Campanha de classificação do Corinthians em 2020 foi pior do que quatro eliminações no Século 21

Rodrigo Vessoni

Formado pela FIAM, trabalhou na Rádio Transamérica e, por 12 anos, no LANCE!. Neste momento, também é repórter da Rádio 9 de Julho, SP (AM 1600). Participa ainda, quando chamado, de programas na TV.

ver detalhes

Campanha de classificação do Corinthians em 2020 foi pior do que quatro eliminações no Século 21

Coluna do Rodrigo Vessoni

Opinião de Rodrigo Vessoni

2.3 mil visualizações 33 comentários Comunicar erro

Campanha de classificação do Corinthians em 2020 foi pior do que quatro eliminações no Século 21

O aproveitamento da equipe de Tiago Nunes em 2020, após 12 jogos, foi de 47,2%. Foi inferior aos aproveitamentos dos anos de 2007, 2008, 2010 e 2014...

Foto: Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

O torcedor do Corinthians está feliz, óbvio. A equipe se classificou para as quartas de final quando rivais e boa parte da imprensa não acreditavam. De quebra, ainda passou pelo arquirrival Palmeiras. Não há motivo para não sorrir.

Mas, há sim, motivo para se preocupar e abrir o olho quando se tem um Brasileirão pela frente. E vou provar.

A campanha de classificação do Corinthians em 2020 foi pior do que quatro eliminações do clube no Século 21. Acredite se quiser...

De 2001 até a edição deste ano, o Timão amargou eliminações na primeira fase do Estadual nos anos de 2004, 2007, 2008, 2010 e 2014 - nesse período dois torneios foram disputados em pontos corridos e não entram nessa conta (2005 e 2006).

O aproveitamento da equipe de Tiago Nunes em 2020, após 12 jogos, foi de apenas 47,2%. Foi inferior aos aproveitamentos dos anos de 2007, 2008, 2010 e 2014 (veja abaixo).

Dos que caíram ainda na primeira fase, o atual Corinthians só obteve mais pontos que 2004, quando a equipe de Oswaldo de Oliveira fez surreais 29% dos pontos disputados e contou com ajuda do São Paulo de Grafite para não cair para a Série A2 do Estadual.

Sim, estou sendo o chato da vez. Sim, eu sei que o clima da torcida não é esse.

Mas esse é meu papel como jornalista: alertar e apontar que algo precisa ser melhorado. E muita coisa precisa melhorar. Dentro e fora de campo. De olho num futuro que será muito mais desafiador.

O alerta está dado! Depois não adianta chorar...

Quedas do Corinthians na primeira fase do Paulistão no Século 21 X campanha de 2020

2004: duas vitórias, dois empates e cinco derrotas, com nove gols marcados, 12 sofridos e 29% de aproveitamento;

2007: oito vitórias, cinco empates e seis derrotas, com 35 gols marcados, 27 sofridos e 50,8% de aproveitamento;

2008: nove vitórias, seis empates e quatro derrotas, com 24 gols marcados, 15 sofridos e 57,8% de aproveitamento;

2010: dez vitórias, cinco empates e quatro derrotas, com 32 gols marcados, 18 sofridos e 61,4% de aproveitamento;

2014: sete vitórias, três empates e cinco derrotas, com 24 gols marcados, 19 sofridos e 53,3% de aproveitamento;

2020: quatro vitórias, cinco empates e três derrotas, com 15 gols marcados, 10 sofridos e 47,2% de aproveitamento.

Veja mais em: Campeonato Paulista, Tiago Nunes e História do Corinthians.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Rodrigo Vessoni

Por Rodrigo Vessoni

Formado pela FIAM, trabalhou na Rádio Transamérica e, por 12 anos, no LANCE!. Neste momento, também é repórter da Rádio 9 de Julho, SP (AM 1600). Participa ainda, quando chamado, de programas na TV.

O que você achou do post do Rodrigo Vessoni?