[Walter Falceta] Um time que ficou enrolado

Walter Falceta

Walter Falceta Jr. é paulistano, jornalista, neto de Michelle Antonio Falcetta, pintor e músico do Bom Retiro que aderiu ao Time do Povo em 1910. É membro do Núcleo de Estudos do Corinthians (NECO).

ver detalhes

Um time que ficou enrolado

Um time que ficou enrolado

Fagner: sofrimento no corredor do ataque santista

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

1) Há três fases do Corinthians neste Campeonato Brasileiro. A primeira é de desenvoltura e se estende até a vitória contra o Palmeiras. A segunda é de rendimento reduzido, a partir do empate contra o Atlético Paranaense. A terceira se inicia neste segundo turno; e exibe um time enrolado.

2) Nesta terceira fase, disputou três partidas. Ganhou uma e perdeu três, com aproveitamento pífio de 25% dos pontos disputados. Anotou apenas um gol, estabelecendo no returno média de 0,25% por jogo. Tomou quatro, ou seja, média de um gol por partida.

3) Mas, afinal, por que enrolado? Porque retornou sem a pegada do primeiro turno, raramente verticaliza jogadas e se confunde em tramas de meio de campo inócuas, em ações que lembram os avanços em meia-lua do hanbebol.

4) Para essa situação colabora o desempenho confuso de Rodriguinho e Jadson. Ou travam as jogadas ou as desperdiçam. Rodriguinho porque prende demais a bola e acaba facilmente desarmado. Jadson porque se exercita na imprecisão do passe.

5) Verifica-se também queda de rendimento na dupla de volantes. Desapareceu o "homem surpresa", muitas vezes encarnado por Maycon no primeiro turno. Nem ele nem Gabriel parecem calibrados na cobertura dos laterais.

6) Em mais esta derrota para o Santos na Vila Belmiro, onde o time não vence desde 2014, Fagner sofreu sozinho no lance contra o lépido pernalta Bruno Henrique. No segundo tento, novamente o atacante santista ofereceu assistência a partir do desguarnecido setor direito mosqueteiro.

7) O time enrolado do Corinthians não foi capaz de exercer uma marcação eficaz sobre Lucas Lima. Antepondo-se entre a bola e o adversário, em um roteiro previsível, o meia peixeiro cavou faltas e cartões amarelos para os adversários.

8) Pablo não repete o desempenho do período que antecede sua grave contusão. Marciel, esforçado na esquerda, não foi capaz de suprir a falta de Guilherme Arana.

9) Todas essas falhas de um time que se desorganizou depois do recesso poderiam ser minimizadas por alguma efetividade ofensiva. Mas a história deste segundo turno é de seca de gols. Quando as chances aparecem, há sempre alguma hesitação, o chute tardio, mascado ou sem direção.

10) Incomoda o discurso recente, antes e depois da partida, de que "é difícil jogar na Vila Belmiro". Ora, e quem não sabe disso? Convém adotar-se outra postura nos clássicos disputados na Baixada. Parece também que ainda não caiu a ficha referente à queda de rendimento no certame. A gordura não vai durar para sempre.

11) Convém vencer o Vasco em casa, na próxima rodada. Depois, vem mais pedreira. Nos treinamentos e nas conversas de grupo, a missão de Carille é desenrolar o Corinthians.

Veja mais em: Corinthians x Santos.

Coluna do Walter Falceta

Por Walter Falceta

Walter Falceta Jr. é paulistano, jornalista, neto de Michelle Antonio Falcetta, pintor e músico do Bom Retiro que aderiu ao Time do Povo em 1910. É membro do Núcleo de Estudos do Corinthians (NECO).

O que você achou do post do Walter Falceta?

  • 1000 caracteres restantes
  • Melhores comentários

    Foto do perfil de Filipe

    Ranking: 6826º

    Filipe 76 comentários

    por @filipe.sccp

    Fagner foi uma, vergonha marcando. Bruno Henrique deitou nele

  • Foto do perfil de Luiz

    Ranking: 39º

    Luiz 8711 comentários

    por @luiz.fernando.balest

    Realmente foi um jogo para se esquecer e lamentar, o pior de tudo isso e escutar Jadson, Rodriguinho e Carille, falando que precisamos retomar o bom futebol e blá, blá, bla´... Caraca velho tá na hora de se reunirem com esses babacas e questioná-los sobre o que está acontecendo!

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Itamar

    Itamar 6 comentários

    82º. por @itamar.paz

    Qual era a grande façanha do nosso time? A movimentação, triangulações, e recomposição do meio campo. Tudo funcionando quase que perfeitamente, somado a isso uma eficiência mortal do ataque que as vezes só tinha uma ou duas bolas e resolvia o jogo. Nos últimos jogos que perdemos vimos um time mais desorganizado, sem conseguir fazer as triangulações e dando muito espaço ao adversário. O ataque antes eficiente e mortal agora passa 4 rodadas com apenas um gol tendo em alguns dos 4 jogos mais chances criadas que em outros jogos vencidos. E quanto ao Fagner ou qualquer outro defensor se você deixar o cara no mano a mano com um atacante de velocidade como o BH fatalmente o atacante vai sair na vantagem na maioria dos lances... Acredito que foi mais um problema de ajuste do time do que falha individual do Fagner... Mas apesar dos problemas acredito no time, essa má fase vai passar. Jogar bem contra o racing e vencer o Vasco domingo. Retomar o caminho das vitórias e das boas atuações.

