Três importantes setores do Corinthians estão sem diretor; próximo presidente assume só em 70 dias

Rodrigo Vessoni

Formado pela FIAM, trabalhou na Rádio Transamérica e, por 12 anos, no LANCE!. Neste momento, também é repórter da Rádio 9 de Julho, SP (AM 1600). Participa ainda, quando chamado, de programas na TV.

ver detalhes

Três importantes setores do Corinthians estão sem diretor; próximo presidente assume só em 70 dias

Coluna do Rodrigo Vessoni

Informação de Rodrigo Vessoni

1.8 mil visualizações 45 comentários Comunicar erro

Três importantes setores do Corinthians estão sem diretor; próximo presidente assume só em 70 dias

Andrés Sanchez será o presidente do Corinthians até o dia 31 de dezembro; próximo mandatário terá a caneta na mão a partir do dia 4 de janeiro de 2021

Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Quem for eleito no próximo dia 28 de novembro sentará na cadeira de presidente do Corinthians a partir de 4 de janeiro de 2021. Desta segunda-feira até lá, 70 dias...

Em resumo: seja Augusto Melo, Duílio Monteiro Alves ou Mário Gobbi Filho, serão mais de dois meses até que o próximo mandatário tenha, verdadeiramente, a caneta na mão.

Um tempo bastante substancial diante da situação de três dos principais departamentos do clube: futebol profissional, marketing e administrativo.

Em relação ao futebol profissional, o cargo de diretor segue vago desde que Duílio se desligou para se dedicar às eleições. Neste momento, o departamento de maior visibilidade do Corinthians está sob os cuidados de dois diretores-adjuntos (Eduardo Ferreira e Jorge Kalil), um gerente (Vilson Menezes) e um supervisor (André Dias). Todos sob o guarda-chuva de Andrés Sanchez.

Já o departamento de marketing está sem diretor desde a saída de Luis Paulo Rosenberg, em fevereiro de 2019. Recentemente, o setor também perdeu seu substituto. De acordo com o site Máquina do Esporte, o superintendente Caio Campos deixou o clube para se tornar gerente geral da marca esportiva Kappa.

O clube, que nunca anunciou oficialmente a saída de Caio, informou ao Meu Timão que o ex-funcionário segue como consultor até o fim do mandato. A assessoria lembrou ainda que o departamento segue sob responsabilidade de Alex Watanabe (gerente de marketing e comercial) e Breno Felício (gerente administrativo e comercial do estádio).

O terceiro departamento citado na manchete é o administrativo. Apesar de ainda ter um diretor empossado, André Luiz de Oliveira, mais conhecido como André Negão, neste momento se dedica à tentativa de ser vereador na cidade de São Paulo, com postagens diárias da campanha nas suas redes sociais.

No último sábado, por exemplo, quem palestrou aos associados sobre a nova parceria com a rede de academias Red Fit não foi o diretor administrativo empossado do Corinthians, e sim, o diretor-adjunto administrativo, Eduardo Caggiano.

Veja mais em: Parque São Jorge, Diretoria do Corinthians e Andrés Sanchez.

Coluna do Rodrigo Vessoni

Por Rodrigo Vessoni

Formado pela FIAM, trabalhou na Rádio Transamérica e, por 12 anos, no LANCE!. Neste momento, também é repórter da Rádio 9 de Julho, SP (AM 1600). Participa ainda, quando chamado, de programas na TV.

O que você achou do post do Rodrigo Vessoni?