.

A falta de credibilidade é a raiz dos nossos problemas.

Coisa que a nossa diretoria não transmite.

Não é o custo da Arena, a conjuntura do país e todas as baboseiras que Sanchez espalha.

A marca Corinthians foi muito maltratada.

Empresas parceiras até então desconhecidas e diretores com reputação duvidosa, fizeram com que muitos vissem as ações financeiras e de marketing com desconfiança.

O Corinthians é o maior clube do Brasil, tem a maior torcida nas regiões mais ricas do país.

Mas precisamos de Renovação e Transparência.

Nossa camisa e nossa torcida nos dão títulos mesmo sem fazermos a lição de casa.

Mas uma hora a conta chega.

Veja mais em: Elenco do Corinthians.

Coluna do Roberto Gomes Zanin

Por Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria de imprensa, bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito.

O que você achou do post do Roberto Zanin?