  • Foto do perfil de Ramon

    Ranking: 46º

    Ramon 7311 comentários

    81º. por @ramon.felipe1

    Tá começando a se enrolar mas ainda da tempo pra retomada.

  • Foto do perfil de Kain

    Ranking: 501º

    Kain 1243 comentários

    80º. por @kainn

    Este tipo de comentário é que dignifica este espaço,...discutindo e ponderando as nossos pontos de vista...! Amigo, sim, você tem razão! Realmente quando falta velocidade para se reorganizar as falhas se evidenciam com mais clareza! O time não esta se posicionando em tempo hábil, tanto para composição ofensiva, como defensiva! A falta de performance física acaba influenciando no rendimento técnico! Este sistema de jogo empregado pelo atual treinador depende muito de estar a todo momento organizado, com as peças bem posicionadas! Estando mal físicamente esta reorganização é prejudicada e as coberturas não acontecem no tempo certo! Ex; no gol do Santos, dois atacantes, Bruno Henrique e R.Oliveira,...autor do gol, o meia que se aproximava (Lucas LIma),...a cobertura, ou melhor, faltou um defensor a frente da zaga,...teóricamente um volante! Que não acompanhou...faltou perna? Ou não foi orientado pra isso? Enfim, o que se esta fazendo para corrigir as falhas,...isso é o que peço por aquí?

    Foto do perfil de Masanobu

    Masanobu 766 comentários

    11/09/2017 às 07h09 por @masanobu

    No meu diagnostico, o nosso meio campo caiu demais de produção.O Gabriel que não dá proteção ao avanço do Fagner; o Maicon que quase nada tem produzido em termos de ataque e Rodriguinho que não mais justifica sua titularidade

  • Foto do perfil de Bryan

    Ranking: 3286º

    Bryan 212 comentários

    79º. por @bryan.ferst

    Particularmente, acho que os times pegaram o jeito do Corinthians. Nós estamos sem variações, sem surpresas. Acho nosso time muito amarrado, muito estático. O sistema de duas linhas de 4 com o Rodriguinho no meio como cérebro, estamos refens de um cara. Hoje, acredito que segurar o Gabriel, abrir os zagueiros e avançar laterais, seria uma forma de compor mais o meio. Trazer. Movimentação do Jadson para o meio para armar o jogo é avançar o Rodriguinho como atacante, formando um 3-4-3, isso para sobrepor as retrancas que estamos encarando, e com o Vasco vai ser a mesma. Nunca tivemos uma super individualidade, tivemos conjunto, só que hoje estamos presos em retrancas, sem espaço e treinados para jogar no espaço.
    Acredito que essa movimentação não vai acontecer porque o Carille vem da escola do Tite e Mano, e não é perfil deles esse tipo de alternativa.
    Seguindo essa linha que estamos vindo, sem um jogador para quebrar linhas com jogada individual, acho que vamos sofrer bastante.

  • Foto do perfil de Bruno

    Ranking: 173º

    Bruno 2765 comentários

    78º. por @bruno.dionizio

    A missão do Carille é testar novos esquemas táticos, pois todos os times que estão jogando contra nós só jogam na retranca. Logo, descobriram como vencer o Corinthians. Até o Atlético GO ganhou de nos jogando assim e o ruim disso é que o Carille ainda não percebeu isso!

  • Foto do perfil de Ney

    Ranking: 52º

    Ney 6929 comentários

    77º. por @ney.bala1

    Sem comentários esperar pra ver

  • Foto do perfil de Thiago

    Ranking: 556º

    Thiago 1151 comentários

    76º. por @thithi11

    Normal o resultado. O que não podia acontecer, foram as inesperadas derrotas pra times de baixo da tabela, que escancararam a falta de qualidade técnica de Rodriguinho e o declínio de Jadson, que não esta recuperado, com dificuldade pra armar jogadas; Jô tem que sair um pouco mais da área adversária pra dar opções de jogadas... Maycon foi estático durante toda a partida, atuação discreta demais; Acomodação que vem gerando, preocupação!

  • Foto do perfil de george

    Ranking: 59º

    George 6331 comentários

    75º. por @georgearcienega

    Precisamos trocar todo o meio campo que já demonstra sinais claro de desgaste!

  • Foto do perfil de Carlos

    Ranking: 4379º

    Carlos 146 comentários

    74º. por @carlos.belo

    E as opções de ataque que temos no banco, entram e não fazem nada, aí complica ainda mais

  • Foto do perfil de erick

    Ranking: 920º

    Erick 763 comentários

    73º. por @erickraul

    Boa Walter, acho que a queda em nosso TIMÃO está ligada a quatro jogadores, Romero, Maycon, Rodriguinho E Jadson...
    O que mais me desespera é olhar para o banco e não ver opções..
    Acho que só o Maycon tem um reserva a altura que é o Camacho, mas o restante é muito difícil!